Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mutombo prestigia jogos sem fronteiras

Melo Clemente - 31 de Agosto, 2016

Congolês que actuou durante vários anos na NBA faz parte do Hall of Fame

Fotografia: AFP

Cerca de 87 jovens, em representação de 27 países do continente africano, começam a partir de hoje, dia 31, até ao dia 03 de Setembro próximo,  no Pavilhão Arena do Kilamba, a participar na XIV edição do campus de basquetebol sem fronteiras, actividade que visa incentivar jovens atletas que sonham em jogar na maior Liga de Basquetebol do Mundo, a NBA.

A actividade  que se realiza pela primeira vez em território nacional, vai ser antecedida de uma conferência de imprensa, a partir das 9h00, cujo protagonista será Zoran Radovic, director desportivo da Fiba -Mundo.Várias figuras que marcaram e continuam a marcar a NBA vão prestigiar a XIV edição do campus de férias de basquetebol, sem fronteiras.

Entre os convidados, destaque para o congolês democrata Dikembe Mutombo, atleta que representou as cores dos Houston Rockets, Danver Nuggets, Atlanta Hawks e Philandelphia 76ers, respectivamente.Para além do lendário Dikembe Mutombo, vão marcar presença ainda,  jogadores como Charli Bell, Estados Unidos da América, Olumide Oyedeji, Nigéria, Astou Ndiaye-Diatta, Senegal e Jason Collins e Jenn Lacy, norte-americanos.

Entre os atletas em actividade na NBA, ressaltam as presenças de Bismack Biyombo, congolês democrata, ao serviço do Orlando Magic, Eric Bledsoe, do Phoenix Suns, americano, Luc Mbah a Moute, dos LA Clippers, camaronês de nacionalidade, Thabo Sefolosha, do Atlanta Hawks, entre outros.Angola vai estar representada no evento, que pela primeira vez acontece em solo pátrio, com 13 atletas jovens,  sete masculinos e seis femininas.Trata-se de Glofate Buiamba, Edmilson Inglês, Dideltino Américo, Délcio Sebastião, Gelson Sebastião, Malcom Tungo, Wilson Ambrósio, Cornelia Sebstião, Irene Cavemba, Geovana Gueve, Antónia Luís, Maria Margarida e Graciete Vaz, respectivamente.

Organizado pela NBA, em parceria com a Fiba -Mundo, o evento é suportado pelo Ministério da Juventude e Desportos, e pela Federação Angolana de Basquetebol.Para a XIV edição do campus de férias de basquetebol sem fronteiras, foram apenas seleccionados atletas africanos, nascido até 1999, que durante quatro dias vão ser treinados por conceituados técnicos da NBA.

Lançado em 2001, o projecto “basquetebol sem fronteira” já teve mais de dois mil participantes de 131 países, dos quais 43 já foram seleccionados para a NBA.A primeira edição do Campus Basquetebol Sem Fronteiras, teve lugar na Europa, em Julho de 2001. Vlade Divac (Sérvia) e Toni Kukoc (Croácia) juntamente com antigos colegas de equipa da selecção jugoslava reuniram-se para trabalhar com 50 crianças da Bósnia e Herzegovina, e da Croácia.

Em comunicado, Amadou Gallo Fall, vice -presidente da NBA e director para África, mostrou-se regozijado pelo facto de Angola, um país com tradição a nível da "bola ao cesto", acolher a XIV edição do Campus de férias."Estamos satisfeitos por fazer parceria com a Fiba,  trazermos a XIV edição do basquetebol sem fronteira a Angola, pela primeira vez. O crescimento do basquetebol em África levou a um recorde de dez jogadores seleccionados no 2016 NBA Draft.

O campeonato deste ano, vai mais uma vez proporcionar aos jovens jogadores de todo mundo, as ferramentas certas para ter sucesso no campo e na vida", disse.O mesmo pensamento foi partilhado pelo Zoran Radovic, director Desportivo da Fiba -Mundo."Angola goza de uma rica e bem sucedida tradição do basquetebol, por isso, é com um enorme privilégio, que juntamente com a NBA  realiza pela primeira vez o Campus de basquetebol sem fronteira", encerrou.

Sub-18
Selecção alcança
quartos -de -final


A Selecção Nacional júnior feminina de basquetebol, venceu na segunda-feira a sua congénere da Argélia, por 49-21, em jogo da segunda jornada do grupo A do Campeonato Africano (Afrobasket sub-18), a disputar-se no Cairo. Ao intervalo as comandadas de Elisa Pires já levavam vantagem de 15 pontos (26-11).A extremo poste Avelina Peso foi a melhor marcadora do encontro, com 18 pontos.Com este triunfo, as angolanas apuram-se para os quartos -de -final e fecham a primeira fase diante das anfitriãs (Egipto), que hoje também derrotaram o Madagáscar por 78-49.Angola e Egipto lideram o grupo, com quatro pontos,  Argélia e Madagáscar vêm a seguir, com dois pontos.

Polidesporto
Saurimo domina jogos escolares


As escolas do I e II ciclo do município de Saurimo, capital da província da Lunda Sul, venceram todos os torneios da primeira edição dos jogos escolares, realizados de 13 a 30 de Agosto, numa promoção da direcção provincial da Juventude e Desportos, em parceria com a direcção local da Educação.

O município conquistou os torneios de andebol, futsal, voleibol, basquetebol e futebol,  participaram  as escolas do 4 de Abril, Ex II nível, Formação de Professores, Puniv, 22 de Novembro, São Kizito e o Instituto Médio Politécnico, em ambos os sexos (masculino e feminino).A escola 4 de Abril foi a que mais títulos conquistou (andebol e futsal em ambos os sexos) seguido da escola do Ex II nível, Puniv e o Instituto Médio Politécnico, nas modalidades de basquetebol, voleibol , futebol e ginástica, em masculinos e femininos.

Nesta primeira edição teve a duração de 15 dias, participaram 16 escolas do I e II ciclo, 992 estudantes,  disputaram oito modalidades, nomeadamente futebol, futsal, atletismo, basquetebol, voleibol, ginástica, xadrez e andebol.Durante a competição foram realizados 146 jogos, nas modalidades referenciadas, marcados 2.135 golos, com o município de Saurimo a sagrar-se campeão em todas as modalidades.A realização do evento visou ocupar o tempo livre dos jovens, com actividades socialmente úteis, numa altura em que estão de pausa pedagógica.