Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Libolo na rota do título

Melo Clemente - 19 de Dezembro, 2015

Pupilos de Norberto Alves passearam toda a sua classe ante uma equipa completamente apática

Fotografia: Jornal dos Desportos

Liderado pelo internacional angolano, Olímpio Cipriano, a formação do Recreativo do Libolo apurou-se para a final da XXX edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores masculino, ao derrotar ontem, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, a similar do Asfar Rabat de Marrocos, por 55-85, partida que contou para a primeira meia-final da referida competição.

Depois de ter passeado classe nos quartos-de-final, onde vergou a Associação Desportivo Bairro de Cabo Vede, por 93-61, ontem, diante dos marroquinos do Asfar de Rabat, carrasco do Atlético Petróleos de Luanda na fase preliminar, os actuais campeões africanos não facilitaram o seu opositor, realizando uma excelente exibição para o gáudio dos seus adeptos que coloriram o majestoso Pavilhão Multiusos do Kilamba.

Galvanizado com o apoio incondicional da sua claque, a formação da vila de Calulo entrou bastante determinada na partida, ao contrário do seu adversário que esteve algo apático, fundamentalmente, no quarto inicial.

Ao fim do primeiro quarto, os libolenses venciam já por uma margem de 12 pontos (23-11). No segundo período, os actuais campeões africanos mantiverem o comando das operações, com lançamentos certeiros a longa distância, aliado ao jogo interior bastante eficaz.

Nesta etapa, os pupilos de Norberto Alves conseguiram um parcial de 21-14, o que perfez 44-25, a favor da formação angolana.

Olimpio Cipriano (14), Valdelicio Joaquim (8), Carlos Morais (7), Eduardo Mingas (6), Joanathan Wallace (7) e Braúlio Morais (3) foram os responsáveis dos 44 pontos marcados pelo Recreativo do Libolo, ao cabo dos primeiros 20 minutos.

Os marroquinos do Asfar Rabat reagiram no terceiro período, ao impor um rigoroso empate a 18 pontos, resultante de algum relaxamento dos campeões africanos.

O internacional angolano, Valdelício Joaquim, poste, dois metros e oito centímetros, assumiu a liderança do marcador, com 19 pontos, quando restavam três minutos e 44 segundos para o termo da partida. Para além de liderar o jogo interior, Valdelício Joaquim também se destacava nos lançamentos à longa distância.

A vencer por uma margem confortável de 25 pontos, os pupilos de Norberto Alves que asseguram o sexto triunfo consecutivo na competição, limitaram-se a gerir o resultado até ao apito final (85-55).

Valdelício Joaquim, Olímpio Cipriano, Carlo Morais, Jonathan Wallace e Milton Barros foram os melhores marcadores do Libolo, com 19, 17, 13, 12 e 10 pontos, respectivamente. Para além de ter sido o cestinha da partida, com 19 pontos, Valdelício Joaquim foi ainda o rei dos ressaltos, com nove, sendo um ofensivo e oito defensivos.

Abdoulaye Sow, com 14 pontos, foi o melhor marcador da equipa marroquina do Asfar de Rabat.

O Libolo superiorizou-se nos lançamentos a longa distância, com 43 por cento, contra três por cento do Asfar Rabat de Marrocos. Já nos dois pontos houve um certo equilíbrio, com 59 por cento dos actuais campeões africanos, contra 45 por cento da equipa forasteira.


FICHA TÉCNICA

Pavilhão do Kilamba
Comissário: Aníbal Manave
Arbitragem: Ngussan Mathurin, Kamate Hassene e Shena Didier

Libolo: Olimpio Copriano (17), Jonathan Wallace (12), Carlos Morais (13), Vlademir Pontos ( 0), Bráulio Morais (6 ), Marcus Lewis (0), Valdelício Joaquim (19), Zola Paulo (0), Eduardo Mingas (5), Joseny Joaquim (2 ), Benvindo Quimbamba (0 ), Milton Barros (10).
Treinador: Norberto Alves

Asfar Rabat: Hamza Foulani (10), Mustapha Khalfi ( 8), Achraf Moussaoui ( 8), Zouhair Benalja (0 ), Jihad Benchlikha (2 ), Mourad Shifi ( 0), Houcine Oussen ( 14), Abdoulaye Sow ( 5), Omar Laanani (2), Salah Bellat ( 4), Bakala Tchoubaye (2), Amine Jobbrid (0 )
Treinador: Labib El Hamrani
Marcha do marcador: 23-11, 44-25, 62-43, 85-55


Decisão
Libolo e Petro
lutam pela coroa


As formações do Recreativo do Libolo e Atlético Petróleos de Luanda defrontam-se hoje, a partir das 20h00, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, para a decisão da final da XXX edição da Taça dos Clube Campeões Africanos de basquetebol em seniores masculino.

Tal como na segunda meia-final de ontem, entre militares e petrolíferos da capital, hoje o majestoso Pavilhão Multiusos do Kilamaba, infra-estrutura construída no âmbito da realização no país, da 41 edição do Campeonato do Mundo de hóquei em patins, vai "rebentar pelas costuras" com a presença massiva dos amantes da "bola ao cesto", para testemunharem a final africana a moda angolana.

O Recreativo do Libolo superou nas meias-finais o Asfar Rabat de Marrocos, por expressivos 85-55, ao passo que os petrolíferos bateram os militares por 63-74.

Libolenses e petrolíferos vão "duelar" esta noite para a decisão do anel continental, troféu que se encontra em posso do Recreativo do Libolo.

Curiosamente, as duas agremiações vão à procura do segundo título continental. Os petrolíferos da capital conquistaram o troféu no longínquo ano de 2006, em Lagos, Nigéria, com a liderança do técnico Alberto de Carvalho "Ginguba", ao passo que os libolenses arrebataram o título em 2014, em Soussé, Tunísia.

O Atlético Petróleos de Luanda vai disputar a sua sétima final, ao passo que os libolenses jogam a segunda final.

Perspectiva-se uma boa partida logo mais, a julgar pela qualidade dos dois planteis. Duas horas antes, o 1 de Agosto mede forças com o Asfar Rabat de Marrocos, para as classificativas do terceiro e quarto lugares.       
M.C