Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Olmpio Cipriano est recuperado

Melo Clemente - 24 de Agosto, 2014

O extremo base do Recreativo do Libolo e da Seleco Nacional, Olmpio Cipriano, est totalmente recuperado

Fotografia: Jornal dos Desportos

O extremo base do Recreativo do Libolo e da Selecção Nacional, Olímpio Cipriano está totalmente recuperado e apto para disputar a 17ª edição do Campeonato do Mundo de Espanha, prova a decorrer de 30 do mês em curso a 14 de Setembro.

A revelação foi feita ontem ao Jornal dos Desportos, pelo seleccionador nacional, Paulo Macedo que se mostrou confiante numa boa prestação do cinco nacional na fase final do Campeonato do Mundo.

“Felizmente, o Olímpio Cipriano está recuperado e já conseguiu participar nas últimas duas partidas que realizamos em Espanha”, revelou o seleccionador nacional que vai aproveitar o Torneio Internacional Arquitecto da Paz para corrigir eventuais debilidades.

Com o extremo base Carlos Morais e o poste Felizardo Ambrósio “Miller" de fora do Campeonato do Mundo, ambos por lesão, Paulo Macedo procurar encontrar um grupo forte que seja capaz de representar de forma condigna as cores da Bandeira Nacional.

Entretanto, a Selecção Nacional está inserida no Grupo D, com sede em Las Palmas, Gran Canária, ao lado das selecções da Lituânia, Eslovénia, Coreia do Sul, adversário de estreia, no dia 30, a partir das 12h30, México e Austrália.

A Espanha país anfitrião do Campeonato do Mundo faz parte do Grupo A, juntamente com o Egipto, outro representante do continente africano, Irão, Sérvia, França e Brasil. As selecções da Argentina, Senegal, medalha de bronze do Afrobasket de 2013, Filipinas, Croácia, Porto Rico e Grécia estão inseridas no Grupo B, ao passo que Estados Unidos, Finlândia, Nova Zelândia, Ucrânia, República Dominicana e Turquia estão no grupo C. Os Estados Unidos são os actuais campeões do mundo.

 

Torneio Arquitecto da Paz
atarefa Selecção Nacional


A Selecção Nacional de basquetebol em seniores masculino realiza esta manhã, a partir das 10h00, no Pavilhão Victorino Cunha, mais uma sessão de treinos, com vista a  participação na I edição do Torneio Internacional Arquitecto da Paz, prova que arranca amanhã no Pavilhão Multiusos de Kilamba para saudar o 72º aniversário do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, a assinalar-se no dia 28 do mês em curso.

Depois de ter regressado ao país na última sexta-feira proveniente de Espanha, onde cumpriu a etapa derradeira do estágio pré-competitivo para  o Campeonato do Mundo de Espanha que vai decorrer de 30 do mês em curso a 14 de Setembro, a Selecção Nacional efectuou ontem a primeira sessão de treinos.

Hoje, o seleccionador nacional Paulo Macedo vai limar as últimas arestas, com vista a   uma estreia auspiciosa na I edição do Torneio Internacional Arquitecto da Paz.

A seis dias da  estreia na fase final do Campeonato do Mundo, frente a similar da Coreia do Sul, Paulo Macedo vai aproveitar o Torneio Internacional Arquitecto da Paz para efectuar as últimas correcções ao grupo, antes da partida para o local da competição.

O seleccionador nacional vai definir nos próximos dias os 12 atletas que vão representar o país na 17ª edição do Campeonato do Mundo.
Em terras espanholas, a Selecção Nacional realizou seis jogos amistosos,  ganhou três e perdeu três.

Diante da forte selecção de Espanha, o combinado nacional  perdeu por 70-79, seguiram-se  os desaires frente ao Canada e Porto Rico, por 65-89 e 64-95 respectivamente.

Na última quinta-feira, o cinco nacional venceu as Filipinas, por 81-71, desafio que marcou o ciclo de jogos amistosos em Espanha. Na véspera, os campeões africanos derrotaram o País Basco, por 80-77, para além de ter ganho a Universidade Loyola, por 80-63.

Antes de rumar para a Espanha, a Selecção Nacional disputou duas partidas no Torneio Internacional do Brasil em que averbou as derrotas frente ao país anfitrião e a  Argentina, por 60-98 e 77-86 respectivamente.

Nesta segunda etapa do estágio pré-competitivo (Brasil e Espanha), dos oitos jogos efectuados, o cinco nacional marcou 577 pontos, obteve  uma média de 72,1 pontos por cada desafio, sofreu 658 que  representa uma média de 82,2 pontos sofridos por  partida. Se ofensivamente a Selecção Nacional esteve bem, o mesmo não se pode dizer no capítulo defensivo.

No Torneio Internacional de Alexandria ainda com o grupo reduzido, a Selecção Nacional derrotou as selecções da Egipto, Tunísia e Jordânia, por 72-59, 62-56 e 75-67 respectivamente. Bateu igualmente a formação do Kuwait, por 95-67, perdeu por Etthad do Egipto, por 72-73, após prolongamento, depois de um rigoroso empate a 66 pontos.

A Selecção Nacional realizou até aqui 13 jogos de controlo, a saber cinco no Torneio Internacional de Alexandria, Egipto, dois no Torneio Internacional do Rio de Janeiro e seis em Espanha. Os campeões africanos conseguiram oito triunfos, contra cinco desaires.

Angola marcou 953 pontos, o que representa uma média de 73,3 por  encontro,  sofreu 80 pontos, obteve  uma média de 75,3 pontos por  partida.


Decisão
Derrick Rose disputa mundial


O seleccionador dos Estados Unidos, Mike Krzyzewski, confirmou sexta-feira a inclusão de Derrick Rose, em dúvida por problemas físicos, na lista final de 12 convocados para o Mundial de basquetebol, que começa a 30 de Agosto, em Espanha.

O base dos Chicago Bulls, com vários problemas nos joelhos nas duas últimas épocas da Liga Norte-americana de Basquetebol (NBA) foi forçado a abandonar quarta-feira o jogo particular com a República Dominicana, o que deixou dúvidas sobre a sua condição física.

No entanto, Derrick Rose acabou por ser utilizado sexta-feira no confronto com Porto Rico, em Nova Iorque, que os campeões mundiais e olímpicos venceram por 112-86.

Rose contribuiu para o triunfo no Madison Square Garden com seis pontos e quatro assistências nos 13 minutos que esteve em campo, acabou  por convencer Krzyzewski a inclui-lo na lista final de convocados para o Mundial.

“Fiquei muito satisfeito pela dedicação mostrada por todos. Escolher os 12 foi muito difícil, porque estava a trabalhar com um grupo de grande qualidade. Julgo que vamos ao Mundial com uma equipa versátil e muito forte defensivamente”, explicou o seleccionador dos Estados Unidos.

Rose juntou-se na lista a Stephen Curry e Klay Thompson (Golden State Warriors), Rudy Gay e DeMarcus Cousins (Sacramento Kings), Kyrie Irving (Cleveland Cavaliers), James Harden (Houston Rockets), DeMar DeRozan (Toronto Raptors), Anthony Davis (New Orleans Pelicans), Andre Drummond (Detroit Pistons), Kenneth Faried (Denver Nuggets) e Mason Plumlee (Brooklyn Nets).

Com pleno de vitórias nos três jogos de preparação que já disputaram, os Estados Unidos jogam terça-feira o último encontro particular já em solo espanhol, frente à Eslovénia.

A estreia no Mundial está marcada para 30 de Agosto, diante a Finlândia, na jornada inaugural do Grupo C, onde figuram também as selecções da República Dominicana, Turquia, Nova Zelândia e Ucrânia.


FIBA confirma Canadá
a sede do Pré-Olímpico


A Federação Internacional de Basquete das Américas (FIBA) confirmou a cidade de Edmonton, no Canadá, como anfitriã do Pré-Olímpico Feminino das Américas 2015. O torneio é visto como o mais importante no continente, já que é classificativo para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

A competição acontece do dia 9 ao 15 de Agosto do ano que vem, com dez equipas do continente americano. As selecções de Cuba, Ilhas Virgens, Porto Rico e República Dominicana já estão classificadas e esperam os quatro classificados do Campeonato Sul-Americano 2014. EUA e Canadá já estão confirmados no Pré-Olímpico.

A directora executiva da Confederação Canadiana de Basquetebol, Michele O’Keefe, comemorou a confirmação do país como sede do Pré-Olímpico e afirmou ser essa uma escolha que vai levar o basquetebol do Canadá “para a frente”.

“A nossa equipa nacional de basquetebol feminino agora tem a oportunidade de competir por uma vaga olímpica em casa. Ser anfitrião é uma prioridade estratégica para o basquetebol do Canadá e este campeonato é um grande passo em frente”, disse O’Keefe.

Esta é a segunda vez que o Canadá abriga um Pré-Olímpico feminino de basquete. A primeira vez foi em 1995, em Hamilton.