Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Representantes africanos chumbam na jornada inaugural da competio

Melo Clemente - 02 de Setembro, 2019

Nigria, com 77 pontos marcados, e Tunsia, com 62, foram as seleces mais concretizadoras.

Fotografia: Dr

Os cinco representantes do continente africano baquearam na primeira jornada da 18ª edição do Copa do Mundo, competição que hoje, segunda-feira, faz disputar a segunda jornada da aludida prova, referente aos grupos A, B, C e D, respectivamente. Tratam-se de Angola, Costa do Marfim, Tunísia, Senegal e Nigéria.
Entretanto, das cinco selecções acima referenciadas, apenas a Nigéria e a Costa do Marfim conseguiram evitar a chapa cem. Os nigerianos, que ocupam o sensacional sétimo lugar no ranking, chegaram a pregar um susto ao seleccionado da Rússia, que teve que se aplicar a fundo para vencer os actuais vice-campeões africanos, por 82-77.
Por seu lado, a Costa do Marfim perdeu diante da república Popular da China, por 55-70, num prélio onde os costa-marfinenses foram completamente inferiores.
ANGOLA que disputa o seu oitavo Mundial, depois da estreia em 1986, na Espanha, foi copiosamente batido pela forte Sérvia, por expressivos 59-105, sendo por isso, a derrota mais dilatada entre os \"embaixadores\" do continente berço da humanidade (África).
A Tunísia, do categorizado técnico Mário Palma, sucumbiu diante da similar de Espanha, campeã mundial de 2006, por 62-101, ao passo que o Senegal perdeu frente a congénere da Lituânia, por 47-101.
Senegal, Costa do Marfim e Angola foram as selecções que menos pontos marcaram na ronda inaugural da competição, com 47, 55 e 59, respectivamente.
Nigéria, com 77 pontos marcados, e Tunísia, com 62, foram as selecções mais concretizadoras.