Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Moambique organiza Pr-olmpico africano

Antnio Ferreira - 10 de Outubro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

A República de Moçambique é um dos países eleitos pela Federação Internacional de Basquetebol Amador (FIBA), para albergar o primeiro de uma série de três torneios olímpicos femininos, de pré-qualificação aos Jogos da XXXII Olimpíada da Era Moderna, Tóquio 2020, zona africana. Malásia e Nova Zelândia acolhem o evento da Ásia-Oceânia, enquanto a Argentina e o Canadá são os cenários da qualificativa das Américas, entre 10 e 18 de Novembro de 2019.
Com a designação dos países anfitriões dos torneios de pré-qualificação olímpica, a FIBA dá início ao novo modelo de competição feminina, com mais de 100 equipas a participar, que também incluirá um novo sistema de qualificação para a Mundial FIBA 2022.
Com torneios e competições regulares programados ao longo do ano, o sistema de qualificação começa em Novembro de 2019, para apuramento das dez selecções aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, enquanto é ponto assente que as duas vagas foram atribuídas ao Japão e aos EUA. O primeiro na qualidade de país anfitrião e, a segunda, como campeão olímpico em título.
No que a zona africana diz respeito, seis selecções bater-se-ão pelas duas vagas de qualificação no torneio olímpico feminino FIBA 2020, em Fevereiro do próximo ano. Para a competição estão apurados os seis primeiros classificados do Afrobasket 2019, nomeadamente a Nigéria, campeã africana, Senegal, Mali, Moçambique, Angola e República Democrática do Congo (RDC).
Angola integra o Grupo B, com o Senegal e o Mali, enquanto as campeãs africanas, Nigéria, Moçambique e República Democrática do Congo enfrentar-se-ão no Grupo A, em cidade ainda por designar.
Nas regiões das Américas e Ásia-Oceânia, oito países competirão por quatro vagas por região. Nas Américas, oito selecções disputam as vagas, distribuídas em duas sedes. O Canadá alberga o Grupo A - Canadá, República Dominicana, Cuba e Porto Rico - enquanto a Argentina organiza o Grupo B - Argentina, EUA, Brasil e Colômbia -, que bater-se-ão no sistema de todos contra todos numa volta única na fase primária.
Na zona Ásia-Oceânia, estão igualmente classificadas oito selecções, nomeadamente, a Coreia do Sul, China, Filipinas e Nova Zelândia, todas integrantes do Grupo A com o torneio a realizar-se na Nova Zelândia, enquanto o Grupo B - Japão, Austrália, Taiwan e Índia - será jogado na Malásia.
Na Europa, as seis primeiras classificadas do EuroBasket feminino da FIBA 2019 garantiram a qualificação directa para os torneios olímpicos FIBA 2020, mormente a Espanha, França, Sérvia, Grã-Bretanha, Suécia e Bélgica.
Vinte e duas selecções nacionais participarão dos próximos torneios femininos de pré-qualificação da FIBA para se qualificarem para um dos quatro torneios olímpicos mundiais de qualificação feminina que ocorrerão em Fevereiro de 2020.
As dezasseis principais equipas nacionais participarão dos torneios olímpicos de qualificação femininos da FIBA 2020, que ocorrerão em Fevereiro e que serão divididos em quatro grupos, em sorteio a realizar no final do ano. As três principais equipas de cada torneio qualificam-se para o torneio dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.