Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sérvia segue invicta rumo aos "quartos"

15 de Setembro, 2015

A Sérvia qualificou-se este domingo para os quartos -de - final do Eurobasket, ao vencer a Finlândia por 91-84, numa partida bastante equilibrada e em que os sérvios apenas a derreteram o gelo nórdico nos últimos cinco minutos.Os finlandeses chegaram a deter sete pontos de vantagem em duas ocasiões durante a primeira parte - 13 -20 e 23 -30 - mas os pupilos orientados por Djordjevic conseguiram dar a volta ao encontro e acabaram por confirmar o seu favoritismo.

Três lançamentos triplos concretizados na fase decisiva do jogo por Erceg, Simonovic e Bogdanovic e uma grande actuação do poste Miroslav Raduljica, com 27 pontos e quatro ressaltos, ditaram o desfecho final favorável aos vice -campeões mundiais.Surpreendente, sobretudo pela diferença final, foi o triunfo da República Checa sobre a Croácia, por 80-59. Os checos estão nos quartos de final, pela primeira vez no historial da competição, desde que se separaram da Eslováquia, indo agora defrontar a Sérvia.

Já a Itália impôs uma clara superioridade sobre Israel, venceu por margem concludente (82-52) num embate sem história. O base -extremo Alessandro Gentile somou 30 pontos e cinco ressaltos e foi o jogador mais valioso do embate.Muito mais equilibrado foi o jogo entre a Lituânia e a Geórgia, que os lituanos venceram por 85-81 e vão defrontar os italianos nos quartos -de - final. O extremo Jonas Maciulis, ao averbar 34 pontos, seis ressaltos e três assistências, teve papel crucial no sucesso lituano.Os quartos do Eurobasket vão ser disputados hoje e amanhã (terça e quarta-feira), em Lille, conta ainda com os embates entre Espanha e Grécia e entre França e Letónia.

Fiba -América
Venezuela arrebata
título “americano”


Feito histórico no basquetebol venezuelano, que conquistou domingo o título de campeã americana, ao bater na final do Torneio FIBA Américas a congénere da Argentina, por 76-71, numa partida disputada no Palácio De Los Deportes, na Cidade do México.A jogar diante de uma equipa recheada de jogadores conceituados - Luis Scola (Toronto Raptors), Andrés Nocioni e Facundo Campazzo (Real Madrid) -, os venezuelanos até foram dominados na fase inicial (perdiam por 20-13 no final do 1º período), mas reagiram de pronto e chegaram ao intervalo na frente.

Depois, os argentinos voltaram ao comando, até que os homens de Néstor García  conseguiram dar a volta ao texto, com uma excelente actuação de Gregory Vargas (15 pontos e sete ressaltos). Contudo, acabou por ser do lado contrário que ficou o prémio de MVP da final - André Nocioni, com 21 pontos e oito ressaltos - e o de MVP da prova - para Luis Scola.

Com a presença nesta final, Venezuela e Argentina asseguraram desde já a presença nos Jogos Olímpicos de 2016, prova na qual vão encontrar ainda o Brasil (organizador) e os Estados Unidos (campeões do Mundo em título). De resto, Canadá, México e Porto Rico apuraram-se para o play -off olímpico a nível mundial, de onde devem sair os derradeiros três apurados para o evento que ai decorrer dentro de menos de um ano.