Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco jnior ganha atletas

Melo Clemente - 13 de Julho, 2016

Extremo poste Bruno Fernando esteve em grande plano durante a disputa do torneio pr-olmpico de Belgrado

Fotografia: AFP

Sílvio Sousa e Bruno Fernando,  ambos extremos postes, podem reforçar a  Selecção Nacional de basquetebol masculino de sub-18, que de 22 a 31 do mês em curso compete no Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, em Kigali, capital do Rwanda, segundo apurou o Jornal dos Desportos de uma fonte federativa.

Os atletas acima referenciados competiram recentemente no torneio pré-olímpico de Belgrado, Sérvia, prova selectiva aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro,  de 5 a 21 de Agosto próximo, participaram  ontem num amistoso frente ao seleccionado de Espanha, que projecta a sua participação nos Jogos do Rio de Janeiro.

De acordo com a nossa fonte, o seleccionador nacional de sub-18, Manuel Silva "GI", técnico campeão africano de sub-16, tenciona levar os dois atletas para o africano de Kigali.
"De facto, existe a pretensão, por parte do seleccionador nacional Manuel Silva "Gi". Os atletas fizeram um bom torneio pré-olímpico e seria bom que eles reforçassem este grupo que vai competir no Afrobasket de Kigali. Os próximos dias serão decisivos relativamente à integração ou não de Sílvio Sousa e Bruno Fernando", asseverou a nossa fonte.

Manuel Silva "Gi" conta nesta altura com quatro atletas que sagraram-se campeões africanos de sub-16, em 2013, designadamente, Milton Valente, Cristiano Xavier, Play Cabanga e Teodoro Hilário respectivamente.

Em face dos constrangimentos financeiros que o país atravessa, devido a queda do preço do barril de petróleo no mercado internacional, o combinado nacional viu-se privado de realizar um estágio pré-competitivo no exterior do país. O combinado nacional montou o seu quartel general no Pavilhão Anexo número dois da Cidadela, em Luanda, onde projecta com todos os cuidados a participação no Afrobasket de Kigali, no Rwanda. Os comandados de Manuel Silva "Gi" efectuaram já  seis jogos de controlo, números que podem subir, antes de realizarem a viagem para o palco da competição.

O Jornal dos Desportos apurou que o grupo deve seguir viagem nos dia 19 ou 20,  para o palco do africano. Hoje, quarta-feira, a Selecção Nacional volta a realizar a partir das 9h30 minutos mais uma sessão de treinos, no Pavilhão Anexo número dois, da Cidadela Desportiva.

Eis a lista dos 14 atletas que procuram um lugar na lista dos 12 que seguem viagem  para Kigali: Milton Valente, Cristiano Xavier, Play Cabanga, Teodoro Hilário, Childe Dundão, Ismael Monteiro, Geraldo Santos, Délcio Sebastião, Cristiano Gomes, Tárcio Domingos, Glofacto Buima, Jonatão Njungo, Gerson Varanda e Solime Teboxito.

NACIONAL FEMININO
Militares e polícias estão próximos da final

As formações do 1º de Agosto e do Grupo Desportivo Interclube podem assegurar hoje o passe de acesso  à final da 31ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores feminino, em caso de vitórias sobre o Grupo Desportivo O Maculusso e  Inter de Benguela, partidas referentes aos play-off  das meias-finais da aludida competição, a melhor de três.

Depois de terem vencido ontem, na primeira partida, jogo disputado no Pavilhão 28 de Fevereiro, as duas melhores equipas da actualidade do país e do continente berço da humanidade, podem confirmam hoje o apuramento à final da 31ª edição do Campeonato Nacional, a ser jogado a melhor de cinco partidas. O 1º de Agosto derrotou o Maculusso, por 78-39, ao passo que o Interclube vergou o Inter de Benguela, por 55-48, após prolongamento (45-45)

Mesmo desprovido de duas das suas melhores unidades, Sónia Guadalupe, extremo poste, e Fineza Eusébio, base, atletas que continuam sob cuidados médicos, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas  apresenta-se como principal favorito à passagem para a final.

A jogar em casa, as pupilas de Jaime Covilhã procuram alcançar esta noite mais uma vitória, evitam deste modo, uma provável finalíssima, em caso de triunfo da formação forasteira.

Com maior ou menor dificuldade, as militares  garantem mais uma presença na final do "Nacional", a julgar pela qualidade do seu plantel, de longe superior ao da formação do Grupo Desportivo O Maculusso, agora sob liderança do técnico Fernando Sapalo, ex-Interclube.

Entretanto, o mesmo pode dizer-se da formação do Grupo Desportivo Interclube, que tem pela frente a sua confrade de Benguela, conjunto que ainda não logrou vitória na competição. Apolinário Paquete deve aproveitar mais vez para colocar as atletas menos utilizadas na prova,  em atenção a disputa da final, em que tem pela frente a rival, 1º de Agosto.
M.C


NBA
Poste Tim Duncan
anuncia retirada


O poste Tim Duncan anunciou a reforma do basquetebol aos 40 anos. Apontado por especialistas como um dos maiores jogadores da história da NBA, o veterano jogador actuou profissionalmente, por 19 temporadas, todas pelo San Antonio Spurs.

Tim Duncan estava nos Spurs, desde 1997, quando foi seleccionado como a primeira escolha do draft. E, a sua chegada revolucionou a história da franquia, que obteve cinco títulos e chegou aos play -off em todas as temporadas desde então.

A primeira das conquistas, em 1999, foi ao lado do lendário veterano David Robinson. Os outros quatro títulos (2003, 2005, 2007 e 2014) vieram numa parceria vitoriosa com o francês Tony Parker e o argentino Manu Ginobili, formavam um trio recordista de vitórias na fase regular (575) e nos play -off (126).

Nestes 19 anos de carreira na NBA, Duncan ultrapassou a marca de mil vitórias, apenas o terceiro da história a conseguir tal feito. Com uma mesma equipa, ele é o único a ter a marca.

Ele ainda foi eleito, por duas vezes, o melhor jogador (MVP) da temporada regular e em três oportunidades das finais. Duncan também esteve no All-Star Game 15 vezes.
Duncan  actuou pela selecção dos Estados Unidos, conquistou a medalha de bronze na Olimpíada de Atenas-2004. Ainda ajudou a equipa norte -americano a conquistar o título dos Pré-Olímpicos de 1999 e 2003.

NBA
Astro dos Warriors
preso por agressão


O extremo poste Draymond Green, astro do Golden State Warriors e jogador da selecção norte-americana de basquetebol que vai disputar os Jogos Olímpicos do Rio-2016, foi preso no domingo, por agressão, na cidade de East Lansing, estado de Michigan (EUA).

À emissora americana ESPN, a polícia de East Lansing deu alguns detalhes do ocorrido. "Confirmamos que Draymond Green foi preso, por agressão, no nosso distrito, na madrugada de domingo, por volta das 2h30. A vítima era um homem. Basicamente foi uma luta entre os dois. Não houve feridos e ele foi libertado sob uma fiança de Usd 200", disse um membro do departamento de informação pública.

Agora, o atleta de 26 anos, tem dez dias para voltar a East Lansing e responder à acusação. Ainda não há data marcada para o julgamento. Se for considerado culpado, Green pode ser condenado até 93 dias de prisão e pagar uma multa máxima de Usd 500.

Nesta segunda-feira (11), o Golden State Warriors divulgou um comunicado oficial que afirma que está a par da situação do seu jogador.
"Nós estamos cientes  das notícias que envolvem Draymond Green, em Michigan, no final de semana.