Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Petro campeão

Melo Clemente - 17 de Junho, 2015

O vencedor da prova encaixou um milhão e quinhentos mil Kwanzas.

Fotografia: M. Machangongo



Com 34 pontos de  Emanuel  Quezada, ele que foi o cestinha da partida, a formação do Atlético Petróleos de Luanda derrotou ontem, no Pavilhão Principal da Cidadela, o Recreativo do Libolo, por 90-84, na finalíssima da 37 edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos (BIC Basket), destronando os libolenses do título nacional.


Com o triunfo, a equipa do Eixo- viário, elevou para 12 o números de troféus, contra 17 do 1º de Agosto, que lidera o ranking.O Libolo conta no seu palmarés com dois títulos. Sem receios, as duas equipas entraram determinadas em proporcionarem uma grande partida de basquetebol. Aliás, as partidas dos play-off da final da 37ª edição foram jogadas sob o signo de equilíbrio aliada à grande qualidade técnica.

Apesar dos ingressos custarem três mil e quinhentos kwanzas, os amantes da "bola ao cesto" quase lotaram o Pavilhão Principal da Cidadela, para testemunharem as duas melhores equipas da actualidade. Depois de ter vencido na sexta- feira, em pleno Pavilhão do Dream Space, em Viana, os libolenses, por 97-88, forçando a finalíssima, os petrolíferos da capital que não contaram com a orientação técnico do seus comandante principal, Lazare Adingono, por castigo federativo, entraram melhor na partida.

A turma petrolífera conseguiu um parcial de 3-0, nos primeiros dois minutos do quarto inicial. A reacção do grémio de Calulo surgiu apenas à entrada do minuto três, por intermédio do norte-americano, Erica Coleman, que converteu um lançamento à curta distância (3-2). A ineficácia do ataque libolense nos minutos iniciais da partida, permitiu à equipa do eixoviário ter o domínio absoluto do marcador até ao minuto seis, altura em que a formação do Libolo igualou a partida a dez pontos.

Mas, rapidamente, os pupilos de Gerson Betel assumiram o comando das operações e terminaram o primeiro quarto em vantagem (24-23). No segundo quarto, o suspeito de sempre, Emanuel Quezada, voltou a destacar- se, fundamentalmente, nos lançamentos a longa distância, para além de conduzir de forma competente as acções ofensivas da sua equipa. Os libolenses tomaram de assalto o marcador (30-31), quando restavam sete minutos e 20 segundos para o termo do segundo período.

Quezada e Leonel Paulo com 15 e 12 pontos trataram de colocar em vantagem a sua equipa, ao cabo dos primeiros 24 minutos (39-36). Os petrolíferos da capital conseguiram no terceiro período abrir uma vantagem de dez pontos (50-40) mas, os jogadores do Libolo anularam os dez pontos, tendo terminado o período na liderança do placar (60-61). Carlos Morais e Emanuel Quezada proporcionavam as delícias dos adeptos, com lançamentos à longa distância.

O derradeiro quarto correu a feição para os tricolores, que marcaram 30 pontos, contra 23 do Libolo. Janson Cain foi o rei dos ressaltos, com 15 (4/11). Leonel Paulo converteu 20 pontos. No Libolo, Carlos Morais, Erica Coleman e Eduardo Mingas marcaram 24, 16 e 15 pontos, respectivamente. O vencedor da prova encaixou um milhão e quinhentos mil Kwanzas.

FICHA TÉCNICA
Pavilhão: Cidadela
Comissão: Soares de Campos
Arbritagem: Fernando Pacheco
“Baganha”, Carlos Júlio e David Manuel

Petro: Pedro Bastos (2), Roberto
Fortes(15), Vlademir Ricarddo (2) Paulo Santana (0), Emanuel Quezada (34), Leonel Paulo 20), Domingos Bonifácio (8), Hermenegildo Mbunga (3), Joao Fernandes (0), Gerson Domingos (0), Edson Rosário (0), Janson Cain (6).

Treinador: Gerson Betel Olímpio Cipriano (4), Luís Costa (2), Carlos Morais (24), Elmer Felix (6), Vademir Pontes (0), Braúlio Morais (8), Ezequiel Silva (0), Valdelício Joaquim (9), Eric Coleman (16), Filipe Abraão (0), Eduardo Mingas (15), Benvindo Quimbamba (0). Norberto Alves Marcha do marcador: 24-23, 39- 37, 60-61, 90-84

OS MAIS DO CAMPEONATO
EMANUEL QUEZADA
foi eleito MVP

O base dominicano naturalizado norte-americano, Emanuel Quezada, foi eleito o MVP (Jogador Mais Valioso) da 37 edição do Campeonato Nacional de Basquetebol em seniores masculinos ( BIC Basket). Roberto Fortes, extremo base do Atlético Petróleos de Luanda e da Selecção Nacional, ficou o
prémio fair-play.

Emanuel Quezada foi ainda o melhor assistente da 37 edição do BIC Basket. Janson Cain ( Petro) foi o melhor ressaltador da competição, ao passo que Leonel Paulo foi o melhor marcador da prova, tendo arrebatado ainda o prémio de melhor recuperador, melhor percentagem dos dois pontos. Reggie Moore, do 1 de Agosto, dominou nos lançamentos livres, ao passo que Francisco Horacio ficou com a melhor percentagem nos lançamentos a longa distância. Norberto Alves foi distinguido com o prémio de melhor treinador do ano.