Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Madeira acredita na vitória de Angola

29 de Janeiro, 2017

Paulo Madeira, admitiu , que o seu elenco vai trabalhar, no sentido de garantir a vitória da selecção nacional de sénior masculina no Afrobasket do Congo Brazaviile, deste ano.

Fotografia: Jornal dos Desportos

O presidente cessante da federação angolana de basquetebol, Paulo Madeira, admitiu ontem, sábado, no Lubango, Huíla, que o seu elenco vai trabalhar, no sentido de garantir a vitória da selecção nacional de sénior masculina da modalidade no Afrobasket do Congo Brazaviile, deste ano.

Falando numa cerimónia de apresentação do seu programa de governação da Federação Angolana de Basquetebol, indicou que este trabalho passará na manutenção do treinador nacional e pela renovação do plantel, uma vez existirem atletas em ascensão do escalão júnior para o de seniores.

“Nos temos condição para isto, nós estivemos no mundial de sub-17 no Dubai e a nossa selecção tem sido reformulada, por isso acredito que os novos atletas poderão reforçar à selecção sénior”, realçou.

Indicou como meta da sua equipa, estabelecer a classificação da selecção nacional de sub-19 em masculinos, nos primeiros oito lugares do campeonato do Mundo da categoria a decorrer no Cairo, Egipto, este ano.

Prosseguir com os processos de renovação das selecções nacionais seniores, com a introdução de atletas jovens, sem descorar da ambição competitiva do país, assim como reestruturar as selecções para continuarem a ganhar as competições africanas, é outra meta de Paulo Madeira.

A formação de treinadores, de árbitros e de assistentes de mesa, entre outros intervenientes, assim como reforçar a troca de experiência com outras federações, para potenciar o desenvolvimento da modalidade, figuram igualmente do programa.

Neste capítulo, referiu que seu programa prevê continuidade na promoção de cursos de níveis 1, 2 e 3 para treinadores, dignificar os árbitros, oficiais de mesa e comissários, adequando assim a estratégia de desenvolvimento com ideias da FIBA.

Reafirmou também a mobilização das autoridades governamentais, no sentido de se melhorar o estado das infra-estruturas desportivas, principalmente os pavilhões multiusos que se encontram degradados