Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Morais regressa ao Libolo

Melo Clemente - 26 de Novembro, 2013

Valores envolvidos na transferência do melhor jogador do Africano são desconhecidos

Fotografia: Jornal dos Desportos

O novo director desportivo para o basquetebol do Recreativo do Libolo, José Carlos, considerou acertada a contratação do internacional angolano, Carlos Morais, que vai representar as cores da equipa da vila de Calulo nos próximos dois anos.Sem revelar o montante que esteve envolvido na transferência do Internacional angolano Carlos Morais, o novo homem forte do basquetebol do Libolo afirmou que a entrada do jovem jogador vai fortalecer a equipa que se prepara para grandes voos na presente época.

“A contratação do extremo base Carlos Morais é um facto. O jogador vai representar o Libolo nas próximas duas temporadas. O jogador treinou ontem com o resto do grupo. As partes saíram satisfeitas das negociações e espero sinceramente que com as contratações que fizemos visando a época 2013/2014 consigamos materializar os nossos objectivos que passam pela conquista de todas as provas em que estivermos engajados”, asseverou José Carlos, novo director desportivo para o basquetebol do Recreativo do Libolo.

Questionado sobre o montante que envolveu a transferência do jogador que na última temporada representou as cores do Petro de Luanda, José Carlos alegou que é um assunto sigiloso. “Não lhe posso dizer o montante envolvido na transferência por considerar uma matéria sigilosa.” Carlos Morais volta a representar as cores do Recreativo do Libolo, depois de tê-lo feito em 2010.  O Jornal dos Desportos apurou que o passe do jogador estava avaliado em 500 mil dólares.

RECREATIVO DO LIBOLO
ESTAGIA EM PORTUGAL


A equipa do Recreativo do Libolo segue viagem amanhã para Lisboa, a fim de cumprir um curto estágio pré-competitivo de cerca de 20 dias, tendo em vista a sua participação na fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos, prova a decorrer de 12 a 21 de Dezembro próximo, na Tunísia. José Carlos disse que naquele país europeu, os actuais vice-campeões nacionais vão realizar jogos amistosos com equipas portuguesas, antes de seguirem viagem para o palco da competição.

“A equipa segue viagem amanhã para Lisboa, onde estão previstos alguns jogos de controlo com equipas portuguesas. O processo administrativo está todo concluído e amanhã a equipa embarca para Lisboa.” Libolo e 1º de Agosto são os embaixadores angolanos na fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos.

Confirmação
MVP do Afrobasket assina pelo Libolo


O internacional angolano Carlos Morais, extremo base, de 28 anos de idade, rubricou um contrato válido por duas temporadas, com a formação do Recreativo do Libolo do Kwanza-Sul, de acordo com Adão Costa, agente do atleta.Depois de ter falhado a entrada na maior liga de basquetebol do mundo, NBA, por via do Toronto Raptors, onde esteve a efectuar testes, vários emblemas nacionais (Petro e 1º de Agosto) e estrangeiros, com particular realce para o Real Madrid, mostraram-se interessados nos préstimos do internacional angolano que conquistou o troféu de MVP (Jogador Mais Valioso) da última edição do Campeonato Africano das Nações, disputado na Costa do Marfim.

A formação do Recreativo do Libolo superou a concorrência das demais agremiações e assegurou a contratação do jovem jogador, que regressa à equipa de Calulo três anos depois.Sem revelar o montante envolvido na transferência do jogador, o agente limitou-se a dizer que foi uma boa proposta. “Carlos Morais é nesta altura jogador do Recreativo do Libolo. O atleta assinou por duas épocas. Como sabe, vários clubes estavam interessados nos préstimos do jogador mas o Recreativo do Libolo foi a equipa que melhor proposta apresentou e, daí, o atleta ter assinado o contrato”, asseverou Adão Costa, agente do internacional angolano.

Com a contratação de Carlos Morais, a equipa do Recreativo do Libolo tem praticamente fechado o seu plantel, visando a temporada 2013/2014, onde tem como principal objectivo conquistar a Taça dos Clubes Campeões Africanos, Campeonato Nacional, vulgo BAI Basket e a Taça de Angola.Actual vice-campeão nacional, o Recreativo do Libolo do Kwanza-Sul fez grandes contratações para a temporada 2013/2014, com destaque para Eduardo Mingas, poste, pentacampeão africano, Braúlio Morais, base, ex-Petro de Luanda, Eric Coleman, norte-americano, Moses Sonko, gambiano, e Carlos Morais.

Depois de ter conquistado o torneio de apuramento à fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos da “bola ao cesto”, superando na final a equipa militar, por 57-56, os libolenses preparam-se com todos os cuidados para atacar o ceptro africano, em posse do 1º de Agosto.A fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos vai decorrer de 12 a 21 de Dezembro próximo, na Tunísia.

NBA
Clippers verga Bulls


O Chicago Bulls foi domingo "cilindrado" no reduto do Los Angeles Clippers, perdendo por 121-82, na véspera da operação ao joelho direito de Derrick Rose, que deve perder o resto da temporada da NBA.Depois de ter falhado toda a época passada, devido a uma operação ao joelho esquerdo, Rose lesionou-se sexta-feira com gravidade no outro joelho, o direito, na derrota por 98-95 em Portland, com o Blazers, e tem 2013/2014 em risco.Sem Rose, que tinha de média 15,9 pontos, 4,3 assistências e 3,2 ressaltos, Bulls foi completamente dominado por Clippers, que venceu cada um dos quatro períodos.

Chris Paul, com 16 pontos e 17 assistências, foi a grande figura do Clippers, juntamente com Jared Dudley, que conseguiu um máximo pessoal da temporada, com 21 pontos. JJ Reddick, com 19 pontos, e Blake Griffin, com 15 pontos e 12 ressaltos, estiveram também em grande no Clippers, que conseguiu a vitória mais expressiva (39 pontos) da sua história face ao Bulls, liderado por Luol Deng (22).

Domínio
Lakers superam Kings


O LA Lakers venceu em casa o Sacramento Kings por 100-86,  passando agora a ter tantas vitórias quanto derrotas (sete). Uma vez mais, a formação de Los Angeles voltou a contar com o excelente contributo dos elementos do banco, com destaque para Xavier Henry (21 pontos).O banco do conjunto orientado por Mike D'Antoni marcou mais pontos do que as reservas do adversário em 13 dos 14 jogos desta temporada, sinal do bom desempenho dos basquetebolistas que habitualmente não são titulares. No Lakers, destaque ainda para Pau Gasol, autor de um duplo-duplo (20 pontos e dez ressaltos).  Entre os visitantes, DeMarcus Cousins foi o melhor com 17 pontos, oito ressaltos e sete assistências.

Brasil pretende sediar
pré-olímpicos de 2015


Para a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, o Brasil também é candidato a receber os pré-olímpicos das Américas de Basquetebol de 2015, nas categorias masculino e feminino.Na competição para homens, o país concorre com Argentina, Canadá, México e Venezuela. Já no feminino, os outros concorrentes são o Canadá e o México. A FIBA Américas ainda não informou quando vai definir as sedes.

“Já começamos a trabalhar com os campeonatos de 2015, com a garantia de que tenhamos os melhores campeonatos da nossa história. Anunciamos os vários países que expressaram interesse de serem sede destes torneios tão importantes e estamos muito agradecidos pelo interesse e o compromisso dessas federações nacionais”, disse Horácio Muratore, presidente da FIBA/Américas.“Estamos na véspera de um ciclo olímpico inédito na história do Brasil, que vai ser uma grande oportunidade para os nossos atletas participar dos Jogos Olímpicos em casa pela primeira vez.

Baseado nisso, essa candidatura para o pré-olímpico ajuda-nos de forma grandiosa na preparação para o acontecimento. Temos metas e desafios acirrados pela frente, então isso é muito importante para o planeamento que temos até 2016, disse Carlos Nunes, presidente da Confederação Brasileira de Basquetebol (CBB).Para organizar as competições, a CBB conta com apoio do ministério dos desportos e do comitê olímpico brasileiro (COB). Apesar de ser a sede dos Jogos Olímpicos, o Brasil ainda não tem 100 por cento assegurada a participação das selecções de basquetebol no torneio, apesar de ser pouquíssimo provável que sejam excluídas.