Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lubango tem condies criadas

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 05 de Maio, 2016

Basquetebolistas em cadeira de rodas reunidos no Multiusos de Nossa Senhora do Monte a partir de domingo

Fotografia: M. Machangongo

A cidade do Lubango está pronta a albergar de 10 a 19 do corrente o Campeonato Nacional de Basquetebol em cadeiras de rodas, com a participação de 12 das melhores equipas do país, em representação das províncias da Huíla, Cabinda, Luanda, Uíge, Cuanza Norte, Huambo e Moxico.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, o secretário geral do Comité Paralímpico Angolano (CPA), António da Luz, assegurou que a organização dos jogos aguarda a confirmação da parte de outras províncias. As oito equipas participantes da edição passada do campeonato nacional estão apuradas para a prova do Lubango. A elas juntam-se as quatro melhores classificadas do apuramento de 2015.

O dirigente desportivo realçou que as condições técnicas e administrativas estão criadas para a recepção dos participantes e a cerimónia de abertura está agendada para domingo.
Em função das limitações financeiras, o CPA realiza a fase final da competição nacional sem  o torneio de apuramento. O regulamento da prova teve de sofrer alteração, para ajustar o número de equipas participantes.

Inicialmente, estavam previstas oito equipas, mas por falta de apuramento directo todas as equipas interessadas podem participar do evento.
António da Luz esclareceu que o regulamento de campeonato nacional estipula duas séries de seis equipas cada. O sistema de disputa é de todos contra todos a uma volta e as duas primeiras classificadas de cada grupo lutam para o título de eliminação directa e as restantes oito para as classificativas.

MISTO DA HUÍLA
ALMEJA O PÓDIO


O único representante da Huíla augura dignificar a população local no campeonato nacional de basquetebol em cadeiras de rodas "por jogar em casa", segundo Rosa Alexandrina. A treinadora assegurou que "os níveis de confiança são elevados" e até à cerimónia de abertura, os atletas  são submetidos a sessões de trabalho intensivo, consubstanciados na correcção de sistemas tácticos e técnicos.

O Misto da Huíla trabalha o ritmo competitivo para compensar a longa paragem. Desde o anúncio da realização da competição no Lubango, a equipa debate-se com problemas logísticos. Alexandrina ressaltou que os atletas encontram dificuldades de se deslocar do bairro Tchioco (local de residência) para o Pavilhão Multiusos de Nossa Senhora do Monte (palco de treino) e vice-versa.

A falta de cadeiras de rodas constitui outro problema. A treinadora revelou que os atletas têm dificuldades de adaptação, porquanto, a agremiação reabilitou algumas cadeiras de rodas para garantir a preparação.

Rosa Alexandrina apela às pessoas de boa vontade e outras entidades de direito, a olharem com amor ao basquetebol em cadeiras de rodas, à semelhança de outros desportos. A especialista lembra que a Huíla é a terceira maior potência no país nesse desporto paralímpico. Nos últimos anos, a província desceu para a segunda divisão devido à falta de apoios e incentivos morais, os atletas manifestam essa desmotivação.

NBA
Thunder empata a série


O base Russell Westbrook e o extremo Kevin Durant mostraram toda a classe e inspiração na liderança do Oklahoma City Thunder, no triunfo fora de casa por 98 a 97, sobre o San Antonio Spurs, no segundo jogo da série de melhor de sete das meias -finais da Conferência Oeste. As duas equipas estão empatadas por 1 - 1.
Ao perder o primeiro jogo por um placar bastante dilatado (124 - 92), o Westbrook com 29 pontos e o Durant com 28 pontos, lideraram a lista de cinco jogadores do OKC com números de dois dígitos e permitiram ao Thunder liderar o placar.

Westbrook conseguiu um double -double ao distribuir dez assistências, além de sete ressaltos, que o deixaram como o jogador mais completo da equipa, enquanto Durant também contribuiu com sete ressaltos e quatro assistências.

A surpresa da equipa  foi o poste neozelandês Steven Adams, que se transformou no melhor da equipa no jogo dentro do garrafão, com um double -double de 12 pontos e 17 ressaltos. Outros destaques do Oklahoma foram: o extremo -poste Serge Ibaka com 12 pontos e cinco ressaltos, e o poste Enes Kanter que saiu do banco e acrescentou 12 pontos e oito ressaltos.

O jogo só foi definido nos últimos segundos, depois de uma jogada polémica, quando o extremo -base Dion Waiters empurrou o argentino Manu Ginóbili, que devia ser uma falta pessoal, mas que os árbitros não marcaram.

Apesar da falta ao ataque do OKC não ter sido marcada, os San Antonio Spurs seguiram com a posse de bola, mas o australiano Patty Mills falhou a tentativa de lançamento de três pontos e o San Antonio não conseguiu o ressalto, com a bola a terminar nas mãos de Ibaka antes do fim do tempo.  O terceiro jogo entre as duas equipas acontece amanhã, em Oklahoma City.