Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Militares estão em vantagem

Melo Clemente - 01 de Abril, 2015

Equipa militar vulgarizou o seu arqui-rival e está mais próximo da final da Taça

Fotografia: Nuno Flash

Contra todas as expectativas, a equipa do 1 de Agosto recebeu e vulgarizou ontem, no Pavilhão Victorino Cunha, o arqui-rival, Atlético Petróleos de Luanda, a quem venceu por expressivos 99-71, em partida referente a primeira mão das meias-finais da XXVII edição da Taça de Angola de basquetebol em seniores masculinos.

Com este triunfo, a equipa militar está mais próxima de alcançar o passe de acesso à final da segunda maior competição do país a nível da " bola ao cesto". O jogo de exposta acontece já está sexta-feira, em princípio no Pavilhão Principal da Cidadela.Depois de um começo avassalador nos minutos iniciais do primeiro quarto, onde conseguiu fazer um parcial de 5-0, a equipa militar viu o seu jogo ofensivo a ser anulado, fruto do rigor defensivo demonstrado pelos petrolíferos da capital que a dois minutos e 56 segundos para o termo período venciam por três pontos de vantagem (5-8).

Aliás, o quarto inicial foi o menos produtivos, em face da ineficácia do jogo ofensivo das duas agremiações. Ao cabo dos primeiros doze minutos, as equipas equipas estavam igualadas a 14 pontos. O jovem Edmir Lucas acabou por ser o principal responsável da recuperação do Clube Central das Forças Armadas Angolanas.

No segundo quarto, as duas equipas apareceram mais soltas  e conseguiram proporcionar alguns momentos de grande espectáculo, para a alegria dos amantes da "bola ao cesto" que lotaram por completo o mítico Pavilhão Victorino Cunha.Ao contrário do primeiro quarto, onde equipa rubro e negra cometeu inúmeros erros, à semelhança do seu opositor, no segundo período, os militares conseguiram anotar 32 pontos, contra 19 da equipa do eixo-viário, perfazendo 46-33 ao cabo dos primeiros 24 minutos.

O extremo base Edmir Lucas, um dos potenciais eleitos de Moncho López para o Campeonato Africano das Nações da Tunísia, prova que vai apurar o único representante do continente africano aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Brasil, em 2016, era a unidade que mais se destacava, com 13 pontos.

E quando se esperava por uma postura mais agressiva da formação visitante no terceiro período, em face da desvantagem que traziam do intervalo, foram os militares que mostravam maior discernimento, quer nas acções ofensivas, quer nas acções defensivas.Mais esclarecidos nas acções ofensivas, onde era privilegiado a circulação da bola, aliado a um rigor defensivo, os pupilos de Paulo Macedo conseguiram construir uma vantagem de 22 pontos  (55-33 ), quando restavam sete minutos e 45 segundos para o termo do terceiro quarto.

O camaronês ao serviço do Atlético Petróleos e Luanda foi obrigado a solicitar um time out (desconto de tempo), já que os seus não conseguiam reagir, deixado o seu adversário jogar a seu belo prazer.O time out solicitado pelo treinador da equipa "forasteira" acabou por beneficiar a equipa militar que chegou em algumas etapas do desafio a vulgarizar o seu oponente, para a tristeza dos seus adeptos. Os petrolíferos da capital, detentores dos ceptro, estavam simplesmente irreconhecíveis.

O espectáculo ficou manchado com a expulsão do internacional angolano, Armando Costa, que depois de lhe terem assinalado uma falta discordou de forma menos correcta com a decisão do árbitro, tendo Francisco Tando ordenado a retirado do base da formação militar.O Clube Central das Forças Armadas Angolanas vencia por 77-57, ao fim do terceiro período.

Com uma vantagem gorda, os militares limitarem-se a gerir o resultado no quarto derradeiro, chegando a proporcionar jogadas de elevada categoria, para o gáudio dos "convidados" do ministro angolano da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, que se encontram no país a inspeccionarem as condições da província de Benguela que vai acolher os Jogos da SADC, em 2016.

Roberto Fortes, extremo base do Petro, foi o cestinha da partida, com 24 pontos. Já no 1 de Agosto, Edson Ndoniema (22) Edmir Lucas (15), Joaquim Gomes "Kikas" e Roderick Nealy, ambos com 12 pontos, estiveram em grande destaque. Jason Cain foi o rei dos ressaltos, com 17, contra nove do jovem Edson Ndoniema. Nos lançamentos a longa distância a equipa militar conseguiu 30 por cento, contra 10 do seu opositor.

Emanuel Quezada e Leonel Paulo, abonos de família do Petro, foram completamente anulados, terminando com 5 e 7 pontos respectivamente.O trio de árbitro constituído por Francisco Tando, Clésio Francisco e Osvado Neto com um ou outro erro não teve influência no resultado final. Faltou autoridade em algumas etapas da partida, permitido várias paragens devido à intervenção do técnicos do 1 de Agosto.Na outra meia final o Recreativo do Libolo venceu o Progresso por 107-70.

FRANÇA
Selecção realiza
primeiro treino


A Selecção Nacional de basquetebol masculino, de sub-23, realiza esta noite a primeira sessão de treino em França, palco do torneio internacional da modalidade, que se disputa de 04 a 08 do mês em curso.A sessão de trabalho vai estar essencialmente virada para a recuperação dos atletas, depois do combinado nacional ter chegado nas primeiras horas da manhã de hoje, à capital francesa, Paris.

O seleccionador nacional, Alberto de Carvalho “Ginguba”, vai aproveitar os dias que antecedem a competição para ambientar-se ao clima daquele país europeu, que a partir deste sábado passa a ser a capital do basquetebol jovem.O antigo seleccionador dos hendecacampeões africanos afirmou, momentos antes do embarque para o local da competição, “que o trabalho de preparação foi todo realizado em Luanda”.

“O nosso trabalho de preparação está praticamente concluído. Como sabe, tivemos apenas uma semana de preparação, mas ainda assim foi bastante proveitosa, fizemos muitas correcções principalmente de ordem defensiva. Em França, vamos aproveitar os dias que antecedem o início da competição para nos ambientarmos ao clima”, asseverou Alberto de Carvalho “Ginguba”, momentos antes do embarque para a capital francesa.

“Ginguba” reafirmou o desejo de representar de forma condigna o basquetebol angolano.“Nós vamos dar o nosso melhor no torneio internacional. Felizmente, temos um grupo de jogadores com qualidades acima da média, por isso, estamos esperançados em realizar uma boa campanha”.

Declarações
Walter Costa  (1º de Agosto)
"A equipa reagiu bem"


Depois de ter realizado no último fim de semana dois jogos menos conseguido, para o BIC Basket, a formação do 1 de Agosto conseguiu proporcionar a sua massa associativa um grande espectáculo da bola ao cesto, facto que deixou satisfeito Walter Costa, adjunto de Paulo Macedo. "Felizmente a nossa equipa conseguiu reagir bem depois de termos realizado dois jogos menos conseguidos na última semana para o campeonato. Fizemos um trabalho psíquico durante a semana e os atletas conseguiram reagir.

Lazare Adigono (Petro)
"Podemos virar"


Apesar da derrota expressiva, por 71-99, o técnico principal do Atlético Petróleos de Luanda, Lazare Adingono, acredita que a sua equipa pode anular a vantagem da equipa militar no prélio da segunda mão que acontece já na sexta-feira.
"Penso que podemos virar este resultado e sinceramente vamos fazer de tudo para estarmos na final porque queremos reconquistar a Taça de Angola", disse o comandante da equipa do eixo-viário que se mostrou agastado com os inúmeros erros cometidos pela sua equipa.

NBA
DeRozan com máximo
na vitória dos Raptors


DeMar DeRozan esteve verdadeiramente endiabrado ao marcar 42 pontos – máximo da carreira - no triunfo dos Toronto Raptors sobre os Houston Rockets (99-96), em mais um jogo da fase regular da Liga norte-americana de basquetebol.Do outro lado, James Harden – candidato a MVP – anotou 31 pontos, contudo não foi suficiente para os texanos garantirem a vitória.

Destaque para os Portland Trail Blazers, líderes da divisão Noroeste, que asseguraram um lugar nos play-offs, depois de derrotarem os Phoenix Suns, por 109-86. Damian Lillard foi a figura da partida registaram 19 pontos, quatro ressaltos e sete assistências.Eis alguns resultados: Philadelphia 76ers – LA Lakers, 111-113, Charlotte Hornets – Boston Celtics, 104-116, Atlanta Hawks – Milwaukee Bucks, 101-88, Toronto Raptors – Houston Rockets, 99-96,  Minnesota Timberwolves – Utah Jazz, 84-104, Memphis Grizzlies – Sacramento Kings, 97-83, Portland Trail Blazers – Phoenix Suns, 109-86.