Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Petro obrigado a ganhar

Melo Clemente - 08 de Maio, 2014

Eventual derrota dos petrolíferos da capital pode significar adeus ao título que está a ser disputado pelo 1º de Agosto e Libolo

Fotografia: José Cola

A formação do Atlético Petróleos de Luanda joga esta noite a cartada decisiva, quando receber a partir das 18h30 m, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, o arqui-rival 1º de Agosto, em partida referente à terceira e última jornada, sexta na geral, da segunda volta da «Final Four».O desafio que estava inicialmente agendado para a última terça-feira, apenas hoje se disputa, devido ao reajustamento que o calendário sofreu por parte da direcção técnica da Federação Angolana de Basquetebol.Com quatro derrotas consentidas nesta etapa derradeira da competição, os petrolíferos da capital vêem-se na obrigação de ganhar esta noite o seu arqui-rival, que partilha a tabela da classificação da séria A a par do Recreativo do Libolo, com nove pontos, sob pena de estarem em definitivo arredados da luta pelo título da 36ª edição do Campeonato Nacional da «bola ao cesto», vulgo BAI Basket.

A remarcação da última jornada da segunda volta da «Final Four» acabou por «beneficiar» em grande parte as equipas que atravessam o mau momento da prova, nomeadamente, Atlético Petróleos de Luanda e Grupo Desportivo Interclube, já que tiveram mais 48 horas para preparem os respectivos confrontos.O mesmo já não se pode dizer do 1º de Agosto e do Recreativo do Libolo que somam vitórias atrás de vitórias.Sem Leonel Paulo, extremo poste, e Miguel Kiala, poste, Lazare Adingono preparou a colectividade para surpreender o Clube Central das Forças Armadas Angolanas.

Aliás, o técnico tricolor está consciente da obrigatoriedade de vencer o prélio desta noite, a fim de relançar a corrida ao título da edição número 36 do BAI Basket.Ontem, foram ensaiadas as estratégias para anular as acções ofensivas da equipa do rio Seco que está fortemente engajada na reconquista do título nacional.Paulo Santana, Roderick Nealy e Valdelício Joaquim, atletas que se destacam do conjunto tricolor vão mais uma vez entrar em cena e salvar a equipa do afastamento prematura da luta pelo ceptro nacional.

Moralizados com as últimas vitórias, os pupilos de Paulo Macedo, tentam esta noite derrotar o seu opositor, que vem de uma série de quatro derrotas consecutivas, a fim de se manter no topo da tabela classificativa.Com um conjunto mais homogéneo, aliado à experiência da maior parte dos seus executantes, onde se destacam o base Armando Costa, os extremos Cedrick Ison, Mário Correia e Edson Ndoniema, os postes Joaquim Gomes «Kikas», Reggie Moore e Felizardo Ambrósio «Miller», a equipa militar parte com uma ligeira vantagem que tem de ser provada dentro das quatro linhas.

Uma eventual derrota da equipa rubro - negra, deve significar provavelmente a perda da liderança da série A, dado que o principal concorrente, no caso o Recreativo do Libolo vai ter pela frente o Grupo Desportivo Interclube.Daí que, o técnico Paulo Macedo mentalizou os seus jogadores da necessidade de se conquistar os dois preciosos pontos.Apesar do mau momento que o Atlético Petróleos de Luanda atravessa na «Final Four», o equilíbrio vai seguramente marcar o desafio desta noite, a julgar pela qualidade dos dois planteis.A entrada da terceira e última jornada da segunda volta da «Final Four», o 1º de Agosto e o Recreativo do Libolo partilham a liderança da série A, com nove pontos, seguidos do Atlético Petróleos de Luanda e Grupo Desportivo Interclube, com seis pontos cada.

BAI Basket
Recreativo do Libolo visita Interclube


Com um percurso semelhante ao do Atlético Petróleos de Luanda na etapa derradeira da 36ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino, a formação do Grupo Desportivo Interclube recebe hoje, a partir das 18h00, no Pavilhão 28 de Fevereiro, em desafio que marca a abertura da terceira e última jornada da segunda volta da «Final Four».A equipa adstrita à Polícia Nacional averbou já quatro derrotas, contra uma vitória, vai procurar alcançar hoje diante de um dos líderes da série A, com nove pontos, a sua segunda vitória nesta etapa da competição.Alberto Babo, técnico principal do Grupo Desportivo Interclube, tem à disposição todas as suas principais unidades.

Apesar de reconhecer o potencial do seu opositor, o técnico mostra-se confiante na conquista dos dois pontos em disputa.«Vamos ter pela frente um dos candidatos à conquista do título nacional, por isso, com o respeito e humildade ao nosso adversário, tudo vamos fazer para conquistar os dois pontos em disputa», assegurou Alberto Babo.Os polícias vão aproveitar o factor casa para vencer o representante da vila de Calulo, que vai apresentar-se esta noite sem o internacional angolano, Carlos Morais, que continua sob cuidados médicos.Os libolenses vão tentar ultrapassar os polícias para se manterem no topo da tabela classificativa da série A da 36ª edição do BAI Basket.Entretanto, a terceira volta da «Final Four» arranca já este sábado, com o Recreativo do Libolo a receber no Complexo do Dream Space, em Viana, o 1º de Agosto, ao passo que o Grupo Desportivo Interclube vai ter a visita do Atlético Petróleos de Luanda.
M.C

NBA /Clippers
Roeser abandona
cargo de direcção


O presidente dos Los Angeles Clippers, Andy Roeser,  deixa por tempo indeterminado o cargo que ocupava há 30 anos, depois de a Liga norte-americana (NBA) ter nomeado um novo director executivo para a equipa. No sábado, a NBA tinha anunciado a nomeação de um director executivo para vigiar o dia-a-dia dos Clippers, na sequência do caso de racismo que levou a liga a banir o dono do clube, Donald Sterling, para sempre. «Isto, dá uma oportunidade ao novo director executivo começar a trabalhar numa folha limpa e para a equipa estabilizar num momento difícil», disse o porta-voz da NBA Mike Bass.

A 29 de Abril, Donald Sterling foi banido para sempre da NBA e multado em 2,5 milhões de dólares devido a comentários racistas. As palavras de Donald Sterling foram profundamente ofensivas e maldosas, e ainda mais, por terem sido proferidas por um proprietário de uma equipa da NBA, aumenta os danos e a minha irritação pessoal», afirmou o comissário da NBA, Adam Silver, em conferência de imprensa. Numa conversa difundida pelo portal norte-americano «TMZ», Sterling pede à namorada para não tornar pública a sua relação com negros e não os leve aos jogos no pavilhão dos Clippers, depois de ela ter publicado no Instagram uma foto em que aparece ao lado de Magic Johnson, antiga estrela dos Lakers.

As palavras do empresário de 80 anos de idade causaram revolta juntos de actuais e antigos jogadores, treinadores e dirigente da NBA e até do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama que condenou o comportamento do dono dos Clippers. Com esta suspensão vitalícia, Sterling está impedido de frequentar jogos e treinos de equipas da NBA, não pode entrar nas instalações dos Clippers e está impossibilitado de tomar qualquer decisão no «franchise». O empresário, dono da equipa de Los Angeles desde 1981, vai ter ainda de pagar 2,5 milhões de euros (cerca de 1,8 milhões de euros). Adam Silver assumiu o lugar de comissário da NBA em Fevereiro deste ano, revelou que vai pressionar Sterling a vender os LA Clippers, «franchise» que está actualmente avaliada em 575 milhões de dólares.

Supremacia
Miami Heat e Spurs
fazem deveres de casa


Os San Antonio Spurs e os Miami Heat entraram nas meias-finais das respectivas conferências como autênticos rolos compressores, aproveitaram o facto de disputarem os primeiros jogos em casa. No Oeste, os texanos pulverizaram os Portland Trail Brazers por 116-93, imitados no Este pelos campeões em título, que despacharam os Brooklyn Nets por 107-86.