Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sorteio coloca Angola no grupo C

Melo Clemente - 15 de Julho, 2019

Pupilos de Paulo Macedo continuam a trabalhar de forma rdua

A Selecção Nacional de basquetebol sénior masculina (B) vai defrontar as similares de Marrocos e Chad, na fase preliminar da primeira edição do Afrocan, prova a decorrer de 19 a 27 do mês em curso, em Bamako, capital maliana, de acordo com o sorteio realizado sábado, na cidade da Praia, Cabo Verde, palco do Campeonato Africano das Nações de Sub-16 masculino, vulgo Afrobasket.
Doze (12) nações subdividas em quatro grupos de três selecções cada, vão disputar a primeira edição do Afrocan, competição a disputar-se no Palácio dos Desportos de Salamatou Maiga de Bamako. O sorteio colocou o cinco nacional no Grupo C, ao lado de Marrocos e Chad.
Mali, país que acolhe a edição \"experimental\" do Afrocan figura no Grupo A, juntamente com a Costa do Marfim e Argélia, respectivamente. Nigéria, República Democrática do Congo e Quénia fazem parte do Grupo B, ao passo que a Tunísia, actual campeã africana, faz parte do Grupo D, ao lado do Egipto e Guiné, respectivamente.
Os primeiros classificados de cada grupo transitam directamente para os quartos-de-final, ao passo que o segundo e terceiro classificado no sistema cruzado disputam o apuramento para os quartos-de-final.
O segundo classificado do Grupo A medirá forças com o terceiro classificado do Grupo B, o segundo classificado do Grupo B joga com o terceiro classificado do Grupo A, segundo classificado do Grupo C enfrenta o terceiro classificado do Grupo D, ao passo que o segundo colocado do Grupo D vai defrontar o terceiro classificado do Grupo C. Os vencedores apuram-se para os quartos-de-final.
Os vencedores dos quartos-de-final apuram-se para as meias-finais, ao passo que as selecções vencidas disputam as classificativas do quinto ao oitavo lugares.
Inicialmente, o Afrocan, era uma competição que estava reservada apenas aos atletas que militam nos campeonatos locais. As selecções poderão, no entanto, inscrever dois atletas que militam na diáspora, de acordo com a última resolução da Fiba-Afrique.
Entretanto, a reportagem do Jornal dos Desportos procurou ouvir ontem o seleccionador nacional, Paulo Jorge Morais Rebelo de Macedo, mas este recusou-se a prestar qualquer declaração, relativamente ao sorteio da primeira edição do Afrocan.
Hoje, segunda-feira, a Pré-Selecção Nacional volta a trabalhar às ordens do técnico Paulo Jorge Morais de Macedo.
A viagem para o palco da competição deve acontecer nos próximos dias.