Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Paul está radiante com o Jogo das Estrelas

Melo Clemente - 22 de Julho, 2015

Chris Paul no Jogo das Estrelas

Fotografia: AFP

Christopher Emmanuel Paul, ou simplesmente, Chris Paul, um dos astros dos Los Angeles Clippers da Liga Norte-Americana de Basquetebol (NBA), mostrou-se radiante com o convite que recebeu para disputar o Jogo das Estrelas, a decorrer a 01 de Agosto  em Joanesburgo, capital económica da África do Sul.

Paul, de 30 anos de idade, tem sido uma das unidades em grande destaque na formação dos Los Angeles Clippers, sendo actualmente o líder da NBA em termos de assistência e roubos de bola, superando inclusive os números do lendário John Stockton, ex- Utah Jazz.Christopher Emmanuel Paul, designado por oito ocasiões no All-Star Game, vai exibir a braçadeira de capitão da equipa do Resto do Mundo.

A estrela dos Los Angeles Clippers que vai pisar pela primeira vez o continente africano, não escondeu a satisfação de fazer parte do projecto, uma organização  da NBA, Associação Nacional de Jogadores de Basquetebol em parceria com a Supersport.“Estou ansioso por representar a equipa do Resto do Mundo, no primeiro jogo da NBA em África”, começou por dizer o base dos Los Angeles Clippers.

O astro mostrou-se igualmente satisfeito por fazer parte de um projecto, que vai ajudar na inserção de jovens carenciados.
“Vai ser a minha primeira visita ao continente. Sei, que o continente africano está mergulhado num mar de dificuldades,  projectos do género vale a pena abraçar”, finalizou.

O mesmo sentimento foi demonstrado pelo internacional espanhol, Paul Gasol. “Quando eu ouvi falar sobre o Jogo das Estrelas da NBA, em África, eu agarrei a chance de participar. O continente africano tem um significado especial para mim, por causa da minha fundação.Estou ansioso a dar um grande show para os fãs e participar da actividade na comunidade local”, disse.

Por seu turno, Boris Diaw, estrela dos San Antonio Spurs, atleta francês de origem senegalesa, não escondeu a  satisfação de “regressar às suas origens”.

“Estou completamente emocionado, por  participar do primeiro jogo da NBA, em África. Tenho a honra de representar a equipa de África, o que é, verdadeiramente, uma ocasião histórica”.O mesmo sentimento foi partilhado pelo britânico de origem sudanesa, Luol Deng.

“Estou extremamente  orgulhoso, por fazer parte do primeiro jogo da BNA, em África. Vim do Sudão do Sul e  participar do basquetebol sem fronteiras, em Joanesburgo, deixa-me verdadeiramente honrado por fazer parte deste evento histórico”. Os convidados  começam a desembarcar na cidade de Joanesburgo a partir do dia 27 do corrente.