Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Paulo Madeira responsabiliza os governos

Gaudêncio Hamelay-Lubango - 25 de Outubro, 2014

Presidente da FAB quer maior engajamento dos executivos provinciais na massificação

Fotografia: Dombele Bernardo

Paulo Madeira, que falava quinta-feira à imprensa no final do encontro de cortesia com o governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, sustentou que a massificação tem um cariz muito mais amplo e envolve necessariamente o Ministério da Educação e as estruturas do poder de Estado, vocacionadas para esse efeito.

O dirigente explicou que a responsabilidade federativa, consiste em gerir o desporto federado. Acrescentou que a Federação tem a vertente do suporte técnico, de treinadores, agentes de jogo e árbitros.

 “Tenho estado a dizer permanentemente que a massificação não é uma responsabilidade directa do desporto federado. A massificação tem um cariz muito mais amplo. A massificação tem necessariamente de envolver o Ministério da Educação e as estruturas do poder de Estado que são vocacionadas para esse efeito, porque a responsabilidade federativa é de gerir o desporto federado para que haja jogos federados e oficiais. Agora, a Federação tem a vertente do suporte técnico, de treinadores, dos agentes de jogos e árbitros. Nós fazemos parte do processo fazemos o máximo para que a nossa colaboração e presença nas acções de massificação seja um facto e cada vez mais importante”, sublinhou.

Paulo Madeira disse que a responsabilidade maior no processo de massificação é do governo. E isto, argumentou, está expresso não só naquilo que são os programas do próprio Executivo na orientação da estrutura que hoje tem a maioria absoluta da liderança política do país.

 Avançou que a Federação como tem interesse que haja basquetebol em várias partes do país vai continuar sempre a apoiar, “mas a maior responsabilidade resulta daquilo que são as competências e responsabilidades dos membros do executivo com a responsabilidade específica para o efeito”, justificou. O presidente da Federação Angolana de Basquetebol referiu que a visita a Huila acompanhado pelo vice-presidente para as Associações provinciais, Armando Brandão, enquadra-se num trabalho que está a desenvolver a nível de todo o território nacional com objectivo de auscultar, constatar as actividades basquetebolisticas, manter encontros de cortesia com os respectivos governadores provinciais, efectuar trabalhos com as Associações locais e direcções dos desportos, assim como visitar os pavilhões existentes.


Incentivo
FAB recebe apoios


Os governos provinciais prometem apoiar a modalidade de basquetebol a nível das suas circunscrições, assegurou ontem no Lubango, o presidente de direcção da Federação Angolana de Basquetebol, Paulo Madeira.

 Paulo Madeira depois de ter visitado as províncias de Cabinda, Cuanza Sul, Benguela, Huambo, Bié, Cuando Cubango, Namíbe e Huila confirmou à imprensa, que doravante vai contar com o apoio dos governadores provinciais.

 Disse que nos encontros, os governadores pediram às Associações locais a apresentar com antecedências as suas necessidades, para evitar constrangimentos em cima da hora, pois vários agentes quando pretendem realizar um evento, pedem apoios um dia antes.

 De acordo com Paulo Madeira, os governadores provinciais sabem qual  a importância das suas responsabilidades políticas e sociais, daí que manifestam um posicionamento positivo em apoiar a modalidade, porém, levantaram algumas questões que estão ser passadas aos associados de modo a passarem a efectuar as suas previsões, apresentar aquilo que são as suas necessidades com a devida antecedência.

  “O que se passa às vezes e nós temos consciência disso, porque estamos no desporto há  bastante tempo, os vários agentes quando pretendem realizar um evento, sabem que o evento é amanhã, por exemplo,  eles vêem hoje a pedir apoios ao senhor governador. Quer dizer que esta atitude tem de mudar. As pessoas têm de perceber que as coisas têm de ser feitas com a devida antecedência, para que o executivo possa também preparar os recursos e dizer se há disponibilidade efectivamente ou não, em apoiar”, alertou.O responsável federativo disse que se os seus filiados procederem com antecedência às suas solicitações dentro de um ano, seis ou nove meses, o processo todo vai permitir que antes da data para a realização do evento, já todas pessoas envolvidas na máquina organizativa de uma competição devem  saber se está em condições de participar do evento ou não. Gaudêncio Hamelay- Lubango


NBA
Steve Nash
falha época


O veterano base Steve Nash vai desfalcar os Los Angeles Lakers durante toda a temporada 2014/15, devido a uma lesão nas costas, anunciou ontem a formação californiana.

Conforme o comunicado, Nash e  a equipa médica dos Lakers chegaram à conclusão de que era melhor o base concentrar-se e descansar  para  recuperar de forma plena. Recorde-se que Steve Nash  lesionou-se  há sensivelmente uma semana nas costas ao carregar malas.Aos 40 anos,  depois de uma época 13/14 também marcada por lesões, cresce a especulação quanto ao hipotético final de carreira antecipado para o habilidoso base, MVP em duas edições da competição.