Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Macedo destaca atitude do grupo

Melo Clemente - 28 de Junho, 2014

: Desempenho dos atletas deixou satisfeito o seleccionador que augura um futuro promissor

Fotografia: Jornal dos Desportos

O seleccionador nacional, Paulo Macedo, enalteceu o espírito combativo demonstrado pelos integrantes da Selecção Nacional de basquetebol em seniores masculinos, que de 22 a 26 do mês em curso competiu no Torneio Internacional da modalidade, em Alexandria, Egipto, prova que visou saudar o centenário da formação do Ettehad local.

Paulo Macedo teceu estas considerações ontem ao Jornal dos Desportos, quando desembarcava no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, proveniente do Egipto, onde esteve a projectar a participação do combinado nacional que de 30 de Agosto a 14 de Setembro do ano em curso vai disputar à fase final da 17ª edição do Campeonato do Mundo emn Espanha.

Apesar de não ter vencido o Torneio Internacional, em face da derrota sofrida frente à formação do Ettehad do Egipto, por um escasso  ponto (72-73), após prolongamento, já que ao cabo dos quarenta minutos regulamentares registava-se um rigoroso empate a 66 pontos, o seleccionador nacional considerou positivo a prestação dos seus pupilos.

A convicção do antigo internacional , agora nas vestes de comandante dos  campeoes africanos, assenta no facto de a Selecção Nacional ter levado para a Alexandria um grupo completamente rejuvenescido, onde se destacou a presença de três atletas que em 2013 conquistaram para o país o  Campeonato Africano das Nações de sub-16, designadamente, Bruno Fernandes, Sílvio Sousa e Alexandre Jungo.

"Penso que a nossa participação no Torneio Internacional de Alexandria é de todo positivo, pese embora não termos conseguido vencer a referida prova. Foi um torneio que se enquadra no âmbito da nossa preparação para o Campeonato do Mundo de Espanha, apesar de não termos levado a nossa principal equipa. Estamos a trabalhar no processo de renovação da nossa selecção e aproveitamos para experimentar novos jogadores que futuramente podem integrar a Selecção A", prognosticou o antigo base da Selecção Nacional.

Questionado sobre a prestação individual dos seus rapazes, Paulo Macedo preferiu valorizar o trabalho colectivo.

"Apesar do pouco tempo de preparação   o grupo teve um comportamento fantástico e  fiquei surpreendido com a entrega dos jogadores durante o torneio. No futuro estes rapazes podem assumir a Selecção A sem qualquer problema", alvitrou o seleccionador nacional.

Dos doze atletas que em 2013 conquistaram o décimo primeiro anel continental em Abidjan, capital da Costa do Marfim, apenas três se fizeram presentes, nomeadamente, Valdelício Joaquim, Hermenegildo Santos e Reggie Moore.

Carlos Morais e Olímpio Cipriano falharam a digressão a terras das pirâmides, por lesão, ao passo que Eduardo Mingas e Armando Costa foram dispensados a fim de solucionarem problemas pessoais.

Já os postes Joaquim Gomes "Kikas" e Felizardo Ambrósio foram preteridos pelo seleccionador nacional, dado que fazem parte do grupo que vai disputar o Campeonato do Mundo de Espanha. Joaquim Gomes "Kikas" é nesta altura o atleta mais titulado do combinado nacional, com sete Campeonatos Africanos das Nações ganhos.

Entretanto, a Selecção Nacional realizou cinco partidas, tendo somado quatro vitórias e averbado apenas uma derrota  frente à formação aniversariante,  o Ettehad do Egipto.

Os angolanos bateram na estreia os tunisinos, por 62-56, seguindo-se os triunfos diante da Jordânia e Koweit, por 75-67  e 95-67 respectivamente.  Na quarta jornada, a Selecção Nacional perdeu para a formação do Ettehad do Egipto, por 72-73. E na derradeira jornada, os angolanos venceram os egípcios, por 72-59.

Recorde-se que, na final do Campeonato Africano das Nações de 2013, a Selecção Nacional havia derrotado a sua similar do Egipto por 57-40.
Angola figura no Grupo D, com sede em Las Palmas, ao lado das selecções da Austrália, Lituânia, Coreia do Sul, México e Eslovénia.

Estados Unidos da América, campeão em título, figura no Grupo C, juntamente com as selecções da Finlândia, Nova Zelândia, Ucrânia, República Dominicana e Turquia. Espanha, Egipto, Irão, França, Sérvia e Brasil fazem parte do Grupo A, ao passo que no Grupo B estão as selecções da Argentina, Senegal, Filipinas, Croácia, Porto Rico e Grécia.


Regresso
Senhoras já no país com dever cumprido


Sorrisos e abraços marcaram ontem, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, o regresso da Selecção Nacional de basquetebol sénior feminina que de 20 a 25 do mês em curso disputou em Maputo, Moçambique, o Torneio Internacional da modalidade, prova enquadrada nos festejos dos 39 anos de indepência daquele país irmão do Índico, assinalado no dia 25.

O atraso da aeronave das Linhas Aéreas de Moaçambique (LAM), que tinha a chegada prevista  para as 13h00, o que aconteceu apenas às 16h00, não impediu  que cerca seis dezenas de adeptos prestassem homenagem à Selecção Nacional que esteve em Moçambique a projectar o Campeonato do Mundo da Turquia,  de 27 de Setembro a 5 de Outubro do ano em curso.

Apesar de a Selecção Nacional ter somado três derrotas, em igual número de partidas, frente à similar  de Moçambique, o seleccionador nacional, Aníbal Moreira, mostrou-se satisfeito com a resposta que as jovens jogadoras derem às actuais vice-campeãs africanas que a par de Angola vão representar o continente africano no Campeonato do Mundo da Turquia.

"Estou  satisfeito com a prestação que tiveram ao longo do torneio. Depois de   uma má estreia, onde perdeu por 70-37, o grupo conseguiu dar uma boa resposta nas duas partidas seguintes. Penso que foi fruto da inexperiência aliada à ansiedade, estes dois factores pesaram na partida de estreia.

Mas, depois de uma conversa elas interiorizaram que era possível ombrear de igual para igual com as moçambicanas e felizmente conseguimos isso", disse Aníbal Moreira.

Face à disistência da selecção de Cuba e da selecção universitária dos Estados Unidos da América, o Torneio Internacional de Maputo ficou reduzido a duas selecções (Moçambique e Angola).

Angola perdeu no primeiro jogo por 37-70, tendo baqueado seguidamente, por 46-42 e 64-59 respectivamente.

Ana Gonçalves, uma das eleitas para a "operação Turquia", esteve em grande destaque na prova, a par da Mereciana Fernandes, e deu os parabéns ao grupo pelo desempenho.

"Penso que individualmente acabei por fazer uma boa prova e isso só foi possível porque tive o contributo das minhas colegas. Estou satisfeita com o nosso desempenho, apesar de termos perdido as três partidas", finalizou Ana Gonçalves que se mostrou apta para o Campeonato do Mundo.

Mereciana Fernandes queixou-se do pouco tempo de preparação que tiveram, antes de seguir viagem para Maputo. "Acredito que a minha participação particularmente podia ter sido melhor. Tivemos muito pouco tempo de preparação mas, ainda assim, estou satisfeita com o desempenho do grupo".

Questionada sobre o mundial, a jogadora que representa as cores do Grupo Desportivo Interclube, afirmou  estar pronta para assumir mais este desafio.     
M.C


Estágio
Selecção de cadetes
ruma para Espanha


A Selecção Nacional de basquetebol masculina de sub-17 deixa amanhã a capital do país com destino ao Dubai, em transito para Espanha, a fim de cumprir um estágio pré-competitivo na região da Serra Nevada, tendo em vista a sua participação no Campeonato do Mundo da categoria, a decorrer no mês de Agosto próximo, no Dubai.

A informação foi avançada ontem ao Jornal dos Desportos, por Eurico Araújo "Bonéco", vice-presidente da FAB para as selecções nacionais.

"Administrativamente está tudo assegurado para que a Selecção Nacional siga viagem domingo (amanhã) para Espanha mais concretamente para a região de Serra Nevada, a fim de cumprir o estágio pré-competitivo visando o Mundial do Dubai", asseverou antigo internacional, que assegurou que os pupilos de Manuel da Silva "Gi" vão permanecer por um período de aproximadamente 40 dias para prepararem convenientemente a fase final do Campeonato do Mundo do Dubai, prova em que os angolanas estão pela primeira vez, em face da conquista em 2013 do Campeonato Africano das Nações de sub-16.

Durante o estágio pré-competitivo, o "cinco" nacional vai efectuar jogos amistosos com as selecções jovens de Espanha, a fim de a equipa estar competitivamente bem dotada, antes de rumar para o palco da competição.

O vice-presidente para as selecções nacionais da Federação Angolana de Basquetebol apelou à classe empresarial para prestar o devido apoio a este grupo de atletas, que no seu entender constituem o garante do domínio absoluto do basquetebol angolano no continente africano.

"Penso que a sociedade toda deveria prestar maior apoio a este grupo de joves que já deu mostras de que tem valor, aliás, não foi por mero acaso que eles conquistaram o Afrobasket de 2013. Precisamos de fazer um acoompanhemento milimetrico desde grupo porque o futuro do domínio do basquetebol angolano no continente africano passa por eles", disse Eurico Araújo "Bonéco".

Entretanto, Bruno Fernandes, Alexandre Jungo e Sílvio Sousa, atletas que estiveram ao serviço da Selecção Nacional sénior que disputou o Torneio Internacional de Alexandria, seguem  amanhã com o resto do grupo liderado pela dupla técnica Manuel da Silva "Gi" e Miguel Pontes Lutonda.

Em declarações ontem ao Jornal dos Desportos, Bruno Fernandes, extremo, dois metros e dois centímetros, 16 anos, mostrou-se apto para encarar mais um desafio.

"Foi bom ter trabalhado com a selecção de seniores. Amanhã (hoje) integro a selecção de sub-17 que segue para Espanha, onde vamos preparar a fase final do Campeonto do Mundo do Duabai", asseverou Bruno Fernandes que se estreou com as cores da selecção A.     
M.C