Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Luanda volta a albergar as supertaças

Melo Clemente - 10 de Outubro, 2015

Petrolíferos e libolenses vão medir forças no dia 11 de Novembro próximo

Fotografia: Eduardo Pedro

A província de Luanda acolhe em Novembro do ano em curso as supertaças de basquetebol, em ambas as classes. A informação foi avançada ontem, ao Jornal dos Desportos, pelo secretário-geral da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), Tony Sofrimento.

Depois de ter levado nos últimos tempos a competição para o interior do país, com o propósito de incentivar a juventude para a prática da modalidade, a direcção da FAB, agora encabeçada por Paulo Alexandre Madeira, decidiu que este ano, que as referidas competições voltassem a ser disputadas em Luanda.

A terra da Palanca Negra Gigante foi a última província do interior a receber e tão prestigiada competição, que já passou pelo Namibe, Benguela, Huambo e Cabinda.

Entretanto, a XIX edição da Supertaça em feminino está marcada para o dia 10 de Novembro próximo, sendo que a reunião técnica está prevista para o dia 9.

Já a XXII edição da Supertaça Wlademiro Romero vai ser disputada no dia 11 de Novembro, dia em que o país assinala os 40 anos de Independência Nacional.

Atlético Petróleos de Luanda, vencedor do BIC Basket e da Taça de Angola, e Recreativo do Libolo, finalista vencido da XXI edição da Supertaça Wlademiro Romero serão os protagonistas, em masculinos, ao passo que em femininos, teremos Grupo Desportivo Interclube e 1º de Agosto.


Victorino cunha
1ºde Agosto e Lusíada
encerram competição


As formações do 1º de Agosto e da Universidade Lusíada defrontam-se hoje, a partir das 19h00, em partida que marca o encerramento da VII edição do Torneio Victorino Cunha.

Depois de ter conseguido duas vitórias, frente ao Atlético Sport Aviação (ASA) e Grupo Desportivo Interclube, os militares vão procurar terminar de forma invicta a prova que visa homenagear a figura do antigo seleccionador nacional, Victorino Cunha.

Com um plantel mais recheado, em termos de valores individuais, onde se destaca o regresso de Cedrick Ison, atleta que esteve parado durante duas épocas, em virtude de ter contraído uma lesão no tornozelo esquerdo, o 1º de Agosto se apresenta como favorito à conquista dos dois pontos.
O Interclube mede forças com o Asa, a partir das 17h00.
 M.C


Portugal da Liga
em movimento hoje

O director da Federação Portuguesa de Basquetebol, Pinto Alberto, garantiu que a fase regular do campeonato da Liga começa hoje, sábado, apesar de faltar acordo com os árbitros relativamente ao pagamento das dívidas e actualização dos prémios.

"Comprometemo-nos na última quarta-feira em pagar uma parcela da dívida e cumprimos. Não quero adiantar mais nada", referiu à agência Lusa Pinto Alberto, director federativo das competições da Liga e Proliga.

A Associação Nacional de Juízes de Basquetebol (ANJB) reuniu-se na última quinta-feira com os seus associados e decidiu manter o boicote aos jogos de todas as competições nacionais, dando sequência à atitude tomada no passado dia 01 de Outubro.

Isto apesar de a Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB) já ter liquidado uma 'tranche' da dívida total aos árbitros e que já ultrapassa os 137 mil euros.

Entretanto, o Conselho de Arbitragem da FPB já divulgou a lista dos árbitros nomeados para a jornada dupla deste fim de semana da Liga Portuguesa.
Entre os nomeados estão os dez juízes internacionais, que não podem fazer greve ou aderir ao boicote promovido pela ANJB, segundo os regulamentos estipulados pela Federação Internacional (FIBA).

Por exemplo, para o embate Benfica-Vitória de Guimarães está escalado o juiz internacional Sérgio Silva. Já Sónia Teixeira, que ainda recentemente esteve presente na 'final four' da Supertaça Europeia feminina, integra o trio que vai dirigir o Eléctrico Ponte de Sor-FC Porto.

E o mais cotado árbitro português de sempre, o portuense Fernando Rocha, que integra o 'top' dos 20 melhores juízes europeus da actualidade, foi nomeado para o despique Oliveirense-CAB Madeira.

A esmagadora maioria dos cerca de 40 árbitros que integram a primeira categoria tem-se manifestado indisponível para apitar até que exista um acordo total entre a federação e a Associação de Juízes.