Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Kobe Bryant elege maiores adversários

24 de Dezembro, 2015

Kobe Bryant já anunciou a retirada

Fotografia: AFP

A contagem regressiva para a aposentação de Kobe Bryant tem levado a imprensa mundial a muitas questões acerca das duas décadas da carreira do jogador.

E o camisola 24 do Los Angeles Lakers não podia deixar a quadra sem listar os cinco maiores adversários que já encarou. Questionado por um repórter da ESPN americana, Kobe elegeu Hakeem Olajuwon, Michael Jordan, Kevin Durant, LeBron James e Clyde Drexler como rivais mais difíceis de enfrentar.

Black Mamba também enumerou as cinco formações mais complicadas de superar: San Antonio Spurs, Sacramento Kings, Boston Celtics, Detroit Pistons e Chicago Bulls. Não constam na lista o Cleveland Cavaliers ou oMiami Heat.

Em 20 anos de carreira, Kobe bateu diversos recordes: conquistou cinco títulos da NBA, foi eleito Jogador Mais Valioso (MVP) em 2008, participou em 17 edições do All Star Game e tornou-se o terceiro maior cestinha da história da liga, atrás apenas de Kareem Abdul-Jabbar e Karl Malone. Foram mais de 32 mil pontos em quase 1.300 jogos.


MELHORES ATLETAS
Kobe entra no top 5


Kobe Bryant vai fazer a despedida da NBA na actual época. São quase 20 anos de serviços prestados, quando entrar na quadra no dia 13 de Abril, na recepção do Los Angeles Lakers aos Utah Jazz, no Staples Center. É provável que seja a última partida. Ou última partida de facto, a não ser que haja milagres e os Lakers tenham boas oportunidades de chegar aos play - off.

Em todas estas épocas foram mais de 1300 jogos, inúmeros adversários e inúmeras equipas fortes que disputaram palmo a palmo, títulos e jogos com os Lakers de Kobe. Mas, afinal, quais são os cinco melhores jogadores e as cinco melhores equipas que já enfrentou?

EQUIPAS: San Antonio Spurs nos play - off. Foram nada menos do que sete confrontos entre Lakers e Spurs nos play -off desde que Kobe se tornou profissional. Foram duas finais de Conferência, quatro meias-finais e um duelo na primeira jornada de pós -época. Lakers venceram quatro das séries.

Sacramento Kings do começo dos anos 2000. Os Kings viviam o seu grande momento na NBA, numa ascensão que começou na transição do século XX para o XXI. Em 2001-2002, a equipa de Sacramento terminou na liderança da Conferência Oeste, com 61 vitórias em 82 jogos. Na Final de Conferência, os Lakers de Kobe venceram em sete jogos, com uma arbitragem muito contestada no jogo 6 - a equipa de Los Angeles teve 27 lances livres no último quarto. Boston Celtics da final de 2008. A final deste ano foi o encontro da equipa de melhor campanha da Conferência Leste contra o de melhor campanha da Oeste. Melhor para os Celtics de Doc Rovers, campeões depois de vencerem a série por 4 a 2.

Detroit Pistons nos play -off de 2004. Os Pistons chegaram à final depois da sua melhor campanha na época regular desde 1997 e com uma equipa que tinha Rasheed Wallace e Chauncey Billups. E a equipa de Detroit derrotou o estrelado Lakers - de Kobe, Shaquille O'Neal, Gary Payton e Karl Malone - por 4 a 1.

Chicago Bulls de Michael Jordan. Kobe não chegou a enfrentar os Bulls de Jordan numa final - os Lakers foram parados pelo Utah Jazz nos play -off de 1997 e 1998. Mas aquela equipa de Chicago virou uma das grandes da história ao conquistar o tri entre 1996 e 1998. A expressão que Kobe utilizou para justificar as escolhas foi a mesma: "Was tough" (Foi difícil).

E quanto aos adversários? Hakeem Olajuwon. O poste nigeriano actuou na NBA de 1984 a 2002 e venceu duas vezes a liga pelo Houston Rockets.
Michael Jordan. A grande lenda do basquetebol venceu seis campeonatos pelo Chicago Bulls e esteve presente em 14 All -Star Games.
Kevin Durant. Aos 27 anos, o extremo é uma das estrelas do Oklahoma City Thunder.

LeBron James. Aos 30 anos, uma das grandes estrelas do basquetebol norte-americano nos últimos anos está no Cleveland Cavaliers.
Clyde Drexler. Um dos grandes jogadores da história da liga, actuou profissionalmente de 1983 a 1998.

ÁRGELIA
Slimani na calha
para Jogos Olímpicos

A Federação argelina de futebol entrou em contacto com o Sporting para perceber a flexibilidade do clube de Alvalade para ‘emprestar’ Islam Slimani à selecção, tendo em conta a participação nos Jogos Olímpicos de 2016, que se vão realizar no Rio de Janeiro. A presença de Slimani na cidade brasileira significa uma chegada mais tardia à pré-época ao clube de Alvalade.