Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Quezada desembarca em Setembro

Juscelino da Silva - 24 de Agosto, 2019

Base militar foi fundamental na conquista da Afroliga

Fotografia: Contreiras Pipa| Edies Novembro

O base norte-americano Emanuel Quezada vai desembarcar em Luanda, na primeira semana de Setembro, para integrar nos trabalhos de pré-época da equipa sénior masculina de basquetebol do 1º de Agosto. A informação foi avançada pelo treinador principal, Paulo Macedo.
Emanuel Quezada e o poste Eduardo Mingas foram determinantes na conquista da AfroLiga. O base encontra-se de férias na sua terra de origem, a República Dominicana, e deve juntar-se ao grupo para ensaiar as estratégias a imprimir na época 2019/2020.
Os militares já começaram a projectar a nova época desportiva. O primeiro dia de trabalho dos vice-campeões ficou marcado pelas ausências de seis atletas que continuam a gozar as suas férias. Trata-se dos bases Armando Costa, Carlos Cabral e Hermenegildo Santos, os extremos Pedro Bastos e Islando Manuel, e o poste Felizardo Ambrósio.
Para esta semana estão agendados exercícios físicos nos ginásios, depois dos exames médicos numa das unidades hospitalares de Luanda. Os trabalhos de campo começam após a conclusão de obras de restauro do pavilhão Victorino Cunha.
As primeiras quatro semanas de preparação vão definir a qualidade de jogo a apresentar ao longo da época. Os objectivos dos vice-campeões são as conquistas de todas as competições inscritas no calendário de competições, mormente, a Supertaça, campeonato nacional, Taça de Angola e o Torneio de Maputo.
Até o momento, os militares só garantiram os préstimos do poste Teotónio Dó. A direcção do 1º de Agosto está a negociar com um jogador da posição zero-quatro ou zero-cinco para reforçar o sector que preocupa Paulo Macedo. O timoneiro garantiu que as negociações decorrem a bom ritmo. Nos próximos dias, o clube vai anunciar a contratação do jogador que vai fechar o plantel para a época 2019/2020.
Os campeões da AfroLiga aguardam pela notificação da Fiba-África quanto à participação na Africa Ball League, uma competição financiada pela NBA. Paulo Macedo disse que, caso a sua equipa não participe do torneio, vai ser \"uma grande injustiça e a ausência dos militares desprestigia a competição\".
Paulo Macedo assegurou, por outro lado, que a nova época desportiva vai ser \"muito difícil\".
\"As equipas reforçaram bem os plantéis com entradas de jogadores de muita qualidade técnica. O timoneiro descarta as saídas de jogadores e espera vencer todas as competições.