Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Militares assumem a liderança

Melo Clemente - 15 de Outubro, 2014

Pupilos de Paulo Macedo passearam toda a sua classe frente aos aviadores que não tiveram capacidade para travar o jogo ofensivo do seus adversário

Fotografia: Jornal dos Desportos

A formação do 1º de Agosto assumiu a liderança do Torneio Internacional Victorino Cunha em basquetebol sénior masculino, agora com quatro pontos, ao derrotar ontem, no Pavilhão Principal da Cidadela, o Atlético Sport Aviação (ASA), por 97-57, em partida que marcou a abertura da segunda jornada da aludida competição.

A equipa militar que "beneficiou" ainda do facto da formação do Grupo Desportivo Interclube ter folgado na ronda dois da prova, por imperativo de calendário, não concedeu qualquer facilidade à turma do Aeroporto, que em algumas etapas do desafio mostrou alguma resistência, fundamentalmente, do posto de vista defensivo.

Depois de ter experimentado algumas dificuldades na jornada inaugural frente ao arqui-rival Atlético Petróleos de Luanda, a quem venceu por 81-77, a equipa rubro e negra, que à semelhança das demais equipas projectam a nova época desportiva, entrou desinibida na partida, ante uma equipa que mostrou pouco consistência.

Com um cinco constituído por Edson Ndoniema, Reggie Moore, Mutu Fonseca, Hermenegildo Santos e Edmir Lucas, a equipa militar superiorizou-se logo nos dois períodos, tendo o conjunto rubro e negro marcado no quarto inicial 20 pontos, contra apenas 11 da formação aviadora.

Os pupilos de Carlos Dinis reagiram nos minutos iniciais do segundo quarto, mas, em face das inúmeros erros cometidos, quer em termos defensivos, quer em termos ofensivos, permitiram o Clube Central das Forças Armadas Angolanas anotar mais 33 pontos, contra 21 do seu opositor, o que perfez 53-32, ao cabo dos primeiros 24 minutos.

Mais esclarecidos no ataque, aliado à coesão defensiva, os militares que buscam o quarto troféu Victorino Cunha, voltaram a suplantar a jovem equipa do Atlético Sport Aviação (ASA) nos quartos subsequentes.

Aliás, a diferença pontual  97-57 (40 pontos de diferença) atesta perfeitamente o domínio exercido pela formação do 1º de Agosto, que continua desprovido do extremo-base norte-americano Cedrick Ison, por estar a recuperar nos Estados Unidos da América de uma intervenção cirúrgica.
O internacional angolano, Joaquim Gomes, foi a grande figura da partida ao marcar 20 pontos em 26 minutos e 43 segundos.

Depois de ter realizado uma campanha muito aquém durante o Campeonato do Mundo de Espanha, onde inclusive foi relegado para o segundo plano, Joaquim Gomes “Kikas” ressurgiu ontem, para a alegria da massa associativa militar.
Mohamed Cissé, com 17 pontos, foi o segundo melhor marcador da equipa militar que assumiu a liderança, agora com quatro pontos, fruto de duas vitórias consecutivas.

Joaquim Gomes “Kikas” e Mohamed Cissé foram os mais valorizados, com 26 e 23 respectivamente.
Sebastião Quicuama esteve em destaque no lado aviador, com 18 pontos, em 27 minutos e 21 segundos.
Mohamed Cissé foi ainda o rei dos ressaltos, com 8 ressaltos, sendo cinco defensivos e três ofensivos.

Nos lançamentos a longa distância, a equipa rubro e negra superiorizou-se ao conseguir 38 por cento, contra 23 do Atlético Sport Aviação.  Na percentagem dos dois pontos, os campeões africanos em título conseguiram 67 por cento, contra 45 por cento do ASA.

Ainda ontem, o Atlético Petróleos de Luanda defrontou o God University dos Estados Unidos da América, mas até ao fecho da nossa edição desconhecíamos o resultado final.

FICHA TÉCNICA
Pavilhão da Cidadela
:Pouco público
Arbitragem: António Bernardo, Deidre Figueira e Francisco Pacheco
Comissário: Francisco António
 
ASA: Cristóvão Oliveira (2), Henrique Bado (0), Manuel Mariano (2), José Miguel (0), Vasco Estevão (0), Sebastião Quicuama (18), Mayzer Alexandre (8), Wilson Carvalho (0), Yuri Suingue (4), Egidio Ventura (6), Zola Pedro (10), Carlos Cabral (7).
Treinador: Carlos Dinis
 
1º DE AGOSTO: Edson Ndoniema (4), Armando Costa (7), Francisco Sousa (5), Reggie Moore (8), Felizardo Ambrósio “Miller” (14), Joaquim Gomes “Kikas” (20), Mutu Fonseca (10), Agostinho Coelho (0), Hermenegildo Santos (1), Edmir Lucas (3), Islando Manuel (8), Mohamed Cissé (17).
Treinador: Paulo Macedo
Marcha do marcador: 11-20, 32-53, 42-71, 57-97

DECLARAÇÕES
DOs TÉCNICOS

PAULO MACEDO (1º DE AGOSTO)

“Cumprimos o objectivo”
O técnico principal do 1º de Agosto, Paulo Macedo, mostrou-se satisfeito com a exibição patenteada pela sua agremiação, na vitória sobre a formação do Atlético Sport Aviação (ASA), a quem venceu por expressivos 97-57.
 “Creia que hoje (ontem) os meus jogadores conseguiram interpretar correctamente as minhas orientações e felizmente conseguimos vencer o jogo. Estamos no início de época e creio que jogo a jogo vamos seguramente melhor a qualidade do nosso jogo”, garantiu o antigo internacional angolano que não deixou de parabenizar a equipa adversária.
 
CESALTINO REIS (ASA)

Por seu lado, o técnico adjunto do Atlético Sport Aviação (ASA), Cesaltino Reis, mostrou-se conformado com o resultado final da sua equipa, que soma já duas derrotas na VI edição do Torneio Internacional Victorino Cunha.
“Contra facto não há argumentos. O 1º de Agosto foi superior a nós e venceu com toda a naturalidade. Nós estamos a construir uma nova equipa e creio que vamos melhorar o nosso desempenho nos próximos jogos”, asseverou Cesaltino Reis.


ÚLTIMA HORA
Organização altera calendário de competição


Ao contrário do que inicialmente estava previsto, a VI edição do Torneio Internacional Victorino Cunha em basquetebol sénior masculino vai ser jogado em regime “no Stop”, com o termo previsto para esta sexta-feira.

O calendário inicial da competição reservava para dia de hoje a primeira e única pausa para as equipas.
Assim sendo, a prova prossegue hoje, com a disputa de mais dois jogos referentes à terceira jornada. O Atlético Sport Aviação (ASA) recebe a partir das 17h00, no Pavilhão Principal da Cidadela, o God University dos Estados Unidos da América.

Depois de ter averbado duas derrotas consecutivas, os pupilos de Carlos Dinis vão em busca do primeiro triunfo na competição. No encerramento da ronda três, a equipa militar, líder incontestável do torneio, com quatro pontos, defronta o Grupo Desportivo Interclube, a partir das 19h00, num prélio onde a formação rubro e negra se apresenta, a priori, como favorita à conquista dos dois pontos. Alberto Babo, técnico principal da formação adstrita à Polícia Nacional, afirmou que o seu conjunto tudo vai fazer para dificultar ao máximo a pretensão dos campeões africanos. Entretanto, em face da “mexida” que se fez no calendário, a VI edição do Torneio Internacional Victorino Cunha já não encerra no sábado, como inicialmente estava previsto, mas sim, na sexta-feira.             
M.C