Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Petro de Luanda e 1º de Agosto disputam clássico no Kilamba

Melo Clemente - 08 de Fevereiro, 2014

Petrolíferos da capital querem encurtar a distância que os separa do seu arqui-rival que ocupa a segunda posição

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Pavilhão Multiusos de Luanda acolhe hoje, a partir das 19h00, o clássico dos clássicos, entre as equipas do 1º de Agosto e do Petro de Luanda, em partida referente à segunda jornada da segunda volta da fase regular do Campeonato Nacional de basquetebol.

O Pavilhão, com capacidade para 11.454 espectadores, acolhe o primeiro clássico da bola ao cesto.

O Petro de Luanda, que ontem enfrentou o Interclube, para a terceira jornada da segunda volta do BAI Basket, volta a ter hoje mais um duro teste, frente ao 1º de Agosto, actual segundo classificado, com 21 pontos, contra 22 do Libolo, conjunto que ocupa a primeira posição.

A equipa militar pode eventualmente tirar partido do esforço empreendido pelos petrolíferos no desafio de ontem, frente ao Interclube, e alcançar a sua sétima vitória na presente época.

Se os petrolíferos da capital tiveram ontem um desafio com elevado grau de dificuldades, o mesmo não se pode dizer dos militares, que ontem enfrentaram a modesta equipa do Clube Amigos de Viana, conjunto que clama por apoios, fundamentalmente, do município de Viana.

Apesar de não estarem a jogar ainda ao mais alto nível, como nos habituaram, militares e petrolíferos vão seguramente proporcionar esta noite aos amantes do basquetebol uma grande partida.

As duas colectividades respiram saúde, pelo que, os dois técnicos vão dispor das suas principais unidades para o desafio deste noite, no imponente Pavilhão Multiusos de Luanda.

Domingos Bonifácio e Paulo Santana têm a missão de conduzir as acções ofensivas do Petro de Luanda, ao passo que do lado militar a responsabilidade está a cargo de Armando Costa e Hermenegildo Santos. Advinha-se um despique interessante entre esses atletas.

No jogo interior, Joaquim Gomes Kikas, por banda dos militares, e Leonel Paulo, do Petro, são os principais protagonistas.
O desfecho da partida pode ser decidido nos detalhes.

O desafio tem como árbitro principal, Fernando Pacheco Baganha, auxiliado por David Manuel e Deidi Figueira.

O líder do BAI Basket, o Recreativo do Libolo, com 22 pontos, recebe no Complexo do Dream Space, a equipa do Lusíada, a partir das 18h00. O ASA mede forças com Amigos de Viana, a partir das 15h00, no Pavilhão Anexo número dois da Cidadela Desportiva, ao passo que o Vila recebe a visita do Sporting de Benguela.



NACIONAL FEMININO
1º de Agosto
testa Sporting


A equipa feminina de basqutebol do Sporting do Bié defronta hoje, a partir das 9h30, o 1º de Agosto, no desafio que abre a segunda jornada da 28ª edição do campeonato nacional, que arrancou ontem na cidade do Cuito.

Neste duelo agendado para o Pavilhão do Sporting, o 1º de Agosto, às ordens de Aníbal Moreira, põe à prova a capacidade das anfitriãs, que vão tentar dificultar ao máximo a tarefa das adversárias. A equipa do Rio Seco assume favoritismo, dado o desnível entre os dois conjuntos. As pupilas de Aníbal Moreira têm no seu xadrez a internacional Nacissela Maurícia como principal referência.

No segundo desafio, marcado também para o mesmo Pavilhão, às 15h00, medem forças os Mistos de Benguela e da Huíla. Espera-se um confronto de nível equiparado.

No terceiro jogo do dia, agendado para as 17h00, estão frente-a-frente duas equipas de Luanda, Interclube e Maculusso, que ocuparam a segunda e terceira posições na edição passada do “Nacional”.

Apesar dos argumentos dos dois conjuntos, a formação da Polícia Nacional, orientada por Apolinário Paquete, vai procurar levar a água ao seu moinho, com a conquista dos dois pontos.

Quer a equipa do 1º de Agosto, nas vestes de campeã em título, quer a do Interclube, na de vice-campeã, têm argumentos suficientes para fazer a diferença na competição que a capital biena alberga até ao próximo dia 15 de Fevereiro.

As equipas, seis no total, estão agrupadas numa única série no primeiro turno do campeonato, jogando entre si a uma volta.

Depois da disputa da primeira fase, as quatro equipas melhor classificadas disputam os desafios das meias-finais, num sistema em que o primeiro cruza com o quarto e o segundo com o terceiro, como ficou definido na reunião técnica realizada na quinta-feira.
As duas últimas jogam as classificativas do quinto e sexto lugares.
 J. CONSTANTINO E S. V. DIAS, NO CUITO