Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Libolo procura terceiro triunfo

Melo Clemente - 14 de Dezembro, 2015

Poste Eduardo Mingas tem sido uma das unidades em grande destaque na formação do Recreativo do Libolo

Fotografia: José Cola

A formação do Recreativo do Libolo defronta hoje, a partir das 18h00 no Pavilhão Multiusos do Kilamba, a similar do Kano Pillars da Nigéria, em partida referente a quarta e penúltima jornada do Grupo B da fase preliminar da XXX edição do Taça dos Clubes Campeões Africano de basquetebol seniores masculino.Os actuais campeões africanos que partilham a segunda posição da tabela classificativa do Grupo B, com a congénere  Gezira do Egipto, com quatro pontos, vão procurar esta noite a terceira vitória consecutiva na competição, rumo a consolidação do primeiro lugar do referido grupo. O Etoile Sportive da Radés da Tunísia ocupa o primeiro lugar, com cinco pontos.

Galvanizados com o triunfo fácil, diante da modesta equipa do Ascut do Madagáscar, a quem venceram por expressivos 98-59, os pupilos de Norberto Alves vão tentar superar os nigerianos que ainda não conseguiram qualquer triunfo na competição, que hoje tem em agenda a quarta e penúltima jornada da fase preliminar dos grupos A e B.

 O Recreativo do Libolo vai  "aproveitar" a partida desta noite para alcançar mais um triunfo, a fim de partir para a última jornada  da fase preliminar da aludida competição marcada para amanhã, terça-feira, mais galvanizado para enfrentar a forte equipa do Gezira do Egipto.Milton Barros, Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Eduardo Mingas, Valdelício Joaquim e Braúlio Morais são mais uma vez chamados a assumir o jogo ofensivo dos libolenses, que estão fortemente engajados na reconquista do anel continental.

O jogo interior e exterior do Recreativo do Libolo tem funcionado em pleno, pelo que com maior ou menor dificuldade, a formação de Calulo vai assegurar os dois pontos em disputa.Entretanto, apesar de reconhecer o potencial do Recreativo do Libolo, a equipa do Kano Pillars da Nigéria vai procurar dificultar ao máximo as pretensões dos libolenses. Em declarações à comunicação social no sábado, na derrota diante do Etoile Sportive de Radés da Tunísia, o técnico do Kano Pillars, Sani Ahmed não escondeu o desejo de vencer os actuais campeões africanos.

"A folga de amanhã (ontem) vai  fazer-nos bem. Vamos aproveitar para estudar melhor o adversário que é extremamente forte. Apesar de reconhecermos as potencialidades do Libolo, vamos procurar surpreendê-los", alertou o técnico da formação do Kano Pillars da Nigéria. O quarto dia de competição abre com o Grupo A, em que a formação do Asfar de Rabat de Marrocos vai jogar  com  a Associação Desportivo Bairro de Cabo Verde, partida marcada para as 13h30.Os marroquinos são  favoritos à conquista dos dois pontos em disputa, a julgar pela qualidade de jogo que têm apresentado na competição.

Após fracassar diante do  rival
Petro em busca da reabilitação


Refeito do desaire da ronda anterior, frente ao rival 1º de Agosto, com quem perdeu por 74-55, o Atlético Petróleos de Luanda vai procurar regressar às vitórias, quando defrontar hoje a partir das 20h15, a congénere do Interclub da República do Congo Brazzaville,  partida que marca o encerramento da quarta jornada do Grupo B.

Os petrolíferos aproveitaram a pausa de ontem, para rever o que esteve mal na partida, diante do 1º de Agosto.Lazare Adingono, técnico camaronês ao serviço da equipa do Eixo-viário, promete um Petro diferente nas últimas duas jornadas da fase preliminar da XXX edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol seniores masculino. Com um plantel recheado em termos de valores individuais, casos de Emanuel Quezada, Jason Cain, Domingos Bonifácio, Gerson Gonçalves, Reggie Moore, Pedro Bastos entre outros, os petrolíferos  vão procurar regressar às vitórias, diante de uma formação que tem como ponto forte o físico.

O Atlético Petróleos de Luanda partilha o terceiro lugar com Asfar de Rabat de Marrocos, com três pontos, contra seis do 1º de Agosto no primeiro posto, seguido da Associação Desportivo Bairro de Cabo Verde, com quatro pontos.Interclub da República do Congo Brazzaville ocupa a cauda da tabela classificativa do Grupo A, com  dois pontos.

HOJE
Duelo magrebino


As formações do Etoile Sportive de Radés da Tunísia e Gezira do Egipto centralizam hoje a partir das 15h45, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, as atenções da quarta jornada do Grupo B da fase preliminar da XXX edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos da "bola ao cesto".O duelo magrebino está a ser aguardado com particular expectativa pelos amantes da modalidade, a julgar pela qualidade de jogo que as duas agremiações têm apresentado na competição.

O Etoile Sportive de Radés da Tunísia que perdeu na jornada número um por  dois pontos (81-83), diante do Recreativo do Libolo, actual campeão africano, lidera o Grupo B, com cinco pontos contra quatro do Libolo e do Gezira do Egipto respectivamente.Na qualidade de vice-campeã africana, a formação do Radés da Tunísia  apresenta-se à prior, como favorita à conquista dos dois pontos em disputa.Perspectiva-se um partida renhida do primeiro ao último minuto logo mais, no magnífico Pavilhão Multiusos do Kilamba patins.     

REPOUSO
Equipa militar folga
por força de calendário    


Depois da pausa colectiva de ontem, o 1º de Agosto volta a repousar hoje, na XXX edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol seniores masculino, por imperativo de calendário.Depois de ter vencido o rival, Atlético Petróleos de Luanda, no sábado, por 74-55, os militares assumiram  a tabela classificativa do Grupo A, agora com seis pontos.

Richard Casas, técnico espanhol ao serviço da equipa rubro- negra, vai aproveitar o dia de hoje para acertar os últimos detalhes, com vista o desafio de amanhã, frente ao Interclube da República do Congo Brazzaville, para a última jornada do Grupo A da fase preliminar.Em três partidas disputadas até aqui, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas marcou 195 pontos, o que representa uma média de 65 pontos marcados em cada encontro, tendo sofrido 139 pontos, razão de 46, 3 pontos sofrido por desafio.

Após o triunfo diante sobre os petrolíferos, o técnico do 1º de Agosto reconheceu que a equipa pode evoluir muito mais ainda.
"Vamos continuar a trabalhar porque queremos melhorar ainda mais a nossa qualidade de jogo e temos grandes valores nesta equipa", reconheceu Richard Casas.