Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Michael Jordan rebate LeBron

18 de Outubro, 2014

Michael Jordan rebate LeBron

Fotografia: AFP

O astro LeBron James do Cleveland Cavaliers e o extremo alemão Dirk Nowitzki, do Dallas Mavericks, reclamaram do extenso calendário da NBA, que prevê pelo menos 82 partidas na época regular. No entanto, Michael Jordan um dos maiores jogadores da história do basquetebol e actual proprietário do Charlotte Hornets não vê motivos para a reclamação e acredita, que caso tivessem menos jogos, os atletas tinham  de aceitar uma redução de salários.

“Gosto muito deles (LeBron James e Dirki Nowitzki), mas como proprietário de equipa e ex-jogador de basquetebol, digo que amava jogar. Se não tivesse jogado 82 partidas por época, eu ia buscar uma forma de jogar, porque tenho esse amor pelo jogo”, disse.

O hexacampeão da NBA com o Chicago Bulls recalcou os valores financeiros que podiam estar em jogo com a redução de partidas na maior liga de basquetebol do mundo.

“Quando era jogador, jamais pensei que disputar 82 partidas por época fosse um problema. Podemos sentar para conversar, mas iam ganhar menos dinheiro. Estão dispostos a ganhar menos dinheiro para jogar menos jogos? Essa é a questão”, analisou.

Amanhã, na partida de pré-época entre Boston Celtics e Brooklyn Nets, cada quarto vai ser reduzido em um minuto. Portanto, o jogo vai ter o tempo total de 44 minutos. Esse vai ser um teste da NBA para avaliar como flui um jogo nestes moldes.

Só que LeBron James não vê a diminuição do tempo de jogo como uma solução. Para ele, a única medida possível para conservar um bom estado do físico dos atletas era a redução do calendário do campeonato.

“A questão não é quantos minutos por jogo, mas quantas partidas. Os minutos não significam nada. Podiamos jogar 50 minutos por noite, se tivéssemos de fazer isso. Acredito que 82 partidas é muita coisa. Assim pensam todos os jogadores. Cortar o tempo não vai diminuir isso. Cada vez que jogar o  corpo paga um preço”, afirmou o bicampeão da NBA com o Miami Heat.