Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Libolo trabalha em Benguela

Melo Clemente - 06 de Novembro, 2014

Libolo e 1º de Agosto constituem as principais favoritas à conquista dos passe de acesso à fase final da Taça dos Clubes Campeões

Fotografia: José Cola

A equipa sénior masculina de basquetebol do Recreativo do Libolo está desde terça-feira na província de Benguela, onde cumpre um curto estágio pré-competitivo, visando a sua participação no zonal de apuramento à fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos, prova a ter  lugar em Maputo, de 8 a 15 do mês em curso.Na cidade das Acácias Rubras, a equipa campeã nacional jogou, ontem, com o Grupo Desportivo Interclube, desafio enquadrado no âmbito da sua preparação para o zonal de Maputo, competição selectiva à fase final da "Liga Africana da bola ao cesto". Até ao fecho da nossa edição era desconhecido o resultado final.

A viagem dos libolenses para as terras do Índico estava inicialmente prevista para hoje, mas, devido a problemas administrativos, a mesma deve ter lugar apenas amanhã, segundo disse José Carlos, director para o basquetebol da formação do Recreativo do Libolo."Não temos ainda a certeza se viajamos mesmo amanhã (hoje) ou não, porque estamos com alguns problemas burocráticos. Penso que a viagem deve acontecer apenas na sexta-feira para o local da competição", asseverou José Carlos, o "homem forte" para o basquetebol da grémio da vila de Calulo.

Com quatro baixas confirmadas para o zonal de Maputo, Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Braúlio Morais e Francisco Machado, todos a recuperarem das intervenções cirúrgicas a que foram submetidos ao joelho esquerdo, Norberto Alves procura montar um conjunto altamente competitivo que lhe permite alcançar um dos passes de acesso à fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos.

Carlos Morais,  MVP (Jogador Mais Valioso) da última edição do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, competição disputada na Costa do Marfim e vencida pela Selecção Nacional foi operado nos Estados Unidos da América, onde cumpre igualmente a sua recuperação.
Já Olímpio Cipriano, extremo base, Braúlio Morais, base, e o poste Francisco Machado, este último que se transferiu do 1.º de Agosto para a equipa campeã nacional, foram operados em Lisboa, estando nesta altura em período de recuperação.

Apesar destas baixas de vulto, Norberto Alves, técnico principal do Recreativo do Libolo, está confiante na qualificação para a fase final da competição.Depois de ter alcançado a medalha de bronze na edição passada, o técnico está engajado na luta pelo passe de acesso à fase final para posteriormente lutar pela coroa africana, troféu em posse do Clube Central das Forças Armadas Angolanas.

Os internacionais Eduardo Mingas, Luís Costa, Milton Barros e Valdelício Joaquim constituem as principais "armas" do técnico Norberto Alves para o zonal de Maputo, para além do gambiano Moses Sonko e do norte-americano Eric Coleman.Angola faz-se presente na capital moçambicana com quatro representantes, 1.º de Agosto e Recreativo do Libolo, em masculinos, e Grupo Desportivo Interclube e 1º de Agosto, em femininos.O Atlético Petróleos de Luanda não vai disputar o zonal de Maputo, devido a problemas financeiros.