Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Puna sugere Lazare para seleccionador

11 de Janeiro, 2016

Lazare Adingono é apontado para treinador da Selecção Nacional na óptica de Puna Victoriano antigo poste internacional

Fotografia: José Cola

O antigo poste internacional angolano, Justino "Puna" Victoriano, apontou o técnico camaronês Lazaré Adingonó, seja opção para a selecção nacional que este ano disputa o torneio pré -olimpico. Puna Victoriano fez a sugestão durante a entrevista à Angop, quando vaticinava um triunfo do Petro, no Bic Basket, cuja edição 2016 começou na sexta-feira.

Para o segundo dos três irmãos Victoriano, que marcaram o basquetebol nacional, o actual técnico do Petro de Luanda via a sua posição reforçada caso conquiste de novo o campeonato nacional. “(…) O Petro de Luanda tem tudo para discutir o título, e a partir daí, (há que) ter a coragem de colocar o camaronês à frente dos destinos da selecção”, disse.

Para sustentar a posição, apontou as virtudes de Adingonó: “Acho que sim, está aqui há algum tempo, conhece os jogadores, a cultura e o basquetebol angolano em si. Aliás ele trouxe de volta o basquetebol característico de Angola, que é a harmonia, força, e o jogo rápido”.O último seleccionador nacional foi o espanhol Moncho Lopez durante o Afrobasket2015, na Tunísia.

A Federação deve indicar proximamente o técnico que vai conduzir a selecção no torneio pré -olímpico de acesso aos Jogos do "Rio2016". O camaronês -americano Lazaré Adingonó, nascido a 1 de Novembro de 1978, em Yaoundé, dirige o Petro de Luanda desde 2012 , com quem arrebatou os títulos continental e angolano em 2015.

Antes foi seleccionador camaronês entre 2007 e 2009, disputou uma final do Afrobasket em Luanda, derrotado por Angola liderada por Alberto de Carvalho "Ginguba". Puna Vitoriano fez a carreira no Petro de Luanda e nas selecções de Angola e foi o primeiro dos três irmãos a retirar-se, em 2004, depois de jogar na NCAA em representação da universidade UTEP do Estado do Texas (2001-2003).

Nos seus registos tem um título africano de sub-22, dois Afrobaskets e uma medalha de bronze. Integrou a equipa nacional nos Jogos Olímpicos de Atlanta1996, onde partilhou a quadra com os seus dois irmãos (Edmar e Ângelo).