Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Selecção reconhece piso

Melo Clemente - 23 de Setembro, 2015

Isabel Francisco vai ter a missão de conduzir as acções ofensivas da Selecção Nacional que procura o tricampeonato africano

Fotografia: Paulo Mulaza

A Selecção Nacional de basquetebol sénior feminina reconhece hoje, o piso do Pavilhão que vai acolher a partir de amanhã quinta-feira,  em Yaoundé, Camarões, a 24ª edição do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, prova selectiva aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.
O combinado nacional desembarcou ontem em Yaoundé, proveniente da República do Congo Brazzaville, onde esteve a competir nos XI Jogos Africanos, competição conhecida também como Jogos Olímpicos Africanos.

A sessão de treinos prevista para esta manhã, vai estar virada essencialmente para o trabalho de recuperação, em face da viagem que o cinco nacional realizou ontem.A base  Italee Luca, também seguiu viagem para o palco da 24ª edição do Campeonato Africano das Nações, competição a disputar-se de 24 do mês em curso a 4 de Outubro.

Apesar de ter já obtido a nacionalidade, por via da naturalização, Italee Luca falhou os XI Jogos Africanos do Congo- Brazzaville, em virtude da Fiba-Mundo não ter dado o seu aval para a sua utilização.Segundo apurou o Jornal dos Desportos, de fonte federativa, o seleccionador nacional, Jaime Covilhã, poderá contar com os préstimos da influente base, que está bastante motivada para representar as cores da Bandeira Nacional na 24ª edição do Campeonato Africano das Nações.

Entretanto, depois de ter conquistado a medalha de bronze, nos XI Jogos Africanos do Congo Brazzaville, a Selecção Nacional  vai em busca do tricampeonato africano e, consequentemente, o apuramento directo aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.A Selecção Nacional que conquistou os Afrobasket´s de 2011 e 2013, sob liderança do técnico Aníbal Moreira, antigo internacional angolano,  apresenta-se como uma das fortes candidatas à conquista do anel continental, a par da Nigéria, Senegal, Moçambique e Mali. O seleccionador nacional considera, que o grupo está melhor preparado, para encarar a disputa da 24ª edição do Campeonato Africano das Nações.

"Creio que os XI Jogos Africanos do Congo- Brazzaville serviram para dar maior rodagem competitiva ao grupo. Acredito que o grupo está agora melhor preparado para defendermos com brio o título africano", reconheceu Jaime Covilhã que sonha com o apuramento aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.A Selecção Nacional vai disputar a fase preliminar da 24ª edição do Campeonato Africano das Nações, inserida no Grupo B, juntamente com as selecções do Senegal, com quem se estreia amanhã, Guiné Conakry, Nigéria, Argélia e Egipto.Camarões, país anfitrião, encabeça o Grupo A, ao lado de Moçambique, África do Sul, Gabão, Uganda e Mali.

Contrariedade
Nacissela Maurício pode desfalcar grupo


A capitã Nacissela Maurício pode desfalcar a Selecção Nacional de basquetebol sénior feminina, que a partir de amanhã quinta-feira, começa a competir na 24ª edição do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, prova a disputar-se de 24 do corrente a 4 de Outubro próximo, em Yaoundé, em virtude de ter contraído uma lesão durante os Jogos Africanos do Congo Brazzaville.A extremo poste do 1º de Agosto e da Selecção Nacional, teve uma queda aparatosa nas meias-finais dos XI Jogos Africanos, frente a Nigéria,  e está nesta altura sob cuidados médicos.

Caso não recupera até hoje, a MVP (Jogadora Mais Valiosa) das últimas duas edições do Campeonato Africano das Nações da "bola ao cesto" pode falhar as primeiras partidas da fase preliminar da aludida competição.A confirmar-se a ausência da capitã, o combinado nacional vai seguramente ressentir-se, de uma das suas melhores unidades.Entretanto, Felizarda Jorge, extremo poste, que contraiu uma lesão na partida frente a similar do Gabão, durante a fase preliminar dos XI Jogos Africanos do Congo- Brazzaville, já começou a trabalhar com o resto do grupo, situação que deixou o seleccionador nacional mais aliviado.

DECISÃO
Gasol admite
deixar selecção


O basquetebolista espanhol Pau Gasol, recentemente coroado campeão europeu no EuroBasket'2015 e eleito melhor jogador da competição, admitiu ontem que os Jogos Olímpicos Rio'2016, podem ser a última competição que vai  jogar pela sua selecção."Preparo-me para cada jogo, como se fosse o último. Os Jogos Olímpicos do Rio podem ser a minha última participação com a selecção. Espero estar com a equipa e lutar por uma medalha", afirmou o poste, de 35 anos, à margem da cerimónia de lançamento de um livro infantil do irmão, Marc Gasol, também basquetebolista.

O catalão, que actua nos Chicago Bulls, liderou a Espanha à conquista do Campeonato da Europa, cuja fase final  disputou-se em território francês, batendo na final a Lituânia, por 80-63."Considero-me um jogador importante, que teve a oportunidade de fazer coisas únicas, junto de grandes companheiros. Sou um afortunado, por fazer parte de uma grande selecção. Agora, estou focado na NBA e tenho o objectivo de trazer o anel de campeão para Chicago", atirou Gasol.

Eurobasket
Parker lamenta
queda para Espanha


O base Tony Parker, não lidou bem com a derrota para a Espanha, no Campeonato Europeu de basquetebol. A estrela do San Antonio Spurs lamentou que o troféu, conquistado pelos espanhóis no domingo, diante dos lituânios, tenha sido decidido no minuto final da semifinal contra a França."Nosso reencontro contra a Espanha  deu-se em um minuto. A medalha de ouro foi decidida em um minuto. Há coisas que não se escrevem, não serve para nada buscar explicações. O desporto é assim, às vezes é cruel", disse o “camisola 9” em entrevista ao jornal L'Équipe.

Na última quinta-feira, diante dos adeptos no Stade Pierre-Mauroysua, em Lille, a França enfrentou a Espanha num duelo que valia não apenas a classificação para a final da Eurobasket, como também o carimbo no passaporte para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Os anfitriões chegaram a abrir 11 pontos de vantagem, mas a actuação excepcional de Pau Gasol deu a vitória aos visitantes, no prolongamento, por 80-75.

A França não deixou o campeonato de mãos "a abanar". No domingo, os comandados de Vincent Collet bateram a Sérvia por 81-68 na disputa do bronze,  ainda têm a chance de ir ao Rio através do Pré- Olímpico Mundial, a ser disputado em véspera dos Jogos. Parker  mostrou-se satisfeito com a medalha em casa, assegurou que vai lutar com os companheiros para levar a França à Cidade Maravilhosa."Há dez anos, o bronze era um ouro para nós. Minha história, nossa história, ainda não acabou", prometeu.