Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Senhoras do D`Agosto foram quarto jogo

Juscelino da Silva - 29 de Junho, 2019

Militares voltam a sonhar com o ttulo

Fotografia: Agostinho Narciso | EDIES NOVEMBRO

Depois de duas derrotas nos primeiros jogos, o 1º de Agosto forçou ontem a quarta partida ao vencer o Interclube por 74-73 na terceira partida dos play offs do campeonato nacional sénior feminino de basquetebol, disputado no pavilhão Victorino Cunha. A jogar diante do público, as militares interromperam a marcha vitoriosa das polícias e as comandadas de Jaime Covilhã voltam a sonhar com o título nacional, que está a uma vitória da equipa de Apolinário Paquete.
Para chegar ao trono, a caminhada militar começou com a boa dinâmica defensiva e ofensiva. A tomada das rédeas no primeiro quarto levou a equipa a liderar o placard no final por 18-16. O equilíbrio manteve-se no segundo quarto e o abrandamento nas acções permitiram ao Interclube chegar ao intervalo à frente do marcador com uma diferença de três pontos favoráveis: 32-35.
No reatamento do jogo, as meninas de Jaime Covilhã voltaram do balneário com a intenção de contrariar as unidades do Interclube. A estratégia resultou no resgate da liderança e terminaram com três pontos de vantagens: 55-52.
No último quarto, Apolinário Paquete chamou a atenção às atletas e ajustou o novo modelo de jogo. Fruto da qualidade da base Italle Lucas, das postes Nadir Manuel e Paulina Akonga, bem acompanhadas da extremo Robin Parks, as polícias conseguiram aproximar-se do resultado. Em reacção, o 1º de Agosto voltou a fugir no resultado, fruto da boa eficácia nos lançamentos da linha de seis metros e setenta e cinco. A extremo Adoora Elono e a base Rosa Gala eram as grandes responsáveis do jogo ofensivo das militares, que obrigaram ao Apolinário Paquete a solicitar um desconto de tempo a dois minutos do fim do jogo.
A estratégia surtiu efeito. Um erro grave do trio de arbitragem ditou a história do jogo. O lance, que daria a vitória ao Interclube, foi interrompido por Ventura Capenda. O árbitro assinalou uma falta ofensiva inexistente. A falha do trio levou a equipa técnica do Interclube e os adeptos a um ataque de nervos.
Apolinário Paquete voltou a montar uma nova estratégia de forma a forçar a falta para levar a atleta à linha de lances livres. Nesta altura, o placard registava 25 segundos do final da partida e uma diferença pontual de um ponto (72-71) favorável às militares. A extremo Filizarda Jorge converteu os dois lances livres e colocou a equipa em vantagem de 72-73.
No prosseguimento, um erro defensivo do Interclube foi bem aproveitado pela extremo norte-americana Adoora Elono e deu a vitória à turma do Rio Seco por 74-73.
No final, o treinador principal das polícias, Apolinário Paquete, queixou-se do trio de arbitragem composto por Osvaldo Neto, António Samuel e Andrade Gonçalves.
A extremo do 1º de Agosto, Adoora Elono, foi a cestinha da partida ao anotar 20 pontos. A base do Interclube, Italle Lucas, anotou 17.
As duas equipas voltam a defrontar-se hoje, às 18h00, no pavilhão Victorino Cunha.
O Desportivo Maculusso terminou na terceira posição da tabela geral ao derrotar o Interclube de Benguela no terceiro jogo por 66-48.