Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Militares superam polícias

Hélder Jeremias - 27 de Abril, 2014

O 1º de Agosto redimiu-se da derrota na primeira jornada e atingiu a chapa cem ontem

Fotografia: Ndombele Bernardo

O início foi marcado pelo equilíbrio, em que os oponentes souberam dignificar o prestígio  de que ambos os emblemas gozam no panorama desportivo nacional, tendo o técnico Paulo Macedo tirado proveito  do maior número de opções de que dispõe no seio do plantel, quer em termos defensivo como ofensivos, muito embora a equipa ainda tenha denotado algumas fragilidades a defender á zona dois -três.

Com Armando Costa em plena forma desportiva (cestinha da partida com 24 pontos) e Cedric Isom em grande progressão, Paulo Macedo mandou para a quadra uma equipa dotada de grande poder incisivo, obrigando o professor Alberto Babo a efectuar mutações sistemáticas para abrandar o ímpeto demolidor dos militares, tendo os militares obtidos um parcial favorável de 12-8 no quarto em que as equipas empataram por 21-21.

No segundo período o Interclube soube identificar melhor as lacunas do adversário no que tange à defesa e criou grandes dificuldades na manobra da equipa rubro e negra, chegando a se superiorizar no decorrer dos 12 minutos antes do intervalo, mas Paulo Macedo foi pragmático na persistência de Felizardo Ambrósio "Miler" de baixo da tabela com Reggi Moore e Joaquim Gomes "Kicas", muito embora o trio deixasse algo a desejar, tendo os militares ido para o intervalo com a vantagem de oito pontos (44-36), depois de um parcial favorável de 8-7.

No reatamento do jogo, o Interclube parecia uma equipa mais coesa, a pautar pela colectividade, tendo o estremo Base Milton Barros se revelado um dos grandes esteios da formação da Polícia nacional, mas o desgaste físico á meio algum nervosismo foram o "calcanhar de Aquiles" para o professor Alberto Babo , cujo plantel passou a desperdiçar as oportunidades de finalização com recurso aos lançamentos de longa distância mal sucedidos, daí que a vantagem militar ascendeu para 74-58.
Pese embora os militares terem elevado os índices de produção no último quarto, o Interclube manteve uma postura vertical e provou que o resultado não configura a qualidade de "outsiders" que muitas vezes tem sido atribuída a equipa do ministério do Interior na maior competição da "bola ao cesto" ao obrigarem o 1º de Agosto a jogar até a exaustão na partida em que os anfitriões venceram  por 14 pontos (101-87).

Na outra partida,  disputada á mesma hora no pavilhão principal da Cidadela Desportiva, o recreativo do Libolo cilindrou o Petro de Luanda, por 105-88, em jogo da segunda jornada da fase final do campeonato sénior masculino de basquetebol (Bai Basket).

Com esta vitória, a turma de Calulo assume a liderança do Bai Basket, com quatro pontos, seguida do Petro e 1º de Agosto com três. O Interclube é último com dois.

Na terceira jornada o destaque vai para o confronto entre o 1º de Agosto e o Petro de Luanda, marcado para terça-feira, no pavilhão Victorino Cunha.


SANTO ANTÃO
Provas começam
no mês de Maio


As provas oficiais na modalidade de basquetebol arrancam “dentro de três semanas” na ilha de Santo Antão, garantiu ontem o presidente da Associação Regional da modalidade, Carlos Lopes.

O anúncio do líder associativo surge numa altura em que os clubes, que promovem o basquetebol em Santo Antão, manifestam-se “preocupados” com a “demora” no arranque das competições, nesta região desportiva.

Carlos Lopes prometeu encontrar-se com os clubes, na próxima semana, para preparar o arranque dos campeonatos regionais em sénior e júnior masculinos, as duas provas que constam do calendário de basquetebol em Santo Antão.