Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Militares do Rio Seco com tarefa facilitada hoje

17 de Março, 2015

Reggie Moore vai liderar hoje as jogadas debaixo da tabela da equipa rubro-negra de Luanda

Fotografia: Jornal dos Desportos

Com uma vantagem de 18 pontos, fruto da vitória no desafio da primeira mão dos quartos-de-final da 28 edição da Taça de Angola, a equipa sénior masculina do 1º de Agosto vai procurar esta noite, a partir das 18h00, no Pavilhão Anexo número dois da Cidadela Desportiva, confirmar a sua passagem para as meias-finais da aludida competição, quando defrontar o Atlético Sport Aviação (ASA).

Depois de terem vencido os aviadores por 106-88, na primeira mão, o 1º de Agosto tem praticamente assegurada a passagem para as meias-finais.
Apesar desta vantagem gorda, a equipa rubro e negra vai entrar determinada no prélio desta noite para não ser surpreendida pela turma do Aeroporto, conjunto que tem o jogo colectivo como a sua principal arma. Aliás, os militares têm a consciência de que qualquer facilidade pode ser fatal, pelo que, vão procurar neutralizar o adversário nos primeiros dois quartos.

Com o objectivo centralizado na final e consequentemente erguer o ceptro da Taça de Angola, em posse do arqui-rival, Atlético Petróleos de Luanda, Paulo Macedo vai colocar uma equipa que seja capaz de contrariar os isentos dos pupilos de Carlos Dinis.  Apesar da desvantagem de 18 pontos, a formação do Atlético Sport Aviação (ASA) vai tentar contrariar ao máximo o favoritismo do Clube Central das Forças Armadas Angolanas.

O equilíbrio pode prevalecer em algumas etapas do jogo. Paulo Macedo pode aproveitar o desafio desta noite para colocar os jogadores pouco utilizados, com principal destaque para o jovem Mohamed Cissé.
M.C

NBA
Anthony perto
do duplo duplo


Anthony Davis realizou uma fantástica exibição na derrota dos New Orleans Pelicans com os Denver Nuggets (118-111), após dois prolongamentos. Apesar do desaire, o poste/extremo terminou com 36 pontos, 14 ressaltos, nove desarmes de lançamento e sete assistências, ficou perto do quinto quadrúlo-duplo da história da NBA.

Apenas quatro jogadores conseguiram finalizar um encontro na casa das dezenas em quatro itens positivos do jogo: Nate Thurmond (1974), Alvin Robertson (1986), Hakeem Olajuwon (1990) e David Robinson (1994). De referir que antes de 1973/74, a NBA não contabilizava desarmes de lançamento e roubos de bola - se assim não fosse, o número era substancialmente maior devido a Wilt Chamberlain, por exemplo. Apesar da grande prestação de Davis, os Pelicans acabaram derrotados por Denver, que contou com Kenneth Faried inspirado (20 pontos e dez ressaltos).