Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Militares podem fazer o pleno

Melo Clemente - 05 de Fevereiro, 2016

A equipa do 1º de Agosto lidera a competição, com 16 pontos

Fotografia: Paulo Mulaza

A formação do 1º de Agosto poderá terminar de forma invicta, a primeira volta da fase regular da XXXVIII edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino, vulgo BIC Basket, caso vença na dupla jornada, a similar do Sporting de Benguela, conjunto que ocupa actualmente a penúltima posição da referida competição, com apenas sete pontos, contra 16 do Clube Central das Forças Armadas Angolanas, no primeiro lugar.


Das chamadas equipas grandes, a equipa rubro e negra, é a única que mantém invencibilidade na prova, depois de superar os seus principais concorrentes na luta pela coroa doméstica, designadamente, Recreativo do Libolo, Atlético Petróleos de Luanda e Grupo Desportivo Interclube.

Depois de ter perdido a Taça dos Clubes Campeões Africanos, à favor do arqui-rival, Atlético Petróleos de Luanda, a formação militar orientada pelo técnico espanhol, Richard Casas, tem se apresentado ao mais alto nível, a semelhança do Recreativo do Libolo e Atlético Petróleos de Luanda.
Em oito jogos disputados até aqui, os pupilos de Richard Casas que estão fortemente engajados na reconquista do título nacional, conseguiram igual número de vitórias.

Para além do recorde de triunfos, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas possui ainda o ataque mais concretizador da competição, com 762 pontos, o que representa uma média de 95,25 pontos por cada partida, tendo sofrido já 524 pontos, obtendo uma média de 65,5 pontos.
Os número acima referenciados ilustram perfeitamente o domínio da equipa militar, que está fortemente engajada em destronar os petrolíferos da capital do título nacional.

O internacional angolano, Joaquim Gomes "Kikas", poste, dois metros, 100kg, 35 anos de idade, é nesta altura o atleta mais utilizado, com 139 minutos, seguido de Cedrick Ison, Armando Costa, Mohamed Malick Cissé, Edmir Lucas, Edson Ndoniema, Hermenegildo Santos, com 132, 130, 116, 115, 112 e 109 minutos respectivamente.

O extremo Jorge Taty, um dos reforços da equipa militar para a época desportiva 2015/2016, conta já com 93,9 minutos, em quatro partidas realizadas, o que representa uma média de 23,25 minutos por cada encontro.

O norte-americano, Cedrick Ison, extremo base, e os internacionais angolanos, Joaquim Gomes "Kikas", poste, e Armando Costa, base, são até os atletas mais valorizados, com 104, 86 e 85 respectivamente.

Entretanto, o segundo melhor ataque pertence ao Recreativo do Libolo, com menos uma partida, 685 pontos marcados (97,85), e sofreu até aqui 556 pontos (79,4), seguido pelo Grupo Desportivo Interclube, liderado pelo técnico português, Alberto Babo, com 651 pontos (93), tendo sofrido 51o pontos, o que representa uma média de 72,8 pontos por cada desafio. Progresso Associação Sambizanga, Futebol Clube Vila Clotilde e Atlético Sport Aviação (ASA), são as equipas que mais pontos sofreram até aqui, com 804, 654 e 631 pontos respectivamente.

A equipa do 1º de Agosto lidera a competição, com 16 pontos, seguido pelo Grupo Desportivo Interclube e Recreativo do Libolo, ambos com 13 pontos.