Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Petrolíferos ensaiam defesa-ataque

Hélder Jeremias - 15 de Dezembro, 2014

Equipa do Eixo Viário espreita liderança no confronto com Progresso Sambizanga

Fotografia: Nuno Flash

O Atlético Petróleos de Luanda regressa hoje às oficinas do Eixo Viário para a derradeira sessão de treinos com vista o confronto com o Progresso Associação Sambizanga, marcado para amanhã, a parir das 16h00, no pavilhão anexo II da Cidadela Desportiva. O jogo é referente à sexta jornada da 37ª edição do Campeonato Nacional de Basquetebol sénior masculino (BIC Basket).

Os petrolíferos entram como favoritos à vitória e vão aproveitar para rodar os jogadores que o técnico Lazare Andigono está a projectar para as outras fases da competição. O conjunto esteve acossado de lesões e outras questões de foro administrativo que deitaram por terra as pretensões ambiciosas da massa associativa. Contudo, não perde a oportunidade de somar os dois pontos em disputa para ficar no topo da tabela de classificação, liderada pelo 1º de Agosto.

Com um plantel conhecedor da filosofia de jogo, o técnico Lazare Andigono vai dar primazia à componente táctica, com particular realce para as transições rápidas defesa-ataque. No grupo, é notória a evolução física dos atletas Hermenegildo Mbunga, Robertos Fortes, Domingos Bonífácio, Leonel Paulo, Vladmir Ricardino, Joaquim Pedro “Quizinho”, Pedro Bastos e Eduardo Ferreira. Lazare Andigono conta ainda com o base norte-americano Emmanuel Amauris “Manny” Quezada na manobra da equipa.

O atleta evidencia-se como uma aposta acertada para o plantel, a avaliar pelo poder de conversão: acima da média. O jogo de amanhã representa uma soberba oportunidade para o quarteto de atletas recém-chegados à elite da “bola ao cesto” colocar à prova os atributos técnicos. São os casos de  Edson do Rosário, Jason Cain, Joceliano Pessoa e Gerson Gonçalves, atletas que conferem maior número de opções quer em termos defensivos quer no ataque.

Os Sambilas, a ocupar o penúltimo lugar da tabela classificativa, estão conscientes que o adversário responde pelo nome de um dos crónicos candidatos ao título. Porém, avisados de algumas fragilidades no plantel tricolor, pretendem fazer da fraqueza a força para surpreenderem  o adversário. O trabalho de casa está a ser cumprido à letra para não defraudar a sua massa associativa. Noutra partida, o Grupo Desportivo Universidade Lusíada e o Atlético Sport Aviação também estão confinados nas respectivas instalações na projecção do confronto de amanhã, às 16h00, no pavilhão 28 de Fevereiro.
HJ