Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Militares defrontam polícias

Melo Clemente - 08 de Maio, 2015

Quadro para as meias-finais do Campeonato Nacional está já definido

Fotografia: Jornal dos Desportos

A formação do 1º de Agosto desloca-se hoje ao Pavilhão 28 de Fevereiro, onde a partir das 18h00 defronta a similar do Grupo Desportivo Interclube, em partida a contar para a quarta e última jornada da série A da fase de qualificação da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos (BIC Basket), a torcer por um desaire do arqui-rival, Atlético Petróleos de Luanda que recebe o Atlético Sport Aviação (ASA).

As equipas do Atlético Petróleos de Luanda, 1º de Agosto e Recreativo do Libolo partilham o primeiro lugar da tabela classificativa da série A do BIC Basket, todos com seis pontos.Do trio, apenas os petrolíferos da capital dependem de si para arrebatar o primeiro lugar da série A da fase de qualificação, bastando para tal, vencer esta noite, no Pavilhão Principal da Cidadela, o Atlético Sport Aviação (ASA), conjunto que "afastou" a turma da Polícia Nacional das meias-finais da competição.

Já os militares, para chamarem a si a conquista do primeiro lugar, são obrigados a vergar esta noite, em pleno Pavilhão 28 de Fevereiro, o Interclube, esperando que os aviadores verguem os petrolíferos da capital. O Recreativo do Libolo folga nesta ronda por imperativo de calendário.Desta forma, a equipa militar terminaria a fase de qualificação com oito pontos, contra sete da turma do Eixo-viário. Recreativo do Libolo, Atlético Sport Aviação (ASA), ambos com seis pontos, e Interclube, com quatro, ocupariam as posições imediatas.

Depois de ter cilindrado na ronda anterior à equipa aviadora, por 98-78, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas desloca-se ao reduto alheio com os índices de confiança em alta, ao contrário do seu opositor, que não conseguiu o passe de apuramento às meias-finais da 37ª edição do Campeonato Nacional da "bola ao cesto", agora designado BIC Basket.

Os  militares aproveitam  este factor para arrancar mais um triunfo em pleno Pavilhão 28 de Fevereiro e torcendo, como é evidente, por desaire do Atlético Petróleos de Luanda, a fim de evitar o confronta nas meias-finais, a ser jogada a melhor de cinco, com o Recreativo do Libolo, actual campeão em título.Com o orgulho completamente ferido, face à não qualificação para as meias-finais, os pupilos de Alberto Babo  tentam encerrar a fase de qualificação com uma vitória. O equilíbrio pode prevalecer em algumas etapas do jogo.No Pavilhão Principal da Cidadela, o técnico camaronês ao serviço da turma petrolífera  tenta encerrar com chave de ouro a sua participação na fase de qualificação, alcançando a sua quarta vitória consecutiva na prova.

Os petrolíferos da capital que partiram para a presente época desportiva sem qualquer objectivo aos que troféus dizem respeito, em face da reestruturação financeira a que o clube está a ser submetido, arrebataram já a Supertaça Wlademiro Romero.À entrada da quarta e última jornada da série A da fase de qualificação, três equipas partilham a liderança da prova, designadamente, Atlético Petróleos de Luanda, 1º de Agosto e Recreativo do Libolo, todos com seis pontos. ASA e Interclube ocupam as posições imediatas, com quatro e três pontos.