Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco Nacional em dia de viagem

Melo Clemente - 26 de Junho, 2018

Angolanos lideram o Grupo C com seis pontos contra cinco do Egipto no segundo lugar

Fotografia: Miqueias Machangongo | Edies Novembro

A Selecção Nacional de basquetebol em seniores masculinos segue viagem hoje, terça-feira, para o Cairo, capital egípcia, onde a partir de sexta-feira, dia 29 do mês em curso, até ao dia 1 de Julho próximo, vai competir na terceira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo de 2019, na China, equacionadas as questões técnicas que forçaram o adiamento do embarque do cinco nacional por duas ocasiões.
 Depois do cancelamento da viagem de sábado para segunda-feira, finalmente, o combinado nacional que procura a sua oitava presença numa fase final de uma Copa do Mundo, embarca hoje para o Cairo, palco do Grupo C.
Ontem, sob liderança de John Bryant, um dos adjuntos do técnico norte-americano, Will Voigt, os hendecacamepões africanos desfalcados de uma das suas melhores unidades, o extremo base do Sport Lisboa e Benfica, Carlos Morais, realizou no Pavilhão Arena do Kilamba as duas sessões derradeiras, antes de seguir viagem para a capital egípcia.
Apesar dos constrangimentos que marcaram a preparação do combinado nacional, com realce para o cancelamento do estágio pré-competitivo que estava marcado para a Turquia, alegadamente, por falta de verbas, jogadores e equipa técnica estão esperançosos numa boa prestação da Selecção Nacional, que passa pela manutenção da liderança do Grupo C e, consequentemente, assegurar a passagem para a fase derradeira da Copa do Mundo de 2019.
ANGOLA lidera o Grupo C, com seis pontos, fruto de três vitórias alcançadas na primeira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo da China, prova disputada no Pavilhão Arena do Kilamba, em Luanda. Egipto ocupa actualmente o segundo lugar do grupo, com cinco pontos, seguido de Marrocos e República Democrática do Congo, com quatro e três pontos, respectivamente.
Entretanto, quatro capitais africanas vão albergar a terceira janela de qualificação para a Copa do Mundo. Tunis, capital tunisina, vai acolher o Grupo A, em Lagos, Nigéria, disputa-se o Grupo B, ao passo que o Cairo, Egipto, e Dakar, Senegal, vão receber os grupos C e D, respectivamente.
Nigéria, campeão africano em 2015, comanda o Grupo B, com seis pontos, seguido do Uganda, Mali e Rwanda, todos com quatro pontos cada. A Tunísia lidera o Grupo A, com seis pontos, secundado pelos Camarões, com cinco pontos. Chad e Guiné estão nas posições imediatas, com quatro e três pontos, respectivamente. Moçambique e Senegal partilham a liderança do Grupo D, com cinco pontos cada, seguidos da República Centro Africana e Costa do Marfim , com quatro pontos cada. Dezasseis (16) selecções subdivididas em quatro grupos de quatro equipas cada vão lutar pelos cinco passes, reservados para o continente berço da humanidade.
Para a segunda fase qualificam-se as três primeiras classificadas de cada grupo, perfazendo um total de doze selecções, que serão divididas em dois grupos de seis equipas cada.
Os angolanos fizeram a sua estreia numa fase final de um mundial em 1986, em Espanha, a convite da Fiba-Mundo, seguindo-se as presenças em 1990, na Argentina, 1994, Toronto-Canadá, 2002, Indianápolis, Estados Unidos da América, 2006, Japão, 2010, Turquia e 2014, em Espanha. A décima oitava edição da Copa do Mundo vai contar com a presença de 32 nações, contra 24 selecções das edições anteriores.