Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Libolo e 1º de Agosto reeditam meia-final da Taça

Francisco Carvalho - 06 de Maio, 2016

Libolenses e militares pôem fim ao acordo de cavalheiros na tabela de classificação da terceira fase do Campeonato Nacional

Fotografia: Jornal dos Desportos

Empatados a três pontos na tabela de classificação geral, o Recreativo de Libolo e o 1º de Agosto desfazem hoje, a partir das 18h00, no Dream Space, em Viana, a parceria de cavalheiros na partida pontuável para a terceira jornada da fase de Qualificação do grupo A do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol. Os libolensens e os militares entram na quadra com resultados diferenciados na jornada anterior.

Ciente da necessidade de vencer para atingir o desiderato, Norberto Alves, técnico da equipa do Cuanza Sul, preparou um conjunto virado ao ataque, onde o irrequieto Milton Barros vai conduzir os vice-campeões nacionais. Para desequilibrar a defesa militar, o poste Eduardo Mingas é-lhe acrescentado a responsabilidade de ganhar todos os ressaltos ofensivos.

A jogar em casa, Norberto Alves vai contar também com Braulio Morais, que regressa após superar a lesão. Aliado ao mano Carlos Morais, a dupla da equipa do Libolo vai apostar no lançamento exterior para surpreender a defesa militar. É importante ressaltar que os manos Morais apresentam altos coeficientes de lançamento de três pontos. Ainda para superar a defesa militar, o Recreativo de Libolo vai apostar no ataque continuado, em que se vai valorizar a filtração dos jogadores mais rápidos no centro do garrafão.

Do outro lado da quadra vai estar o papão dos títulos. O 1º de Agosto desembarca no Dream Space com orgulho ferido. Depois de perder a liderança da primeira fase da competição a favor do Recreativo de Libolo, viu-se incapaz de contornar os campeões nacionais, o Petro de Luanda, na jornada anterior em pleno Pavilhão Victorino Cunha.

O reencontro com o Recreativo de Libolo serve para alavancar as esperanças de voltar às conquistas, depois de ter testemunhado a "glória" dos principais adversários nos últimos anos. A ressaca pelo título incomoda os adeptos e os sócios. Para o jogo de hoje, Richard Casas tem motivos suficientes para devolver a alegria. Durante a semana, conduziu a preparação versada na defesa e ataque com eficiência.

Para evitar a forte defesa dos anfitriões, os extremos militares vão "disparar" a longa distância, enquanto os postes liderados por Kikas Gomes vão "combater" debaixo da tabela adversária.

Noutra partida do grupo A, os campeões nacionais e líder vão receber na Cidadela Desportiva o Atlético Sport Aviação. A vitória da equipa do camaronês Lazaré Adingono, Petro de Luanda, é uma questão de confirmação. Dotados de bons executantes e animados pela vitória sobre o 1º de Agosto, os petrolíferos podem atingir a chapa cem. Nos últimos confrontos, os níveis de exibição do grupo agrada a adeptos, o que evidencia a maturação competitiva nessa fase da prova.

O adversário do Petro de Luanda vive sob a vontade de Deus. Sem a chama de outros tempos e aliado a problemas administrativos, o Atlético Sport Aviação entra na quadra ciente da derrota. Ultrapassar o Petro de Luanda vai exigir "milagre". Contudo, Carlos Dinis, técnico aviador, preparou o grupo para evitar números reduzidos no diferencial.

O Interclube descansa nessa jornada por força de calendário.

Na tabela de classificação do grupo A, Petro de Luanda lidera com quatro pontos, seguido de Libolo e 1º de Agosto, ambos com três pontos cada; Interclube com dois é o quarto e ASA é o último com um ponto.

GRUPO B

No campeonato de consolação, a Marinha de Guerra recebe hoje, às 18h00, no pavilhão Victorino Cunha, o Sporting de Benguela, em partida da terceira jornada. Os estudantes da Lusíadas recebem, às 18h00, no pavilhão 28 de Fevereiro, o Vila Clotilde. Por força de calendário, descansa o Progresso Sambizanga.