Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Morais alarga leque de opções

23 de Março, 2014

Carlos Morais evidenciou-se no desafio de ontem frente ao Atlético Petróleos de Luanda ao marcar 17 pontos contra 16 do Cipriano

Fotografia: Santos Pedro

Recuperado da lesão que o apoquentava no ombro direito, o internacional angolano, Carlos Morais (extremo base), regressou já às quadras, aumento o leque de opções do técnico português ao serviço do Recreativo do Libolo, Norberto Alves.

Depois de ter estado fora das quadras por um período de aproximadamente vinte dias, por força de uma lesão, o MVP (Jogador Mais Valioso) da última edição do Campeonato Africano das Nações (Afrobasket), prova disputada na Costa do Marfim, regressou na última sexta-feira às quadras, para a satisfação da equipa técnica do Libolo.

Norberto Alves, técnico que viu-se impedido de utilizar o internacional congolês democrata, Lifetu Selengue, em face do castigo aplicado pela direcção técnica da Federação Angolana de Basquetebol, por falsificação de identidade, viu aumentado o leque de opões, com o regresso de Carlos Morais, a mais sonante transferência da presente época desportiva 2013/2014 a nível da "bola ao cesto".

Apesar de estar recuperado, Norberto Alves preferiu poupar o jogador nas duas últimas partidas da primeira volta da fase de grupos da 36ª edição do BAI Basket, tendo em atenção a segunda volta e a «Final Four» da referida competição.

Na partida de sexta-feira, em que a formação do Recreativo do Libolo derrotou no Pavilhão 28 de Fevereiro, o Clube Universidade Lusíada, por 79-61, o internacional angolano foi utilizado durante 19 minutos e 4 segundos.

Em 19 minutos, Carlos Morais anotou 13 pontos, seis resultantes de dois lançamentos à longa distância, dois ressaltos defensivos, duas assistências e duas recuperações, foi o segundo melhor marcador da partida, superado pelo seu companheiro de equipa, Eduardo Mingas, que marcou 14 pontos, em 22 minutos e 38 segundos.

Ontem, frente ao Atlético Petróleos de Luanda, na partida de maior cartaz da última jornada da primeira volta do Grupo A, Carlos Morais voltou a ser poupado pela equipa técnica do Recreativo do Libolo.

O Jogador Mais Valioso do último Afrobasket durante o período em que esteve na quadra ajudou a sua equipa a dominar em algumas etapas de jogo.
Carlos Morais, a par de Olímpio Cipriano e Eduardo Mingas são as unidades de grande destaque na formação da vila de Calulo, grémio que procura o seu segundo título de campeão nacional.

O internacional que se transferiu do Atlético Petróleos de Luanda para o Recreativo do Libolo na presente época, depois de ter falhado o ingresso na NBA nos Toronto Raptors, foi decisivo durante a fase regular da 36ª edição do BAI Basket, tendo a sua agremiação ocupado o primeiro lugar, com 35 pontos, fruto de 17 triunfos e uma derrota.

Carlos Morais tem média de 24 pontos por desafio.


No Grupo B
Futebol Clube Vila Clotilde fez o pleno


A formação do Futebol Clube Vila Clotilde, colectividade liderada pelo técnico Elvino Dias, fez o pleno durante a primeira volta do Grupo B da 36ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino, vulgo BAI Basket.

Em quatro partidas disputadas durante a primeira volta, o Vila conseguiu igual número de triunfos, terminou em primeiro lugar na tabela classificativa, com oitos pontos, superou inclusive o Atlético Sport Aviação (ASA), equipa que atravessa a pior fase de todos os tempos.

A equipa montada por jogadores recém- formados, acabou por ser a grande sensação durante a primeira volta do Grupo B do BAI Basket.

Na primeira jornada, os comandados de Elvino Dias venceram por falta de comparência a formação do Clube Amigos de Viana, por 20-0, na ronda dois surpreenderam os aviadores, a quem venceram por claros 80-70.

Posteriormente, a equipa viajou para Benguela, onde venceu o Sporting local, por 70-61, encerrou a participação na primeira volta do Grupo B, com uma vitória diante do Progresso Associação Sambizanga, por 79-70.

Em quatro partidas o Futebol Clube Vila Clotilde marcou 249 pontos, obteve uma média de 62, 25 pontos por desafio, sofreu 201 pontos, o que dá média de 50, 25 pontos sofridos por cada partida.

O Clube Amigos de Viana não logrou qualquer vitória durante a primeira volta do Grupo B. Em quatro jogos, o grémio adstrito ao município de Viana averbou igual número de derrotas, ocupa por isso, a cauda da tabela classificativa.

Para a disputa das meias-finais da 26ª edição da Taça de Angola, as emoções do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino regressam apenas no dia 4 de Abril, para os jogos da primeira jornada do Grupo A e B.         M.C


BAI Basket
Libolo vulgariza Petro


Com trio maravilha em grande destaque (Olímpio Cipriano, Eduardo Mingas e Carlos Morais), a formação do Recreativo do Libolo cilindrou ontem, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, o Atlético Petróleos de Luanda, por 96-74, na partida de maior cartaz da última jornada da primeira volta do Grupo A da 36ª edição do BAI Basket. Com este triunfo, os libolenses terminaram a primeira volta do Grupo A, em primeiro lugar, com oito pontos, a mesma pontuação que os petrolíferos da capital.

Desprovido de Paulo Santana, base, Miguel Kiala, poste, Leonel Paulo e Hermenegildo Mbunga, ambos extremo postes, todos sob cuidados médicos, o Petro foi incapaz de travar o jogo ofensivo do Libolo que esteve impecável.Depois de um primeiro período bastante equilibrado (20-21), a favor da equipa forasteira, os quartos subsequentes foram sofríveis para o Atlético Petróleos de Luanda que esteve mal quer a defender, quer a atacar, ao contrário do seu opositor que fazia um festival de lançamentos a longa distância, fundamentalmente, no terceiro quarto. O Libolo voltou a mostrar superioridade, ao anotar 34 pontos, contra 21 do Atlético Petróleos de Luanda. Com uma vantagem de 30 pontos no quarto derradeiro (82-52),  os libolenses limitaram-se a gerir até ao apito final. Carlos Morais, com 17 pontos, foi o cestinha do desafio, seguido de Olímpio Cipriano, com 16.

Eduardo Mingas, Luís Costa e Eric Coleman, apontaram todos 12 pontos. Valdelicio Joaquim, com 18 pontos, destacou-se na equipa do eixo-viário.

Ainda ontem, para o Grupo A, o Interrclube bateu a Lusíada, por 67-54. Libolo e Petro terminaram na primeira posição da primeira volta do Grupo A, ambos com oitos pontos. 1 de Agosto terminou em terceiro lugar, com sete pontos. Interclube e Lusíada ocuparam as posições imediatas, com cinco e quatro pontos respectivamente. Já no Grupo B, o Atlético Sport Aviação (ASA) derrotou o Sporting de Benguela, por 65-55, ao passo que o Progresso Associação do Sambizanga cilindrou o Clube Amigos de Viana, por 107-56.  M.C


NBA
Extremo Kevin Durant
decisivo na vitória do City


O extremo Kevin Durant mais uma vez foi o destaque da jornada da NBA. Na noite desta sexta-feira, liderou o Oklahoma City Thunder na vitória épica sobre o Toronto Raptors, fora de casa, por 119-118 após dois prolongamentos. A má notícia para a equipa visitante foi a lesão de Russell Westbrook, que deixou a quadra no meio do duelo.

. Durant anotou 51 pontos, fez  12 ressaltos e deu sete assistências, numa noite em que fez bom uso dos arremessos de longa distância.  Converteu sete das 12 tentativas que fez a partir da  linha de três pontos, inclusive a que deu a vitória ao Thunder a 1s7 do fim do segundo tempo do prolongamento.

A cesta final de Durant consolidou uma incrível reacção da equipa de Oklahoma, que a 49s do fim do segundo tempo extra tinha oito pontos de desvantagem no marcador. Outro destaque da vitória foi o reserva Reggie Jackson, com 25 pontos e 12 ressaltos nos quase 42 minutos em que permaneceu na quadra.«Precisávamos de arriscar, estava a tentar evitar outro prolongamento. Pareceu bom quando a bola saiu das minhas mãos e Deus a guiou para dentro da cesta. Esse foi o jogo mais ‘maluco’ de que já participei», disse o extremo, cada vez mais cotado para o posto de MVP da temporada.

A vida do Oklahoma City Thunder contra o Toronto Raptors podia  ser mais fácil, se Russell Westbrook não tivesse enfrentado novamente um problema de lesão. O base deixou a partida no terceiro quarto depois de sentir dores no joelho direito, que já passou por três cirurgias.


BREVE

Durant mais próximo de Jordan

Com 35 pontos, Kevin Durant ajudou Oklahoma na 50ª vitória da temporada. Os Thunder ocupam o segundo lugar da Conferência Oeste atrás de San Antonio, bateram Cleveland por 102-95. “Durantula” leva 33 jogos consecutivos acima dos 25 pontos, está a sete de igualar a maior série da história, pertencente a Michael Jordan na época de 1986/87.

Serge Ibaka, com 16 pontos e 11 ressaltos, também se destacou, numa noite em que Russell Westbrook ficou a descansar. Do lado dos Cavs, continuam a faltar os lesionados Kyrie Irving e Luol Deng. O melhor elemento foi Dion Waiters, com 30 pontos.