Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sílvio Lemos sugere seguimento dos sub-18

04 de Agosto, 2016

Os novos campeões africanos colocaram dois jogadores na equipa ideal

Fotografia: José Soares

O director para o basquetebol do 1º de Agosto, Sílvio Lemos, sugeriu acompanhamento integral aos atletas da Selecção Nacional de basquetebol de sub-18 que se sagrou campeã africana, tendo em conta o Campeonato do Mundo em 2017, no Egipto.

Ao reagir ao título conquistado por Angola dia 31 de Julho, com vitória frente ao Egipto, por 86-82, após prolongamento, no pavilhão Amaoro, na cidade de Kigali (Rwanda), o antigo internacional sustentou ser importante acompanhar os atletas no dia-a-dia e fazer com que surjam outros talentos visando o mundial do próximo ano.

Lemos considerou o momento oportuno para colocar-se treinadores qualificados e experientes nos escalões de formação de modo a acompanharem não só a técnica deste, mas também o comportamento futuro, com vista a virem substituir os seniores.

O feito conseguido após 28 anos relança a esperança e a convicção do basquetebol nacional, indicativo de que se deve manter a aposta directa dos clubes e do Estado para o prosseguimento do ciclo criado, iniciado com esta mesma selecção que também conquistou o Afrobasket em sub -16, disputado no Madagáscar em 2013.
 
O ex-base do clube “militar” afirmou que ao longo da prova ficou assente a maturidade e solidez defensiva e transições ofensivas do conjunto nacional.
Entretanto, a Selecção Nacional masculina de basquetebol em sub-18 regressou, no princípio da tarde de segunda-feira, a Luanda.

Provenientes de Kigali, onde conquistaram o Afrobasket2016 em sub-18, os campeões africanos receberam cumprimentos de boas-vindas do director nacional do Desportos, António Gomes, familiares, populares e várias individualidades. Na ocasião, mostraram-se satisfeitos pela conquista do troféu continental.

Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, acompanhados do presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), Paulo Madeira, os atletas sentiram-se orgulhosos pela vitória e por manterem Angola no topo da modalidade em África.

Integram o grupo de campeões os seguintes atletas: Ismael Monteiro e Childe Dundão (bases), Cley Cabango, Glotate Buiamba e Milton Valente (extremos), Geraldo Santos e Tárcio Domingos (extremo-bases), Bruno Fernandes e Osvaldo Tchipepa (postes), Cristiano Xavier, Silvio Sousa e Cristiano Gomes (extremo-postes).

Angola ultrapassou na primeira fase a Tunísia (66-56), o Benin (127-29), o Uganda (105-59) e a RDC (83-75). Nos quartos de final venceu a Costa do Marfim  por 85-47, nas meia-final ultrapassou a Tunísia por 92-58.

Na competição, os novos campeões africanos colocaram dois jogadores na equipa ideal, concretamente Bruno Fernandes e Sílvio Sousa, este último também eleito o jogador mais valioso do torneio.
Com esta vitória,  a equipa liderada por Manuel Silva “Gi”, coadjuvado por Miguel Lutonda, está apurada para o mundial sub-19, a decorrer no Egipto em 2017.

RECONHECIMENTO
Presidente felicita
campeões africanos


O Chefe de Estado Angolano, José Eduardo dos Santos, numa mensagem dirigida ontem, ao presidente da Federação Angolana de Basquetebol, felicitou os atletas, equipa técnica e todos quantos contribuíram para que a Selecção Nacional masculina da modalidade de Sub-18 se sagrasse campeã africana.

Na sua mensagem, o Presidente da República manifesta o desejo de que esta vitória estimule a continuidade do trabalho que se vem realizando ao nível da formação, como garantia de novos êxitos no futuro, mesmo ao nível de outros escalões etários.

O Presidente José Eduardo dos Santos sublinha que a vitória dos sub-18 constitui uma prova de que, com determinação, seriedade e perseverança, é possível a nação angolana alcançar muitas outras vitórias, em todos os domínios.

Angola venceu na final, disputada domingo, em Kigali (Ruanda), a similar do Egipto, por 86-82.