Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Libolo atinge chapa cem

Melo Clemente - 29 de Março, 2016

1º de Agosto lidera o Grupo A com três pontos seguido pelo Petro e Libolo ambos com dois pontos

Fotografia: kindala Manuel

Das chamadas equipas grandes, o Recreativo do Libolo foi a única colectividade que conseguiu atingir a chapa cem na primeira jornada da fase de grupos, mercê do triunfo sobre o Clube Desportivo da Marinha de Guerra, por 104-82, em partida que contou para a ronda inaugural do A da 38ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino (BIC Basket).

Segundo classificado da fase regular do BIC Basket, com 34 pontos, menos um que o vencedor, 1º de Agosto (35), a formação do Recreativo do Libolo recebeu e venceu no último sábado, no Pavilhão do Dream Space, em Viana, o Clube Desportivo da Marinha de Guerra, equipa considerada sensação do primeiro turno da aludida competição.

Com um plantel recheado de grandes estrelas, onde pontificam nomes como Carlos Morais, Braúlio Morais, Roberto Fortes, Valdelício Joaquim, Eduardo Mingas, Olímpio Cipriano, todos internacionais angolanos, para além do base norte-americano Jonathan, o representante da vila de Calulo cumpriu com o dever caseira, num jogo onde os marinheiros tentaram dificultar ao máximo as pretensões do seu adversário.

Aliás, os 82 pontos anotados pelos pupilos de Paulo Macedo, antigo seleccionador nacional, atesta perfeitamente o poder de concretização da formação satélite do Clube Central das Forças Armadas Angolanas. Apesar dos 22 pontos de diferença, o Clube Desportivo Marinha de Guerra deixou boas impressões no arranque da fase de grupos.

Quem também deixou bons indicadores foi a formação do Atlético Sport Aviação (ASA), do técnico Carlos António Dinis, que pregou um susto ao 1º de Agosto, com quem perdeu por sete pontos de diferença (60-67). A falta de experiência da maior parte dos seus jogadores contribuiu em certa medida para a primeira derrota na fase de grupos.

Os militares que não contam nesta etapa da competição com o jovem poste Johne Pedro, operado recentemente ao joelho esquerdo, teve que puxar dos galões para vergar a turma aviadora nos minutos finais da partida. Com o triunfo, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas lidera o Grupo A, com três, em virtude de ter beneficiado de um ponto de bonificação, por ter vencido a fase regular da 38ª edição do Campeonato Nacional da "bola ao cesto".

Apesar do inicio titubeante, Ricard Casas, técnico espanhol contratado pela direcção rubro e negra a fim de resgatar a mística, assegurou que a sua rapaziada vai aparecer nas próximas jornadas com outra atitude, tendo reconhecido as dificuldades que sentiram para vergar a modesta equipa do Atlético Sport Aviação (ASA).

Entretanto, o mesmo se pode dizer do Grupo Desportivo Interclube que perdeu com o Atlético Petróleos de Luanda, por 76-85, partida disputada no Pavilhão Principal da Cidadela. Apesar do desaire, os polícias voltaram a exibir-se ao mais alto nível, obrigando a equipa do Eixo-viário a puxar dos galões para chamar a si à conquista dos dois pontos em disputa.

Após a conclusão da primeira jornada do Grupo A, 1º de Agosto está no topo da tabela classificativa, com três pontos, seguido do Recreativo do Libolo e Atlético Petróleos de Luanda, ambos com dois pontos. Nas posições imediatas estão Atlético Sport Aviação (ASA), Grupo Desportivo Interclube e Clube Desportivo Marinha de Guerra, todos com um pontos cada.

Já no Grupo B, o Futebol Clube Vila Clotilde foi a província de Benguela derrotar o Sporting local, por 77-87, ao passo que o Clube Universidade Lusíada venceu o Progresso Associação Sambizanga venceu por 87-66. Vila e Lusíada lideram a competição, ambos com dois pontos, seguido do Sporting de Benguela e Progresso Associação Sambizanga, com um ponto cada.

O Grupo A da 38ª edição do BIC Basket faz disputar este final de semana a segunda e terceira jornada respectivamente, sendo que a segunda e última jornada do Grupo B joga-se apenas na próxima semana.