Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Libolo procura desforra

Melo Clemente - 16 de Janeiro, 2015

Campeões nacionais ocupam nesta altura a cauda da tabela classificativa do BIC Basket com dez pontos

Fotografia: José Cola

A formação do Recreativo do Libolo recebe hoje, no Pavilhão Dream Space, em Viana, a partida das 18h00, o Atlético Petróleos de Luanda, em partida de acerto de calendário da 37ª edição do BIC Basket, com o pensamento virado para o embate de amanhã, diante do 1º de Agosto.

A partida desta noite frente, aos petrolíferos da capital, servirá de ajuste de contas, em virtude dos campeões nacionais terem perdido no último sábado, na província de Malanje, para a final da 22ª edição da Supertaça Wlademiro Romero, por 75-88.

Refeito do desaire sofrido, Norberto Alves, português ao serviço do Recreativo do Libolo, tem o grupo em prontidão, apesar das ausências de Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Braúlio Morais e Francisco Machado, atletas que continuam sob observação do departamento médico daquela agremiação desportiva.

Apesar destas limitações, a formação do Recreativo do Libolo vai procurar vergar logo mais os petrolíferos da capital, por formas a apagar a pálida imagem deixada do final da Supertaça Wlademiro Romero, onde foram praticamente vulgarizado, por quando da boa exibição patenteada pelos pupilos de Lazare Adingono.

A jogar no seu reduto, os libolenses são a prior, os principais favoritos à conquista dos dois pontos em disputa. Mais, este ligeiro favoritismo, tem de ser provado nas quatro linhas.

Eduardo Mingas, Valdelício Joaquim, Luís Costa, Milton Barros, todos internacionais angolanos, para além do gambiano Moses Sonko constituem nesta altura os esteios dos campeões africanos que tencionam revalidar o ceptro doméstico.

Com cinco vitórias alcançadas até aqui, em igual número de partidas, o Recreativo do Libolo  é a única agremiação que ainda não conheceu o sabor amargo da derrota.

Jogadores e equipa técnico tencionam encerrar a primeira volta da fase regular da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, agora designado BIC Basket, de forma invicta.

Entretanto, Lazere Adingono, técnico principal do Atlético Petróleos de Luanda, reconhecendo as potencialidades do seu adversário, leva consigo um grupo bastante motivado para surpreender o seu opositor no seu próprio reduto.

Emanuel Quezada, base, Pedro Bastos, Leonel Paulo, Roberto Fortes, atletas que fizeram "estragos" na final da Supertaça Wlademiro Romero, vão seguramente ser alvos de uma marcação serrada

Os petrolíferos da capital vão procurar repetir a proeza alcançada na final da prova, que visa homenagear a figura do malogrado Wlademiro Romero, que em vida revolucionou o basquetebol do Atlético Petróleos de Luanda.

Os amantes do basquetebol vão seguramente acorrer em massa ao Pavilhão Dream Space, para testemunharem a exibição de duas das melhores equipas do país, a nível da "bola ao cesto".

Amanhã, o Libolo volta a ter mais um teste difícil, quando receber a partir das 18h00, no Dream Space, o 1º de Agosto.

1º de Agosto e Atlético Petróleos de Luanda partilham a liderança do BIC Basket, ambos com 17 pontos, seguido do Atlético Sport Aviação (ASA), com 15. Interclube e Recreativo do Libola ocupam os últimos lugares da classificação.

David Manuel, Clésio Francisco e Paulo Luvati foram os árbitros indicados para dirigirem a partida.