Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Preparao inadequada deixa bi-campes fora do Pr-Olmpico

Melo Clemente - 18 de Novembro, 2019

Cinco nacional mostrou classe no Torneio de Moambique

Fotografia: DR

Com uma preparação atípica, em que o factor tempo foi completamente ignorado, a Selecção  Nacional de basquetebol em seniores feminino falhou o apuramento ao Torneio Pré-Olímpico de Tenerife, Espanha, em Fevereiro de de 2020, prova selectiva aos Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão.
Ao contrário do que o seleccionador nacional, Apolinário Quaresma Paquete havia estabelecido como meta no Torneio de Pré-Qualificação zona africana, que passava pela renovação do cinco nacional, o anúncio da desistência da competição por parte do órgão reitor da modalidade no país, apanhou de surpresa a família da “bola ao cesto, em particular o técnico das bi-campeãs africanas.
Perante o cenário traçado pelo presidente de direcção da FAB, Hélder Martins da Cruz “Maneda”, que na última quinzena de Outubro havia renunciado o  cargo, a direcção do Grupo Desportivo Interclube num gesto de aplaudir, decidiu colocar à disposição da Selecção Nacional doze milhões de kwanzas, para que o combinado nacional pudesse participar da referida competição que ontem encerrou em Maputo, capital moçambicana.
Em face disso, Apolinário Quaresma Paquete foi obrigado a apresentar uma selecção de recurso, já que faltavam exatamente sete dias para o arranque do Torneio de Pré-Qualificação zona africana.
Entretanto, apesar das peripécias, as bi-campeãs partiram para esta competição com o propósito de dignificarem as cores da bandeira nacional.
E contra todas as expectativas, na ronda inaugural do Grupo B, o cinco nacional colocou em sentido as actuais vice-campeãs africanas (Senegal), com que perdeu por escassos quatro pontos (71-75).
Depois da copiosa derrota, por 54-88, nos quartos-de-final no Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, do ano em curso, prova disputada em Dakar, nada fazia crer que o cinco nacional pudesse bater-se de igual para igual com as senegalesas.
Aliás, o triunfo da selecção do Senegal foi obtido bem na ponta final, depois do combinado nacional ter liderado a marcha do marcador durante 37 minutos.
Fruto do desgaste físico, as pupilas de Apolinário Quaresma Paquete apareceram sem o poder ofensivo e a coesão defensiva, demonstrado no desafio frente ao Senegal, tendo o cinco nacional averbado mais um desaire, desta frente ao Mali, medalha de bronze do último Afrobasket, por 45-65.
A derrota diante das malianas acabou por afastar o cinco nacional das meias-finais e, consequentemente, da luta pelo passe de acesso ao Torneio Pré-Olímpico de Tenerife. Nas duas partidas que disputou, a Selecção Nacional marcou 116 pontos, o que representa uma média de 58 pontos anotados por cada desafio, tendo sofrido 140, obtendo por isso, uma média de 70 pontos sofridos em cada encontro.
As bi-campeãs africanas ocuparam a cauda da tabela classificativa do Grupo B, com dois pontos, fruto de duas derrotas em igual número de partidas.
Senegal e Mali ocuparam os dois primeiros lugares, com quatro e três pontos, respectivamente.

Desistência
Ausência da RDC mancha competição


A desistência da vizinha República Democrática do Congo, a última hora, acabou por manchar a competição, que ficou reduzida a apenas cinco selecções.
Inserida no Grupo A, juntamente com o país anfitrião, Moçambique, e Nigéria, actual campeã africana, a RDC decidiu não participar da prova, depois de ter reconfirmado a sua chegada à Maputo junto do Comité Organizador do Torneio de Pré-Qualificação zona africana.
Em face desta desistência, as selecções de Moçambique e da Nigéria qualificaram-se automaticamente para as meias-finais sem terem realizado qualquer partida.
Já com o apuramento assegurado para as meias-finais, moçambicanas e nigerianas defrontaram-se na fase preliminar apenas para a definição do líder do Grupo A, cuja vitória sorriu para a Nigéria, por 57-48.
O Torneio de Pré-Qualificação zona africana que ontem encerrou na capital moçambicana, Maputo, com a disputa das meias-finais, contou com a participação de cinco selecções, nomeadamente, Angola, Senegal, Mali, Nigéria e Moçambique, respectivamente.