Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Petro retempera energias

Melo Clemente - 04 de Abril, 2019

Militares e Petrolferos da capital protagonizam amanh o oitavo clssico referente a poca desportiva 2018/2019

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

Ainda combalidos com a derrota de terça-feira, frente ao Grupo Desportivo Interclube, por 78-93, para o Unitel Basket, os petrolíferos retemperam energias hoje, visando o desafio de amanhã, sexta-feira, a partir das 18h00, no Pavilhão Arena do Kilamba, diante do arqui-rival, 1º de Agosto, em partida a contar para a segunda mão da AfroLiga.
Hoje, quinta-feira, a formação do Eixo-viário, sob liderança do técnico camaronês Lazare Adingono, vai realizar a derradeira sessão de treinos, antes da deslocação ao Pavilhão Arena do Kilamba, onde vai medir forças com o seu arqui-rival, que venceu na primeira mão por 70-57.
Apesar da derrota copiosa diante da equipa adstrita a Polícia Nacional, por 78-93, o técnico da equipa tricolor acredita, que a sua rapaziada vai dar uma resposta positiva amanhã, frente ao Clube Central das Forças Armadas Angolanas, de modos a assegurar o passe para o \"G4\" da antiga Taça dos Clubes Campeões Africanos da \"bola ao cesto\", competição agora designada AfroLiga.
Quatro jogadores da formação do Atlético Petróleos de Luanda continuam sob cuidados médicos.
Tratam-se do experiente base, Domingos Bonifácio,  e dos jovens Rafael Silva, António Deogracio e Manda João.
Consciente das dificuldades que vai encontrar no desafio de amanhã, Lazare Adingono prometeu montar uma equipa que seja capaz de contrapor a avalanche ofensiva da equipa militar.
Childe Dundão e Joaquim Pedro \"Quinzinho\", serão mais uma vez chamados a assumirem a condução do jogo ofensivo dos petrolíferos da capital.
Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Gerson Gonçalves \"Lukeny\" e Leonel Paulo têm sido as unidades em grande destaque na formação tricolor, pelo que devem fazer parte do cinco inicial, para o embate de amanhã.
Por seu turno, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas, que baqueou no último clássico dos clássicos, por 90-99, isto para a primeira mão da Taça de Angola, vai tentar obter a sua quarta vitória sobre o arqui-rival na presente época desportiva, a fim de se manter no \"G4\" da AfroLiga.
Entretanto, os números produzidos pelas duas colectividades na presente época desportiva, mostram claramente um grande equilíbrio, pelo que, o desafio de amanhã, afigura-se difícil para as duas agremiações. Dos sete clássicos disputados até aqui, registaram-se quatro triunfos para o 1º de Agosto, contra três vitórias do Atlético Petróleos de Luanda.
Os militares venceram os petrolíferos da capital por 90-86, 76-74, isto para o Unitel Basket, ao passo que, na primeira mão da AfroLiga, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas havia vencido por 70-57. Na décima edição da Taça Victorino Cunha, prova disputada em 2018, os militares bateram os petrolíferos, por 84-95.
Já os tricolores vergaram os militares para o Unitel Basket, por 80-70 e 90-87, enquanto que, na primeira mão da Taça de Angola, os pupilos de Lazare Adingono bateram os comandados de Paulo Macedo, por 99-90.
Com os números a favorecerem-lhe, a formação do 1º de Agosto parte com os índices motivacionais em alta, para o embate de amanhã, no Pavilhão Arena do Kilamba, recinto que poderá registar uma moldura humana sem precedente, uma vez que estarão em quadra duas das melhores equipas da actualidade, quer a nível doméstico, quer a nível do continente berço da humanidade (África).
Emanuel Quezada, Islando Manuel, Edson Ndoniema, Felizardo Ambrósio \"Miller\", Armando Costa, Andre Horris, Mohamed Malick Cissé, Pedro Bastos, Carlos Cabral, Eduardo Mingas, Mutau Fonseca e Hermenegildo Santos constituem os eleitos de Paulo Macedo, para o oitavo clássico dos clássicos da presente época desportiva.

Inquérito
Luvati preocupado com a morosidade da FAB


António Luvati, árbitro de categoria nacional, está preocupado com a morosidade do Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), que abriu um inquérito contra o director para o basquetebol do Grupo Desportivo Interclube, Joaquim Xavier, em virtude de ter agredido fisicamente o referido juiz.
Em declarações ontem ao Jornal dos Desportos, António Luvati assegurou que o órgão reitor da modalidade no país, abriu a seis de Março último, um inquérito contra o director para o basquetebol da formação adstrita a Polícia Nacional mas, até ao momento, desconhece o desfecho do mesmo.
\"Como sabe, eu sofri uma agressão física no dia 4 de Março, por parte do director para o basquetebol do Grupo Desportivo Interclube, no caso o senhor Joaquim Xavier, e a direcção da federação abriu logo um inquérito mas, a verdade, é que estamos a menos de dois dias para completar  um mês e o desfecho nunca mais saí\", desabafou o árbitro de categoria nacional.
Apesar desta morosidade do Conselho de Disciplina do órgão reitor da modalidade no país, António Luvati mostra-se confiante num desfecho favorável.
\"Demore o tempo que for necessário, espero que o senhor Joaquim Xavier seja exemplarmente punido pelo que fez\", augurou António Luvati.
Entretanto, o Jornal dos Desportos procurou ouvir o secretário-geral da Federação Angolana de Basquetebol, Nelson Sardinha \"Futuro\", mas foi mal sucedido.

NBA
Russel Westbrook iguala marca com mais de 50 anos


O base Russel Westbrook tornou-se, na terça-feira, o segundo jogador na história da liga norte-americana de basquetebol (NBA) a alcançar pelo menos as duas dezenas em três dados estatísticos num encontro.
Para conseguir o primeiro \'duplo-triplo-duplo\' da carreira, Westbrook alcançou 20 pontos, 20 ressaltos e 21 assistências no triunfo dos Oklahoma City Thunder sobre os Los Angeles Lakers, por 119-103.
Antes de Westbrook, apenas Wilt Chamberlain tinha conseguido um \'duplo-triplo-duplo\', quando, em 1968, marcou 22 pontos e conseguiu 25 ressaltos e 21 assistências.
Pela oitava vez na carreira, Westbrook conseguiu pelo menos 15 pontos, 15 ressaltos e 15 assistências, igualando Chamberlain como segundo jogador com mais jogos com esses dados estatísticas, a seis de Oscar Robertson.
Num encontro entre as duas melhores equipas da Conferência Oeste, os campeões Golden State Warriors consolidaram a liderança, ao vencerem os Denver Nuggets, por 116-99.
DeMarcus Cousins, com 28 pontos e 13 ressaltos, foi o melhor do conjunto californiano, com Kevin Durant a conseguir 21 pontos.