Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Preparam clássico

Melo Clemente - 12 de Fevereiro, 2015

Felizardo Ambrósio

Fotografia: Jornal dos Desportos

As formações do 1º de Agosto e do Atlético Petróleos de Luanda ultimam os preparativos, com vista  o clássico de amanhã, pontuável para sétima jornada da segunda volta da fase regular da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores, agora designado BIC Basket.Líder incontestável da prova, agora com 31 pontos, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas volta a trabalhar hoje no Pavilhão Victorino Cunha, com o pensamento virado para o embate de amanhã, frente ao arqui-rival, que almeja alcançar a equipa rubro e negra no topo da tabela classificativa da competição.

Com o extremo base, Cedrick Ison, a trabalhar de forma condicionada em virtude da intervenção cirúrgica a que foi submetido ao tornozelo esquerdo, Paulo Macedo vai voltar a ensaiar as estratégias a fim de ultrapassar  os petrolíferos da capital que encerraram o plantel referente à época desportiva 2014/2015, com a contratação do poste João Fernandes, ex-Futebol Clube do Porto. O técnico Paulo Macedo vai poder  contar  com os préstimos do extremo base norte-americano, Roderick Nealy, que tinha  sido dispensado para resolver problemas administrativos, no seu país.

Depois de vencerem os petrolíferos da capital na primeira volta da competição, por 102-74, a equipa militar quer repetir a proeza no Pavilhão Victorino Cunha, a fim de se manter de pedra e cal a liderança da tabela classificativa do BIC Basket.Por seu turno, a equipa do Eixo-viário  conta já com dois desaires na prova, contra o  seu opositor  vai procurar surpreender  o arqui-rival, no reduto deste.

Lazare Adingono, técnico ao serviço do Atlético Petróleos de Luanda, tem todas as suas unidades ao  dispor para o embate, que  pode servir  de ajuste de contas. Os comandados de Lazare Adingono realizam hoje o último acerto, antes da deslocação  ao Pavilhão Victorino Cunha que vai ser o  palco  de mais um clássico dos clássicos da “bola ao cesto”.

Entretanto, o Recreativo do Libolo que ao que tudo indica deu já um safanão  à crise de maus resultados, recebe no Pavilhão do Dream Space, em Viana, a formação do Grupo Desportivo Interclube numa partida de desfecho “imprevisível”, fundamentalmente pela irregularidade dos campeões nacionais em título. A jornada número sete do BIC Basket reserva ainda os encontros: Universidade Lusíada-Progresso Associação do Sambizanga, Atlético Sport Aviação (ASA)-Comité Desportivo da Marinha de Guerra e Futebol Clube Vila Clotilde-Sporting de Benguela.

Afrobasket
Selecção de Cabo Verde discute apuramento


A selecção cabo-verdiana de basquetebol joga hoje e no sábado, na Cidade da Praia, com a Guiné Conacri para  apuramento ao Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket de 2015, prova agendada para  Agosto na Tunísia.A selecção cabo-verdiana, treinada pelo antigo internacional Rodrigo Mascarenhas e constituída maioritariamente por basquetebolistas que militam em equipas internas, está a treinar há vários dias na Cidade da Praia.

Os dois jogos entre as duas selecções da Zona II africana acontecem na capital cabo-verdiana devido à epidemia de Ébola que assola vários países da África Ocidental, sendo  a Guiné Conacri um dos países mais afectados,  aceitou jogar apenas na Cidade da Praia.Quem vencer a eliminatória apura-se directamente para o Afrobasket'2015.

Se conseguir o apuramento, vai ser a quinta participação de Cabo Verde na maior prova de selecções de basquetebol em África, em que a  melhor prestação até agora foi o terceiro lugar e  a respectiva medalha de bronze em 2007, em Angola.Na  primeira participação em 1997, no Senegal, ficou em sétimo, seguido de um nono lugar em 1999, em Angola, um 13º em 2009, na Líbia, e sexto posto em 2013, na Costa do Marfim. Os tubarões martelo ocupam a 54 ª posição no ranking mundial da FIBA e é oitavo a nível africano.