Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Recreativo do Libolo em situação dificil

Melo Clemente - 02 de Fevereiro, 2015

Dupla derrota dos campeões africanos marcou o último fim-de-semana do Campeonato Nacional de basquetebol

Fotografia: Santos Pedro

A situação da formação do Recreativo do Libolo na tabela classificativa da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, agora designado BIC Basket, continua cada vez mais difícil, quando restam seis jornadas para o termo da segunda volta da fase regular da aludida competição.

 A crise dos campeões nacionais agudizou-se ainda mais na última semana, quando consentiu duas derrotas consecutivas, diante da modesta equipa da Universidade Lusíada, conjunto treinando agora por Raul Duarte, antigo técnico do grémio de Calulo, e do 1º de Agosto.

Com um conjunto de longe superior ao da  Universidade Lusíada, quer em termos de valores individuais e colectivas, quer em termos de orçamento, os pupilos de Norberto Alves não foram capazes de ultrapassar os universitários, consentido uma derrota por 81-87.

E para não variar, o Recreativo do Libolo, que conta já com os préstimos de Braúlio Morais, voltou a claudicar no último sábado, diante da poderosa equipa do Clube Central das Forças Armadas Angolanas, por 75-54. Com este desaire, os libolenses somaram a quinta derrota na fase regular da 37ª edição do campeonato Nacional da "bola ao cesto", sendo por isso, a pior campanha de todos os tempos dos campeões nacionais.

Desde que começou a disputar o prova maior da "bola ao cesto", isto em 2008, o Recreativo do Libolo não realizou uma campanha tão paupérrima na fase regular do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos. Quando restam seis jornadas para o termo da segunda volta da fase regular da 37ª edição do BIC Basket, os campeões africanos ocupam o modesto sexto lugar na tabela classificativa, agora com 17 pontos.

Assim sendo, o representante da vila de Calulo vê-se forçado a regressar o mais urgentemente possível a senda das vitórias, sob pena de se ver arredado do grupo das seis equipas que vão disputar o título de edição 37 do BIC Basket, que tem agora no comando isolado a equipa do 1º de Agosto, com 27 pontos, contra 26, do Atlético Petróleos de Luanda.

O técnico português ao serviço da formação do Recreativo do Libolo, Norberto Alves, continua a queixar-se do desgaste físico da sua rapaziada para justificar a campanha menos conseguida até aqui da sua colectividade.

Entretanto, Carlos Morais e Olímpio Cipriano apesar de estarem já a fazer trabalhos de campos, a estreia dos mesmos à competição continua no segredo dos deuses. E para agravar ainda mais a situação, o poste Eduardo Mingas, outra referência da equipa, tem estado em sub-rendimento.

BIC Basket
Aviadores surpreendidos em Benguela


A dupla jornada do último fim-de-semana da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos foi fértil em surpresas.
Para além da dupla derrota do Recreativo do Libolo e do desaire do Atlético Petróleos de Luanda que somava triunfos atrás de triunfos, o Atlético Sport Aviação (ASA), de Carlos Dinis baqueou diante do Sporting de Benguela, nas terras das Acácias Rubras, por 94-102.

Depois de ter vencido na ronda anterior o Futebol Clube Vila Clotilde, por 78-52, em partida referente a terceira jornada da segunda volta da fase regular, os pupilos de Carlos Dinis viram-se impotentes para suplantar a sempre aguerrida equipa do Sporting de Benguela. Já os petrolíferos da capital que tem sido "levado" pelo base Emanuel Quezada viu terminado o ciclo de vitórias, diante do Grupo Desportivo Interclube, com quem perdeu por 85-99, em pleno Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva.

A turma da Polícia que na primeira volta havia perdido, no Pavilhão 28 de Fevereiro, por uma margem de 19 pontos de diferença, conseguiu alcançar a tão almejada desforra. Das chamadas equipas grandes, a equipa militar foi a única que justificou tal estatuto na dupla ronda do fim-de-semana, valendo-lhe por isso, a liderança isolada no BIC Basket, com 27 pontos.

NBA
Raptors bate Wizards

O Toronto Raptors venceu na noite do último sábado o Washington Wizards, do extremo brasileiro Nenê, por 120 -116, numa grande noite do base Kyle Lowry que converteu 23 pontos. Os Raptors (33-15) somaram seis vitórias seguidas e se asseguraram o primeiro lugar da Divisão do Atlântico, empatando a sua melhor sequência de vitórias na temporada.

Os Wizards (31-17) somaram duas derrotas seguidas e está em segundo na Divisão Sudeste. Nenê, jogando como titular, marcou 16 pontos em 38 minutos de jogo ao converter seis de 12 arremessos de quadra, quatro de seis lances livres, pegou quatro ressaltos, deu duas assistências.

O base John Wall marcou 28 pontos e foi o cestinha da equipa de Washington. Entretanto, os Hawks continuam imbatíveis. A formação de Atlanta venceu na noite de sábado os Philadelphia 76ers, por 91-85, e somou a sua 19.ª vitória consecutiva, entrando para a história da NBA com o melhor mês de Janeiro de sempre, com 17 triunfos.

A última derrota dos Atlanta Hawks aconteceu ainda em Dezembro de 2014. O basquetebolista natural da República Dominicana, Al Horford, esteve em destaque na formação de Atlanta, com 23 pontos e 11 ressaltos.