Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ndoniema reconhece concorrência

25 de Junho, 2016

Ndoniema um dos eleitos de Carlos Dinis

Fotografia: José Soares

O extremo base, Edson Ndoniema, um dos eleitos de Carlos António Dinis para o torneio pré-olímpico de Belgrado, está confiante em constar da lista dos 12 atletas que de 4 a 10 de Julho  lutam pelo passe de acesso aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em Agosto .

Em declarações à comunicação social, após a sessão de treinos realizada no Pavilhão Victorino Cunha, que foi o palco de preparação do combinado nacional, o campeão nacional pela formação do 1º de Agosto enalteceu a forte concorrência no seio do grupo, principalmente, na posição de extremo, e assegurou que luta para figurar na lista definitiva para a “operação” Belgrado.

“A preparação no país de uma maneira geral correu as mil maravilhas, apesar de algumas ausências. Existe uma entrega total ao trabalho por parte de todos os atletas e quando assim acontece o grupo é que sai fortalecido. Existe uma forte concorrência principalmente na posição de extremo, mas estou confiante no meu trabalho e tenho a certeza de que vou conseguir convencer o seleccionador nacional, o professor Carlos Dinis”, augurou o jovem jogador que foi lançado na selecção A pelo técnico Paulo Macedo, antigo seleccionador nacional.

Apesar de reconhecer a dificuldade de lutar pelo passe de acesso aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Edson Ndoniema acredita numa boa campanha do cinco nacional na aludida competição.

“A Sérvia e Porto Rico são duas grandes selecções. Angola também é uma grande selecção e com créditos firmados não só no continente africano assim como a nível mundial. Vamos jogar ao mais alto nível para dificultar ao máximo os intentos dos nossos adversários porque queremos disputar os Jogos Olímpicos”, disse.

O seleccionador nacional, Carlos António Dinis, trabalha com 15 atletas dos 17 convocados inicialmente para o torneio pré -olímpico de Belgrado. O poste Valdir Manuel, a militar nos Estados Unidos da América, falhou a concentração por razões académicas, ao passo que Yanick Moreira, poste, evocou problemas pessoais.

Trabalham em Espanha os seguintes basquetebolistas: Armando Costa, Gerson Domingos, Hermenegildo Santos, Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Roberto Fortes, Leonel Paulo, Islando Manuel, Edson Ndoniema, Gerson Gonçalves, Sílvio Sousa, Bruno Fernando, Valdelício Joaquim, Reggie Moore e Felizardo Ambrósio “Miller”.

Deste grupo sairão os doze que representam as cores do país no orneio pré-olímpico de Belgrado, de 04  10 de Julho.