Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Militares asseguram Quezada

20 de Outubro, 2016

MVP de 2014 vai agora representar as cores rubro-negras depois de dois anos nos tricolores

Fotografia: kindala Manuel

O base norte-americano de origem dominicana, Emanuel Quezada,  assinou recentemente um contrato com 1º de Agosto, válido por duas épocas, segundo informa o site do clube militar.

O jogador que nas duas últimas temporadas representou as cores do arqui-rival, Petro de Luanda, com o qual se sagrou campeão africano e conquistou um título nacional, chega a Luanda no final do corrente mês para integrar já o plantel, conforme declarações prestadas ontem ao Jornal dos Desportos pelo director para o basquetebol do 1º de Agosto, Sílvio Lemos.

"Confirmo que o Emanuel Quezada é a partir de agora nosso jogador, assinou por duas épocas e chega ao país no final deste mês para integrar o grupo de trabalho e estar às ordens do treinador", disse.

Com a contratação do jogador que também já conquistou o título de MVP do campeonato e uma Supertaça pelo Petro de Luanda, os militares completaram o leque de jogadores estrangeiros permitidos pelo regulamento da Federação Angolana de Basquetebol e fecharam o plantel para a presente época.

O 1º de Agosto que está a disputar o campeonato provincial de Luanda prepara a presença na fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos, a ter lugar em Dezembro no Egipto, e cuja fase de qualificação terá lugar em Luanda no final deste mês
 
INCÓGNITA
Após oito dias da data limite para inscrição das equipas participantes, a realização do torneio de apuramento da zona VI à Liga Africana dos Clubes Campeões em Basquetebol, que o país deverá albergar este mês, constitui ainda uma incógnita. Os clubes deviam, até o dia 10 do corrente, oficializar a sua participação, visto ter a prova início marcado para o próximo dia 29, facto que não ocorreu, segundo informou na terça-feira à Angop o secretário-geral da Federação Angolana de Basquetebol, Tony Sofrimento, aventando ainda a possibilidade de certas equipas efectuarem tal procedimento. Explicou haver uma “luz verde” por parte de representantes de Moçambique e da Zâmbia, mas sem que tivessem confirmado ainda a inscrição e consequente vinda a Luanda, situação que de alguma forma condiciona o processo de preparação do torneio, sobretudo no que concerne a hospedagem e logística.

Apesar da situação, o responsável mostrou-se crente na realização do zonal que apura quatro representantes, dois em cada classe, da região austral à Liga dos Clubes Campeões. Estão aptas para a competição no sector feminino o Interclube e 1º de Agosto, enquanto na classe masculina o 1º de Agosto e Recreativo do Libolo, campeão nacional e vencedor da Taça de Angola, respectivamente. O Petro de Luanda, detentor do título africano, aguarda por convite da Fiba-África para participar. A Liga dos Clubes Campeões Africanos acontece em Dezembro, sendo no Egipto (masculino) e em Moçambique (feminino).