Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Libolo motivado visita Interclube

Melo Clemente - 02 de Maio, 2017

Equipa adstrita à Polícia Nacional perdeu no primeiro encontro por 96-97

Fotografia: José Soares | Edições Novembro

As formações do Grupo Desportivo Interclube e do Recreativo do Libolo defrontam-se hoje, a partir das 18h00, no Pavilhão 28 de Fevereiro, para a segunda partida do play -off das meias-finais da 39ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino, vulgo BIC Basket, a melhor de cinco partidas.

Depois do susto que pregou ao todo poderoso Recreativo do Libolo, em pleno Pavilhão do Dream Space, em Viana, em que perdeu por  um escasso ponto de diferença, 97-96, a equipa adstrita à Polícia Nacional vai aproveitar o factor casa, para alcançar a sua primeira vitória sobre os actuais vice -campeões nacionais.

Apesar de não haver dois jogos iguais, o técnico português ao serviço do Grupo Desportivo Interclube, Alberto Babo, vai procurar montar a estratégia utilizada no prélio de sábado, para neutralizar os libolenses que estão dispostos a destronar os militares, do título nacional da \"bola ao cesto\".
A falta de uma ponta final consistente, em que se exigem índices de concentração em alta, leva a equipa da polícia a perder sistematicamente as partidas na presente época desportiva, em que logrou à conquista  do passe da final da 33ª edição da Taça de Angola.

Alberto Babo trabalha muito o aspecto emocional dos seus pupilos, que aos poucos registam algumas melhorias. Sem o internacional angolano, Fidel Cabita, extremo poste, que deixou a capital do país  com destino a África do Sul, para provavelmente ser submetido a uma intervenção cirúrgica, devido a lesão que contraiu há sensivelmente duas semanas  num dos tornozelos (ver peça a parte), a turma da Polícia está preparada para contrapor o favoritismo do Recreativo do Libolo.

Gerson Domingos, base, Paulo Márcio Barros, André MIGUEL, Abdel Gomes entre outros, vão assumir o jogo ofensivo dos visitados. Ontem, em pleno feriado (Dia Internacional do Trabalhador), o técnico Alberto Babo chamou a sua rapaziada ao trabalho, e durante a sessão foram ensaiadas os mais variados diagramas ofensivos e defensivos, para o embate deste noite que se espera muito disputado.

Transições rápidas defesa - ataque, a privilegiar sempre a circulação da bola em todas as áreas de jogo, sem esquecer os princípios básicos defensivos, dominaram a sessão de treinos realizada no Pavilhão 28 de Fevereiro, palco da partida de logo mais. Uma provável vitória da formação caseira, pode relançar a eliminatória, que nesta altura é favorável à equipa visitante (1-0).

Por banda do Recreativo do Libolo, conjunto que possuiu grandes valores individuais, com realce para Olímpio Cipriano, Eduardo Mingas, Milton Barros, Valdelício Joaquim, Roberto Fortes, todos internacionais angolanos, para além dos norte-americanos Jakel Foster e Andre Harris, o pensamento está virado para o triunfo, apesar de reconhecer a qualidade do plantel do seu opositor, que tem com ponto forte.

O técnico espanhol Hugo Lopez afirmou, que \"à semelhança do jogo de sábado, a partida desta noite será igualmente de elevada dificuldade\".
\"Nesta fase, todos os jogos acabam por ser difíceis. Portanto, temos de estar atentos em todas as fases do jogo, por formas a não sermos surpreendidos\", alertou o técnico libolense.  O público vai acorrer em massa ao Pavilhão 28 de Fevereiro, para testemunhar o embate entre polícias e libolenses.

TRATAMENTO

Fidel Cabita está na África do Sul


O extremo poste do Grupo Desportivo Interclube, Fidel Cabita, seguiu ontem para a África do Sul, onde vai ser submetido a um tratamento, em virtude de ter contraído uma lesão num dos tornozelos. O internacional angolano rumou para as terras de Nelson Mandela, em companhia do vice -presidente para o basquetebol do Grupo Desportivo Interclube, António Camulugi.

Naquele país do Sul do continente africano, o extremo poste do Interclube e da Selecção Nacional vai ser reavaliado e caso se reconfirme a gravidade da lesão, o atleta pode ser submetido a uma intervenção cirúrgica, e deve perder o resto da temporada 2016/2017 que caminha para o final. O jovem Fidel Cabita, 23 anos de idade, é uma das unidades em grande destaque na formação da Polícia, na presente época desportiva, a par de Gerson Gonçalves, base, e Paulo Márcio Barros, extremo. Face ao excelente momento de forma desportiva em que se encontrava, a equipa do Grupo Desportivo Interclube vai ressentir-se da ausência do jovem atleta.
M.C