Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Silva \\\"Gi\\\" o eleito da FAB

Melo Clemente - 28 de Maio, 2017

FAB promove hoje uma conferência de imprensa para anunciar as equipas técnicas

Fotografia: Jose Soares | Edições Novembro

O coordenador de basquetebol do Ferroviário de Luanda, Manuel Silva "Gi", vai conduzir os destinos da Selecção Nacional  de basquetebol em seniores masculinos na fase final do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, competição a decorrer provavelmente em solo pátio, no mês de Setembro do ano em curso, segundo apurou o Jornal dos Desportos junto de uma fonte próxima do órgão reitor da modalidade no país.

Depois de ter assegurado o apuramento do cinco nacional à fase final do Afrobasket 2017, no zonal de Lusaka, capital zambiana, Manuel Silva "Gi" que havia sido chamado de emergência para substituir o então seleccionador nacional, Carlos António Dinis, que "abandonou" o barco devido a problemas de saúde, acabou por merecer novamente a confiança da direcção da Federação Angolana de Basquetebol, liderada por Helder Martins da Cruz "Maneda".

O "casamento" entre o técnico angolano e a direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) vai ser anunciado hoje, a partir das 15h00, em conferência de imprensa, numa das salas de reuniões do órgão reitor da modalidade no país, sita no Complexo da Cidadela Desportiva.

Durante a conferência de imprensa serão igualmente anunciados as equipas técnicas das selecções em seniores feminina, de sub-18, sub-16 em masculinos e sub-16 em femininos, respectivamente, visando os compromissos internacionais do ano em curso.

De acordo com a nossa fonte, o técnico angolano, campeão africano de sub-16 e sub-18, vai rubricar um contrato com a direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) válido por quatro anos.

 Manuel Silva "Gi" foi um dos adjuntos do técnico espanhol, Moncho López, durante a disputa da fase final da 28ª edição do Campeonato Africano das Nações de 2015, competição que decorreu na Tunísia, tendo o cinco nacional perdido a final diante da similar da Nigéria, por 65-74.Aos 49 anos de idade, Manuel da Ressurreição Figueiredo da Silva, ou simplesmente, Manuel Silva "Gi", torna-se no sétimo angolano, décimo primeiro no geral, a conduzir os destinos do cinco nacional.

O professor Victorino Cunha foi o primeiro angolano a assumir o cargo de seleccionador nacional, tendo conquistado três Afrobasket´s, seguindo-se o malogrado Wlademiro Romero que logrou conquistar um troféu, em 1995, Alberto de Carvalho "Ginguba", vencedor do Afrobasket de 2017, Paulo Macedo, campeão africano de 2013, José Carlos Guimarães e Carlos António Dinis que falharam a qualificação para os Jogos Olímpicos de Londres, Inglaterra, em 2012, e do Rio de Janeiro, Brasil, isto em 2016. Passaram ainda pela Selecção Nacional os expatriados Mário Palma, luso-guineense, que arrebatou quatro Afrobasket´s, Luís Magalhães, português, campeão africano em 2009, Michael Gomez, francês, e Moncho López, espanhol, ambos não conquistaram qualquer título.

Entretanto, Raul Duarte, técnico que orientou na última temporada o Clube Desportivo Universidade Lusíada, e, muito recentemente, foi indicado para coordenar a direcção técnica da FAB, vai dirigir a Selecção Nacional masculina de sub-19 na fase final do Campeonato do Mundo da categoria, prova a ser disputada pela primeira vez no continente africano mas, concretamente, no Egipto, de 01 a 9 de Julho próximo, substituindo deste modo, Manuel Silva "Gi".


Folha de serviço
Bilhete  de Identidade


Manuel da Ressurreição Figueiredo da Silva, ou simplesmente, Manuel da Silva "Gi", nasceu a 27 de Abril de 1968, na província de Luanda.

Aos 49 anos de idade, Manuel Silva "Gi" como atleta, representou no país as cores do Ferroviário de Luanda, de 1985 a 1988, ao passo que no Atlético Petróleos de Luanda jogou de 1988 a 1992, altura em que partiu para o velho continente, mas concretamente, em Portugal.

Depois de regressar ao país, Manuel Silva "Gi", foi um dos adjuntos do técnico português, Alberto Babo, na equipa principal do Atlético Petróleos de Luanda, formação que depois sagrou-se campeão nacional.

O técnico conquistou em 2013, o título do Afrobasket de sub-16, e, em 2016, o técnico angolano voltou a mostrar os seus créditos, ao conquistar o Campeonato Africano das Nações de sub-18, conseguindo deste modo, a qualificação para a fase final do Campeonato do Mundo de sub-19, prova a disputar-se no Egipto, de 01 a 9 de Julho do ano em curso.
M.C