Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Quezada pode estrear hoje

Melo Clemente - 05 de Novembro, 2016

Nova aquisição do Clube Central das Forças Armadas Angolanas quer triunfar com a sua nova equipa

Fotografia: Santos Pedro

A formação do 1º de Agosto faz hoje a sua estreia no torneio de apuramento à fase final da Taça dos Clubes Campeões Africano de basquetebol em seniores masculino, quando defrontar a partir das 17h00, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, a similar do Recreativo do Libolo, em partida referente à segunda jornada da competição, desafio que pode marcar a estreia do dominicano naturalizado norte-americano, Emanuel Quezada, base que "abandonou" a equipa tricolor para representar o conjunto rubro e negro.

Quezada, que chegou a Luanda na última quinta-feira, depois de cumprir as merecidas férias, juntou-se ao grupo de trabalho liderado pelo técnico espanhol, Ricard Casas, foi sem sombras de dúvidas uma das principais atracções da sessão de treinos da tarde.Depois de terem perdido frente aos libolenses, na oitava edição do torneio Victorino Cunha, por 57-78, prova que visa homenagear a figura do antigo seleccionador nacional de basquetebol em seniores masculino, os militares vão entrar no desafio de logo mais com algumas cautelas, por formas a não serem surpreendidos novamente.

Curiosamente, foi num dia como hoje (dia 5) mas do mês de Outubro, que o Clube Central das Forças Armadas Angolanas perdeu por expressivos 21 pontos de diferença (78-57).

Ontem, Ricard Casas aproveitou o dia de folga para limar as últimas arestas, tendo em vista o prélio de mais logo, que se afigura de extrema importância para os dois contendores que vão em busca do apuramento a fase final da Taça dos Clubes Campeões Africano, prova a decorrer de 07 a 19 de Dezembro próximo, no Cairo, capital do Egipto.

Depois de ter fracassado na edição anterior, competição vencida pelo Atlético Petróleos de Luanda, os militares estão apostados em conseguir a qualificação e posteriormente lutar no sentido de alcançar o nono título africano.

O Clube Central das Forças Armadas lidera lidera o ranking da Taça dos Clubes Campeões Africanos, com oito troféus arrebatados.

A equipa militar poderá tirar partido de um eventual desgaste físico do Recreativo do Libolo, que ontem defrontou o Atlético Petróleos de Luanda, para a primeira jornada do torneio de apuramento que termina amanhã, com a disputa do clássico dos clássicos: 1º de Agosto-Petro.

Tariq Kirksay, Joaquim Gomes "Kikas", Armando Costa, Hermenegildo Santos, Islando Manuel, Mohamed Malick Cissé, Francisco Sousa, Edson Ndoniema e Felizardo Ambrósio são os principais protagonistas no prélio desta tarde.

Entretanto, no seio do Recreativo do Libolo, o pensamento está virado para a vitória, apesar de reconhecer o potencial da equipa rubro e negra, actual campeã nacional.

Hugo López, técnico espanhol ao serviço do representante da vila de Calulo, não escondeu o desejo de voltar a vergar os militares, desta para o torneio de apuramento, prova que vai definir os dois embaixadores da zona VI para a fase final da Taça dos Clubes Campeões Africano da "bola ao cesto".

Clinicamente,a equipa respira saúde, pelo que, o técnico Hugo López vai poder contar com todas as suas unidades, nomeadamente, Olímpio Cipriano, Eduardo Mingas, Roberto Fortes, Valdelicio Joaquim, Milton Barros, todos internacionais angolanos, para além dos norte-americano Jekel Foster e Andre Horris.


Decisão
Interclube lidera comissão de gestação da APBL


O Grupo Desportivo Interclube, na pessoa de António Rebelo, vai dirigir a Comissão de Gestão da Associação Provincial de Basquetebol de Luanda (APBL), até a realização do novo pleito eleitoral para o quadriénio 2016/2020. A decisão saiu ontem da Assembleia-geral extraordinária, organizada pelos clubes da capital, que visou destituir o elenco de Leonor Ceita José da Costa de Almeida.

Para além de revogar os actos praticados pela Comissão Eleitoral e da Mesa da Assembleia-geral, destituição do actual elenco da Associação, destituição da Comissão Eleitoral, nomeação de uma Comissão administrativa que vai conduzir os destinos da associação até a eleição dos novos corpos gerentes à luz da Lei das Associações Desportivas, os clubes da capital elegeram uma nova Comissão Eleitoral, presidida por Baptista Moscavide, que tem como coadjuvantes Rui do Amaral Gougel (secretário) e David Oliveira, escrutinador.

No dia 9 do mês em curso, a nova Comissão Eleitoral vai receber as pastas da anterior comissão, na presença de um responsável da direcção provincial do Ministério da Juventude e Desporto.

Os candidatos (Carlos Júlio e Leonor de Almeida) vão apresentar as respectivas listas no dia 12 de Novembro, altura em que arranca igualmente a campanha eleitoral. O dia 16 foi reservado para reflexão, ao passo que o acto eleitoral acontece a 18 do mês em curso.A divulgação dos resultados provisórios acontece igualmente no dia 18, ao passo que o período de reclamações acontece no dia 19.A divulgação definitiva dos resultados do pleito eleitoral são conhecidos no dia 21, segundo apurou o Jornal dos Desportos junto da nova comissão eleitoral.        

                               
Reacção
Conclave satisfaz
vontade dos clubes


As resoluções saídas ontem da Assembleia-geral extraordinária dos clubes de Luanda, acto que decorreu numa das salas de reuniões da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), sita no Complexo da Cidadela Desportiva, deixou satisfeito as direcções das mais variadas agremiações desportivas.Em declarações aos Jornal dos Desportos, o vice-presidente para o basquetebol do Clube Central das Forças Armadas Angolanas, José Moniz, afirmou "que a realização da Assembleia-geral extraordinária veio colocar termo às anomalias que se verificaram durante todo o processo eleitoral que conduziu a vitória do elenco de Leonor de Almeida".

"Nós reunimos hoje (ontem), porque havia uma série de situações no processo eleitoral anterior que não estávamos de acordo, e neste encontro procuramos colocar o comboio nos carris. Assim é que revogamos o acto eleitoral do dia 20 de Outubro, destituímos a Comissão Eleitoral anterior, assim como o elenco da Associação. Criamos uma nova comissão para conduzir um novo processo eleitoral que acontece no dia 18 do mês em curso", revelou José Moniz.

Ao finalizar, o vice-presidente para o basquetebol da equipa militar mostrou-se regozijado pelo facto da vontade dos nove clubes ter prevalecido.
"A grande ideia que fica é que finalmente os clubes acabaram por assumir as suas responsabilidades naquilo que é a gestão do basquetebol em Luanda. Daqui para frente, acho que as associação deixará de marginalizar os clubes".     
M.C