Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco Nacional perde com a Espanha no estgio

Melo Clemente - 11 de Agosto, 2014

Armando Costa vai mais uma vez conduzir as aces ofensivas do combinado nacional que amanh defronta a seleco do Canad

Fotografia: M.Machangongo

A Selecção Nacional de basquetebol em seniores masculinos perdeu ontem em Sevilia com a Espanha, por 70-79, numa partida enquadrada no âmbito da preparação dos dois conjuntos, que preparam a fase final da 17ª edição do Campeonato do Mundo, prova a decorrer de 30 deste mês a 14 de Setembro.Sem duas das suas principais unidades, que continuam sob cuidados médicos, Carlos Morais e Olímpio Cipriano, a Selecção Nacional conseguiu, em algumas etapas de jogo, dificultar as acções ofensivas dos espanhóis, que estiveram na sua maior força, com principal realce para os irmãos Gasol, além de Juan Carlos Navarro, Ricky Rubio, Serge Ibaka e Rudy Fernandes.

Apesar da derrota, o seleccionador nacional, Paulo Macedo, mostrou-se satisfeito com a postura dos seus pupilos, que aos poucos se vão aproximando da forma desportiva. A diferença pontual (nove) atesta perfeitamente as dificuldades que a selecção de Espanha teve para vergar a congénere de Angola, que já vai no seu terceiro jogo de controlo visando a fase final da 17ª edição do Campeonato do Mundo de Espanha.Depois de ter perdido de forma copiosa diante da forte selecção do Brasil, por 60-98, no Brasil, os campeões africanos melhoram significativamente na partida seguinte com a Argentina, com a qual perderam por 77-86 e, para não variar, ontem, já em terras espanholas, o cinco nacional mostrou a ascensão de forma, ao baquear por 70-79. 

Amanhã, a Selecção Nacional volta a entrar em cena na cidade de Granada, quando defrontar a selecção do Canadá, naquele que vai ser o quarto teste do combinado nacional, que está fortemente apostado na passagem para a fase seguinte do Campeonato do Mundo.O seleccionador nacional, Paulo Macedo, poderá já contar com os préstimos de Carlos Morais, MVP (Jogador Mais Valioso) da última edição do Campeonato Africano das Nações da Costa do Marfim, em 2013, e Olímpio Cipriano, duas unidades fundamentais no jogo ofensivo do cinco nacional. De acordo ainda com o programa de preparação, a Selecção Nacional vai disputar um Torneio Internacional na Sérvia, antes de regressar ao país, no dia 22,  para disputar o Torneio Internacional Arquitecto da Paz, competição que vai encerrar o ciclo de preparação dos campeões africanos. 

Angola figura no Grupo D, com sede na cidade de Las Palmas, nas Canárias, ao lado das selecções da Lituânia, Eslovénia, Coreia do Sul, México e Austrália. A Espanha, país anfitrião do Campeonato do Mundo, faz parte do Grupo A, juntamente com Egipto, Irão, Sérvia, França e Brasil. As selecções da Argentina, Senegal, Filipinas, Croácia, Porto Rico e Grécia estão inseridas no Grupo B, ao passo que Estados Unidos, Finlândia, Nova Zelândia, Ucrânia, República Dominicana e Turquia no grupo C. Os Estados Unidos são os actuais campeões do mundo.

Africano
Sub-18 falham pódio


A Selecção Nacional de basquetebol masculina de Sub-18 perdeu ontem em Antananarivo, capital do Madagáscar, por 65-75, diante do Mali, para as classificativas do terceiro e quarto lugares do Campeonato Africano das Nações da categoria, falhando deste modo o pódio.Depois de ter perdido nas meias-finais no sábado, frente à Tunísia, por 57-61, os pupilos de Carlos Dinis não conseguiram ontem, no Palácio dos Desportos, evitar novo desaire, desta vez frente à selecção do Mali.

Tal como se esperava, a Selecção Nacional entrou melhor na partida, ao contrário do seu opositor, tendo os comandados de Carlos Dinis vencido o quarto inicial por 25-19.Incompreensivelmente, a apatia tomou conta dos jogadores angolanos nos quartos subsequentes, tendo a selecção do Mali dominado por completo o desafio.Os malianos conseguiram os períodos subsequentes por 14-11, 24-14 e 15-18, perfazendo o resultado final em 65-75.Gerson da Silva Domingos destacou-se novamente como o melhor marcador da partida, com 19 pontos, contra 16 do seu companheiro de equipa Jerson Gonçalves.

Apesar do pouco tempo de preparação, o seleccionador nacional, Carlos Dinis, tinha traçado como meta o pódio no Campeonato Africano das Nações de Antananarivo.Ainda ontem, para as classificativas do quinto e sexto lugares, a selecção de Moçambique bateu o Benin, por 72-63. Tunísia e Egipto disputaram o anel continental mas, até ao fecho da nossa edição, desconhecíamos o resultado final. Angola vai competir na última quinzena deste mês no Egipto, no Campeonato Africano das Nações de Sub-18, no sector feminino.            
M.C

Mundial do Dubai
Selecção Nacional procura segunda vitória


Refeito da pesada derrota frente aos Estados Unidos, por 56-99, a Selecção Nacional masculina de Sub-17 procura alcançar hoje a sua segunda vitória no Campeonato do Mundo da categoria, que decorre no Dubai, quando defrontar, a partir das 16h30, a congénere da Grécia, em partida a contar para a última jornada do Grupo A da fase preliminar.Ontem de manhã, o seleccionador nacional, Manuel da Silva “Gi” realizou um treino baseado na recuperação física, ao passo que à tarde efectuou um passeio turístico. Esta manhã, a Selecção Nacional realiza o último treino, antes do embate diante da forte selecção da Grécia que, na ronda anterior, bateu as Filipinas por 85-65.

Apesar de reconhecer o potencial dos gregos, o seleccionador nacional não escondeu o desejo de vencer a partida de logo.“É um adversário extremamente forte. Depois da pesada derrota frente aos Estados Unidos, estamos preparados para jogador de igual para igual com a Grécia. Nós também temos o nosso valor e vamos procurar dar o nosso melhor durante os 40 minutos”, asseverou Manuel da Silva “Gi”, que tem como adjunto Miguel Lutonda, antigo internacional angolano. Ainda para o Grupo, os Estados Unidos defrontam a modesta selecção das Filipinas, que em duas partidas somou igual número de derrotas.

Para o Grupo B, o Japão mede forças com a França e o Canadá defronta a Austrália. A China joga diante do Egipto, representante do continente africano que ainda não logrou qualquer triunfo, para o Grupo D, e para a conclusão da jornada, a Argentina defronta a Sérvia. A Itália defronta a Espanha para o Grupo C, que compreende ainda a partida Porto Rico-Dubai.                                
   M.C

Decisão
Manu Ginobili
deixa selecção


O extremo base Ginobili, estrela da selecção argentina de basquetebol, pode não voltar a jogar pela Argentina. Em entrevista ao jornal argentino “La Nación”, o atleta revelou que a probabilidade de não regressar mais a equipa do seu país é de 98 por cento. “Se tivesse jogado este Mundial, garanto que tinha sido o último. Hoje, digo que tenho 98 por cento de certeza que não jogo mais pela selecção. Sinto, e sempre vou sentir-me, a retirar da equipa”, sublinhou.

Ginobili não está entre os seleccionados da selecção argentina para competir no Campeonato do Mundo de Espanha, porque a sua equipa da NBA, os Spurs, não autorizou o jogador a deixar a equipa para defender a Argentina, devido à recuperação de uma lesão na perna direita do atleta.Ginobili joga pela selecção argentina desde 1998 e viveu alguns dos melhores momentos da carreira pela equipa de seu país. O extremo-base conquistou o ouro olímpico em 2004, o bronze em 2008 e o vice-campeonato do Mundo em 2002.