Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Militares jogam a final com Association Sportive

Melo Clemente - 25 de Maio, 2019

Trio maravilha da equipa rubro e negra acabou com a organizao defensiva do Smouha do Egipto

Fotografia: Edies Novembro

A equipa sénior masculina de basquetebol do 1º de Agosto derrotou ontem, no Pavilhão Arena do Kilamba, a similar do Smouha do Egipto, por 76-86, na segunda meia-final da primeira edição da AfroLiga.

A equipa militar, que procura o seu nono troféu continental, vai disputar amanhã, domingo, a sua décima segunda final da antiga Taça dos Clubes Campeões Africanos da “bola ao cesto”.Das onze (11) finais disputada, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas ganhou oito, tendo perdido apenas três. Os militares disputaram a sua primeira final em 1987, diante do Al-Ittihad de Alexandria, com quem perderam por 67-78.

Tal como se esperava, a segunda meia-final foi disputada com bastante intensidade, fundamentalmente, no primeiro período, onde as equipas proporcionaram um verdadeiro festival de triplos, para o gáudio dos amantes da “bola ao cesto,  que ontem compareceram em número reduzido ao Pavilhão Aerena do Kilamba.

Hermenegildo Santos e Eduardo Mingas destacavam-se na equipa rubro e negra, ao passo que do lado egípcio, James Justine Jr, era o mais assertivo.O Clube Central das Forças Armadas Angolanas (1º de Agosto) falhou na marcação nos últimos dois minutos, tendo permitido os forasteiros terminarem a frente do marcador (20-25).

Incompreensivelmente, a equipa militar, oito vezes campeão africana entrou mal no segundo quarto, fruto do desacerto defensivo que se verificou, situação que os egípcios do Smouha aproveitarem para alargar a sua vantagem para nove pontos (20-29).Paulo Jorge Rebelo de Macedo solicitou um minuto de desconto tempo para serenar o nervosismo da sua rapaziada.

A partir daí, os militares voltaram ao jogo, vencendo no parcial, por 24-12, fixando o reultado em 44-37, ao cabo dos primeiros 20 minutos.O veterano Eduardo Mingas (13) e os americanos Emanuel Quezada (7) e Andre Harris (12) estavam entre os destacados. Nesta etapa registraram-se seis igualdades (3-3, 8-8, 10-10, 13-13, 15-15 e 34-34).

O terceiro período, o trio maravilha constituído por Eduardo Mingas, Andre Harris e Emanuel Quezada trataram de vulgarizar os egípcios do Smouha, que a entrada do derradeiro quarto perdiam por uma diferença de 20 pontos (74-54). O internacional angolano, Armando Costa assumiu de forma competente a condução do jogo ofensivo da sua colectividade.Com a vitória assegura, os pupilos de Paulo Jorge Rebelo de Macedo limitaram-se a gerir a marcha do marcador até ao apito final. Harris foi o cestinha da partida com 24 pontos. Mingas fez um duplo duplo, 12 ressaltos e 23 pontos.

SALÉ DE MARROCOS CONFIRMA FOVORETISMO

Na primeira meia-final, a formação do Association Sportive de Salé de Marrocos, actual campeã africana, venceu a similar do JS Kairouan da Tunísia, por 81-73,  quando ao cabo dos primeiros 20 minutos, os morroquinos conservavam já uma vantagem de 11 pontos (46-35).Apesar do triunfo, os actuais campeoes africano sentiram imensas dificuldades, para ultrapassar a bem organizada equipa do JS Kairouan da Tunísia.Os tunisinos venciam por uma margem mínima de um ponto (19-20).

No segundo período, a formação do Association Sportive de Salé de Marrocos mostrou-se mas assertivo nos lançamentos exteriores, tendo conseguido um parcial de 27-15, perfazendo 46-35, ao cabo dos primeiros 20 minutos.Lawence Gilbert Jr, do JS Kourouan da Tunísia, foi o cestinha da partida, com 24 pontos, seguido pelo seu companheiro de equipa, Radhouane Slimane, com 21.Soufiane Kourodu, do Association Sportive de Salé, terminou a partida com 20 pontos.

Decisão
1º de Agosto e Salé lutam pelo ceptro


As formações do 1º de Agosto e do Association Sportive de Salé de Marrocos defrontam-se amanhã , a partir das 19h30 minutos, no Pavilhão Arena do Kilamba, para a decisão da final da primeira edição da AfroLiga.

A equipa militar suplantou ontem à forte equipa do Smouha do Egipto, por 86-76, na segunda meia-final, ao passo que o Association Sportive de Salé de Marrocos bateu a similar do JS Kairouan da Tunísia, 81-73.Às 16h00, para as classificativas do terceiro, o Smouha do Egipto vai medir forças com a congénere  do JS Kairouan da Tunísia.

FINAL FOUR
Competição regista hoje uma pausa colectiva


A primeira edição da antiga Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores masculino (AfroLiga), competição que arrancou ontem, no Pavilhão Arena do Kilamba, regista hoje, sábado, uma pausa colectiva.

As quatro agremiações, que disputam a aludida competição, nomeadamente, 1º de Agosto (Angola), Smouha do Egipto, Association Sportive Salé de Marrocos e JS Kairouan da Tunísia, vão aproveitar o dia de folga, para retemperar as energias, visando os desafios de amanhã, domingo, referente as classificativas do terceiro lugar e a final, respectivamente.

Os demais integrantes vão aproveitar o dia de pausa, para realizarem um passeio turístico na Ilha de Luanda, segundo apurou o Jornal dos Desportos junto de uma fonte federativa.

Entretanto, a Comissão Organizadora da primeira edição da AfroLiga vai promover hoje, um seminário dirigido a treinadores, árbitros e dirigentes desportivos, à margem da disputa da prova, com palco no Pavilhão Arena do Kilamba, em Luanda.

Em princípio, todos os árbitros que apitaram na 41ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino, vulgo Unitel Basket, deverão fazer parte da acção formativa, que visa potenciar cada vez mais os homens do apito.                                         

     
FICHA TÉCNICA 

Pavilhão: Arena do Kilamba

Arbitragem: Kingsley Ojeaburu (Nigéria), Cherubin Leslie (Marrocos) e Sofiane Si Youcef ( Argélia)

1º de Agosto: Pedro Bastos (0), Mohammed Malick Cissé (0), Edson Ndoniema (0), Armando Costa (Cap) (2), Felizardo Ambrósio “Miller” (4), Carlos Cabral (0), Mutau Fonseca (2), Emanuel Quezada (20), Eduardo Mingas (23), Hermenegildo Santos (6), Islando Manuel (5), Andre Harris (24).

Treinador: Paulo Macedo 

Smouha do Egipto: Marean Sarhan (7), Ahmed Mahran (0), Onar Azab (0), Raouf Elsafwany (0), Ahmed Azab (8), Tamer Moustafa (0), Ashraf Rabie (2), Ebrahen Khalil (0), Adamu Saaka (20), James Justine Jr (23) Augustine Okosun (11), Sherif El-Dyasti (5).

Treinador: Ashrif Elsayed

Marcha do marcador: 20-25, 44-37, 74-54, 86-76